Home » Posts tagged "Redes Colaborativas"

KURTZ, Diego Jacob. Capacidades Dinâmicas e a Atuação em Redes Colaborativas de Organizações: um estudo que atenta para Turbulências do Ambiente e Desempenho Organizacional. Tese, 2017.

Em mercados turbulentos que exijam organizações extremamente competitivas e inovadoras, a necessidade de transformar a base de recursos para se adaptar às mudanças é facilmente constatada. Para manter a competitividade, é necessário identificar e incorporar as oportunidades de mercado, apresentar alta capacidade de aprendizagem e inovação e trabalhar com outras organizações em rede – de forma colaborativa – para coordenar e transformar a base de recursos. É com base nesta afirmação que esta tese tem como objetivo: Compreender a associação entre Capacidades Dinâmicas (CD) e atuação em Redes Colaborativas de Organizações (RCO), considerando as Turbulências do Ambiente (TA) e o Desempenho Organizacional (DO). Para discutir e defender esta abordagem, o trabalho foi organizado em 4 Proposições que exploram (P1) a influência das TAs sobre as CDs e (P2) sobre RCOs, (P3) a influência de alavancagem mutua exercida entre CDs e RCOs e o (P4) respectivo impacto do equilíbrio entre CDs e RCO sobre o DO. A pesquisa, de origem qualitativa, foi aplicada a partir do aprofundamento do estudo sobre os constructos, desdobrando-os em categorias, temas e subtemas. O instrumento de coleta foi avaliado por especialistas, revisado, aplicado em uma versão pré-teste e ajustado antes de ser enviado aos participantes da pesquisa. O aprofundamento das análises foi realizado com 11 empresas participantes de uma RCO gerenciada por um Instituto de Ciência e Tecnologia. A coleta de dados foi efetuada por meio de um questionário seguido de uma entrevista semi-estruturada. A interpretação baseou-se fundamentalmente na Análise Temática, que extraiu das entrevistas os códigos que possibilitaram a construção de um Diagrama Temático (breakthorugh da pesquisa), conectando os Constructos, Categorias, Temas e Subtemas associados às 4 Proposições desta Tese. Dentre os principais resultados, foi possível ampliar a literatura existente e observar que (P1) as TAs podem influenciar as CDs, especialmente por meio de fatores associados à Complexidade e ao Dinamismo, demandando (entre outras) as CDs de Aprendizagem, Integração e Coordenação. Adicionalmente, (P2) as TAs (também associadas à Complexidade e ao Dinamismo) podem pressionar as empresas a buscarem parceiros valiosos para a condução dos negócios, e que
contribuam para a melhoria da sua competitividade (Geração de Valor). Em outras palavras, as TAs podem induzir a participação em RCOs. Diversos foram os pontos de (P3) mútua influência e alavancagem entre CDs e RCOs. Dentre estes, foi possível observar que empresas que possuam CDs de Aprendizagem, Integração e Coordenação mais bem desenvolvidas, poderão favorecer as condições de Geração de Valor na RCO. Em contrapartida, o valor gerado na RCO deverá ser melhor aproveitado por empresas que apresentem tais CDs consolidadas. A influência mútua e benéfica entre a CD de Sensoriamento e do Foco no Cliente pela RCO também foi abordada, sendo observado um forte direcionamento para o Mercado Externo. O alinhamento estratégico entre a organização e a Rede pode gerar benefícios mútuos potencializados, constatados nas diversas categorias, temas e subtemas observados. Tais benefícios e o (P4) equilíbrio entre as CDs e a atuação na RCO pode levar a um melhor DO, especialmente no que diz respeito à Efetividade do Produto. Foi observado ainda que quanto mais desenvolvida a estrutura de conhecimento existente na organização e quanto mais fluida a troca entre os membros da Rede Colaborativa, ou seja, quanto mais equilibrada essa relação, melhor será o uso dos conhecimentos como recursos únicos, de difícil imitação pelos concorrentes e valiosos para a manutenção da vantagem competitiva.

Link para download: Diego Jaboc (2)