Home » Posts tagged "Plataforma Lattes"

ANDRIANI, Mateus Lohn. Um Método para a Construção de Taxonomias Utilizando a DBPedia. Tese, 2017.

O processo de criação de taxonomias demanda esforço de especialistas de domínio, engenheiros de taxonomias, investimento financeiro e tempo. Devido às limitações existentes em fornecer estes recursos em sua integralidade em diversas organizações, muitos projetos que envolvem a construção de taxonomias não atingem o êxito esperado. Este trabalho pretende auxiliar na construção de taxonomias através da proposição de um método automatizado para a sua construção. Para a construção deste método, foi adotada uma série de procedimentos metodológicos, que se iniciou com o levantamento do referencial teórico sobre taxonomias e sua construção. Em sequência, foi realizada uma busca sistemática no domínio de construção automatizada de taxonomias, buscando encontrar abordagens e procedimentos já existentes neste campo de estudo. A partir desta revisão, foi elaborado um método para a geração de taxonomias a partir de repositórios de informações textuais com o apoio de bases de conhecimento, que fornecem as relações hierárquicas para verificação das relações taxonômicas entre os termos. Uma implementação deste método em formato de software foi realizada, utilizando uma amostra de currículos da área de conhecimento das Ciências Agrárias cadastrados na Plataforma Lattes como repositório de informações. A versão em português da DBpedia foi adotada como base de conhecimento neste experimento. Esta implementação também adota um processo de reconhecimento de entidades para a descoberta dos termos relevantes que podem ser cadastrados nas taxonomias. As propostas de taxonomias geradas pela implementação foram comparadas estatisticamente com o tesauro AGROVOC, referência na área da agricultura. Com a análise, verificou-se que 60% a 80% dos termos encontrados nas taxonomias geradas pela implementação também estão presentes no AGROVOC, sendo esta oscilação pertinente aos parâmetros de filtragem informados na entrada do método, o repositório de informações textuais utilizado e a base de conhecimento empregada para validação das relações hierárquicas.
Link para download: Mateus Lohn

DZIEKANIAK, Gisele Vasconcelos. Método para Inclusão de Conhecimento Presente em Mídias Sociais no Aprimoramento de Plataformas de Governo Eletrônico. Tese, 2012.

Os modelos contemporâneos de e-gov têm considerado a explicitação, o tratamento e o compartilhamento de conhecimento relacionado à Web 2.0, de modo a incluir conhecimentos disponíveis nas mídias sociais em seus projetos. Esta tese objetiva contribuir, por meio da proposta de um método para inclusão do conhecimento presente nas mídias sociais,  no aprimoramento de plataformas de governo eletrônico. Utiliza a observação direta não participante dos sites de mídias sociais no Orkut, Facebook, Twitter, OpenBook, Blogs e Nings para identificar se ocorre a construção e compartilhamento de conhecimento sobre uma plataforma e-gov brasileira, a qual serviu como análise de viabilidade. O estudo desenvolve  um método baseado em fases identificáveis na engenharia do conhecimento e no governo eletrônico, a partir das quais, é dada a possibilidade de o gestor e-gov reconhecer as mídias sociais como fontes de informação sobre a evolução de plataformas e-gov. Conclui-se que as mídias sociais podem contribuir para o aprimoramento das plataformas e-gov, seja por meio da criação de requisitos baseados no conteúdo compartilhado pelos usuários destas mídias, seja por meio de auxílio para o contínuo aprimoramento das plataformas e-gov, as quais devem pautar-se nas ferramentas 2.0 para chegar na e-participação. Com a aplicação do método foi possível verificar a inclusão de conhecimento presente em mídias sociais, no aprimoramento de plataformas de governo eletrônico.

Link para download: Gisele Dziekaniak