Home » Posts tagged "Startups"

FURLANI, Thiago Zilinscki.ENGAJAMENTO DE CORPORAÇÕES COM STARTUPS NA QUARTA ERA DA INOVAÇÃO: RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES. Dissertação, 2018.

Novos modelos de iniciativas de inovação para grandes corporações
surgiram nos últimos anos e têm obtido destaque frente à volatilidade,
alta concorrência e disputa por novos conhecimentos e vantagens
competitivas. Vivemos em um momento guiado pela economia do
conhecimento onde a inovação é parte fundamental para o
desenvolvimento econômico e social de nossa sociedade, e no âmbito
empresarial, é fundamental para a sobrevivência das empresas. Estamos
na porta da chamada quarta era da inovação onde a maioria das
inovações será fruto do engajamento entre organizações estabelecidas e
startups, diferentemente das chamadas eras anteriores onde as principais
fontes de inovação eram laboratórios corporativos e empreendedores
investidos apenas por capital de risco. Dentro desse novo ecossistema de
inovação, iniciativas de engajamento ganham cada vez mais atenção das
grandes corporações por significaram oportunidades para inovar,
realizar parcerias e suprir necessidades estratégicas internas. A partir de
uma revisão dos trabalhos mais relevantes sobre o tema e da coleta de
dados através de entrevistas com gestores de diferentes iniciativas
existentes no país, essa dissertação caracteriza os diferentes modelos de
engajamento e analisa como diferentes corporações abordam o tema,
contribuindo ao fim, com orientações para melhorar a gestão de
iniciativas existentes e fornecer conhecimentos para as corporações que
desejam ingressar no movimento. Os modelos de Hackathons, Open
Innovation, Incubadoras, Aceleradoras e de Investimento direto variam
entre si de acordo com os objetivos e resultados esperados. Para
corporações que iniciam seu movimento de engajamento recomenda-se
estratégias de aproximação para evoluir o conhecimento acerca do tema
e preparar a organização para iniciativas futuras de maior risco.
Empresas com processos mais estruturados e experiência em inovação
devem desenvolver iniciativas mais robustas variando o modelo de
acordo com seus recursos, interesses temporais, adesão a risco e
comprometimento interno.

 

Link para download: Thiago Zilinscki Furlani

SANTOS, Gabriel Sant’Ana Palma. ORGANIZAÇÕES EXPONENCIAIS: UMA ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO DE STARTUPSNA INCUBADORA MIDI TECNOLÓGICO. Tese, 2018.

O objetivo do presente trabalhoé propor recomendações para auxiliar as incubadoras de empresas a identificar startups com características que indiquem maior potencial para o crescimento exponencial. Quanto aos métodos adotados, esta pesquisa caracteriza-se como bibliográfica e estudo de caso, de natureza descritiva e exploratória, com abordagem predominantemente qualitativa. A lógica de pesquisa adotada é a indutiva, com horizonte temporal longitudinal. Para a coleta de dados primários definiu-se pela aplicação de questionário junto a todas as empresas incubadas na incubadora MIDI Tecnológico, em dois momentos, nos anos de 2015 e 2017, bem como a utilização de entrevistas não estruturadas com uma representante da incubadora e quatro empreendedores de empresas incubadas nessa incubadora. Os dados qualitativos foram estudados por meio de análise de conteúdo, com base nas teorias da inovação disruptiva, singularidade, abundância e principalmente, das organizações exponenciais. O questionário “Qual é seu quociente exponencial” aplicado nas empresas decorre dessa última teoria. A partir desse estudo e da análise de dados verificou-se que quatro empresas da amostra atingiram nota igual ou superior a 56 em algum dos momentos da aplicação (2015 ou 2017), atingindo a classificação de organização exponencial: Aquarela, GnTech, Knewin e Sensorweb. Aos sócios dessas empresas foram solicitadas entrevistas individuais para validar ou não os resultados obtidos. Na sequência, utilizou-se da entrevista individual com a representante da incubadora e dos indicadores das empresas incubadas por ela fornecidas para analisar o desempenho das startups nesses indicadores frente ao quociente exponencial obtido. Após a análise completa conclui-se que identificar startups dotadas de características que indicam um maior potencial para o crescimento exponencial é atividade essencial para as incubadoras. Para cumprir esse objetivo, recomendou-se utilizar o questionário supracitado combinado a outros meios de monitoramentodo desempenho das empresas, a fim de desenvolver práticas para fomentar o desenvolvimento exponencial de startups participantes de processos de incubação.

Link para download: Gabriel Sant’Ana