Home » Posts tagged "Sistemas de Memória Organizacional"

SANTOS, Jane Lúcia Silva. Relações entre capacidade de absorção de conhecimento, sistemas de memória organizacional e desempenho financeiro. Tese,2013.

Este estudo enfoca nos hiatos e lacunas de pesquisa sobre mensuração da capacidade de absorver conhecimentos externos e suas relações com outros construtos, no contexto organizacional. O principal objetivo deste trabalho é examinar as relações entre capacidade de absorção (CA), sistemas de memória organizacional (SMO) e desempenho financeiro das organizações (DF). A perspectiva teórica adotada define e operacionaliza a CA como um construto multidimensional, formado por duas principais dimensões, uma “potencial” e outra “realizada”. Com base em argumentos fundamentados em estudos anteriores foram desenvolvidas as quatro hipóteses deste estudo, as quais associam cada uma dessas dimensões com a utilização de SMO baseados em tecnologia da informação (TI) e com o DF. O estudo empírico foi realizado a partir de um levantamento (survey) conduzido em 101 empresas do setor de software e serviços de TI em Florianópolis, Brasil. Por meio da análise fatorial confirmatória (AFC) verificou-se a confiabilidade e a validade da mensuração dos construtos deste trabalho. As hipóteses foram testadas por meio da modelagem de equações estruturais (MEE) e os resultados indicam que (i) a utilização de SMO baseados em TI pelas empresas afeta positivamente à sua CA potencial; entretanto, (ii) não foi encontrada relação positiva entre o uso desses sistemas de memória e a CA realizada; por outro lado, (iii) a CA potencial está positiva e significativamente associada à CA realizada; e, (iv) essa CA realizada está significativamente associada ao desempenho financeiro organizacional, sugerindo que uma alta CA realizada tem impacto positivo nos resultados financeiros das empresas estudadas. Este trabalho contribui para aproximar os dois campos interdisciplinares de pesquisas sobre memória organizacional e capacidade de absorção, ao propor e examinar empiricamente relações conceituais oriundas da literatura científica dessas áreas. Nas conclusões, implicações teóricas e práticas dos resultados deste estudo são discutidas e trajetórias para futuras pesquisas são apontadas.

Link para Download: Jane Lucia Silva Santos

REÁTEGUI ROJAS, Ruth María. Análise da Efetividade dos Sistemas de Memória Organizacional de Uma Instituição de Ensino Superior. Dissertação, 2011.

As universidades, como organizações geradoras de conhecimento, utilizam sistemas de memória organizacional para coletar, acessar e manter seu conhecimento. A memória organizacional (MO) é de grande importância para preservar o conhecimento nas organizações. Apesar disso, há poucas investigações empíricas a respeito desse tema. Este trabalho teve como objetivo desenvolver um estudo sobre as percepções da efetividade dos sistemas de memória organizacional (SMO), baseados em computador, utilizados pelos professores de uma universidade para suas atividades acadêmicas, e pretende, assim, colaborar com o desenvolvimento empírico deste tema. A MO é o meio pelo qual o conhecimento do passado é usado nas atividades atuais. A MO pertence a toda organização, não só a um indivíduo. Os SMO são conjuntos de dispositivos de retenção de conhecimento, tais como pessoas e documentos, que coletam, armazenam e fornecem acesso à experiência organizacional. Os SMO, por definição, permitem o acesso aos conhecimentos experienciais dos indivíduos, de natureza sobretudo tácita, ao conjunto de membros de uma determinada organização. Dentre esses sistemas, os SMO baseados em computador são um tipo de MO com suporte tecnológico, os quais ajudam a explicitação do conhecimento. Os SMO podem ser caracterizados pelo seu conteúdo, ou seja, o tipo de conhecimento que são capazes de manter; estrutura, a forma como o conhecimento é organizado; os processos operativos, que são: a coleta, que se refere à filtragem de conteúdo incluído na memória organizacional; a manutenção, no sentido de que os sistemas de memória tendem a mudar à medida que são formalmente mantidos ou atualizados; e o acesso que pode ser feito através de pessoas ou das tecnologias baseadas em computador. Todas essas características permitem avaliar a efetividade dos SMO. Para esta pesquisa, foi feita uma revisão da literatura com o objetivo de obter um referencial teórico da MO, dos SMO e, especialmente, das características dos SMO que possam ser consideradas para avaliar a sua efetividade. Para conhecer a percepção da efetividade dos SMO baseados em computador, utilizados pelos professores da Escola de Ciências da Computação nas atividades acadêmicas dentro da Universidad Técnica Particular de Loja (UTPL), no Equador, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, elaboradas a partir do framework de Olivera (2000a). Verificou-se que os repositórios de vídeos (Youtube), documentos (Slideshare), áudios, publicações, recursos educativos, OCW, Wiki, Blog são SMO baseados em computador utilizados pelos professores para apoio às suas atividades acadêmicas. Foi confirmado que os aspectos que os professores consideram para avaliar a efetividade dos SMO são semelhantes às características apresentadas no framework de Olivera (2000a). Outro aspecto de interesse é o suporte dos conteúdos para o processo de ensino-aprendizagem. Para os professores, o formato do conteúdo também é uma característica que pode afetar a efetividade dos SMO. Enfim, a falta de difusão, na organização, de um sistema e seu conteúdo prejudica a efetividade, especialmente porque pode gerar pobre usabilidade e falta de conteúdo.

Link para Download: Ruth Maria Reategui Rojas