porno
beşiktaş escort mecidiyeköy escort aksaray escort bahçeşehir escort
Home » Posts tagged "Modelagem de Conhecimento"

BORDIN, Andréa Sabedra. Framework Baseado em Conhecimento para Análise de Rede de Colaboração Científica. Tese, 2015.

Entender a configuração da colaboração científica em um ambiente de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) permite a tomada de decisão em vários níveis, desde o individual até o estratégico. Análise de Redes Sociais (ARS) é um dos métodos utilizados analisar redes de colaboração científica. Nele uma rede é usualmente representada como um grafo ou matriz, o que carece de semântica e não permite que sejam analisadas características adicionais dessa rede. Ao analisar exclusivamente a estrutura da rede através das métricas de ARS, não contemplando o conteúdo dos artefatos oriundos da colaboração, perde-se um insumo importante que pode contribuir nesta análise. Percebe-se também que tarefas de análise de rede de colaboração científica são intensivas em conhecimento, pois requerem o conhecimento de um especialista, nem sempre disponível, de como realizar as tarefas. Conduzido pela abordagem metodológica Design Science Research, este trabalho apresenta uma proposição de representação ontológica de conhecimentos necessários – conhecimento de domínio, conhecimento de tarefa e solução de tarefa – para a realização de um conjunto de dezoito tarefas de análise de rede de colaboração, juntamente com um conjunto de artefatos para armazenamento e recuperação de dados dessas representações combinados em um framework de conhecimento para análise de rede de colaboração científica. A abordagem de modelagem de conhecimento é inspirada na noção de Problem-Solved Method (PSM) e utiliza a técnica de decomposição de tarefa (task-structure). O framework oferece artefatos de representação de conhecimento e módulos de implementação que podem ser reutilizados em outros contextos ou aplicações. Ele foi avaliado junto a gestores de Programas de Pós-Graduação onde verificou-se que as tarefas são relevantes e que os resultados possuem um grau de confiança alto. As ações de gestão propostas para as tarefas indicam a aplicabilidade como instrumento de gestão pois seus resultados evidenciam a realidade de um contexto de colaboração científica, baseado em produções em coautoria, e podem ser utilizados como insumo para a tomada de decisão por gestores, pesquisadores e comunidade do ambiente analisado.
Link para download: Andrea Sabedra Bordin

VALENTIM, Celso S. Modelagem de Conhecimento Estratégico nos Processos de Negócio: Proposta de um Modelo Suportado pela Metodologia CommonKADS. Dissertação, 2008.

Resumo:
Os processos de negócio abrigam conhecimento em diversos formatos e níveis de importância. Esse conhecimento necessita ser mapeado de acordo com as diretrizes estratégicas da organização. Desta forma, este estudo pretende resolver, através da Engenharia do Conhecimento, o seguinte problema: Como modelar o conhecimento estratégico presente nos processos de negócio? O objetivo geral é propor um modelo organizacional que permita priorizar o conhecimento estratégico presente nos processos de negócio, representando-o de forma a obter diretrizes que orientem os software a suportar a gestão do conhecimento, ampliando a performance organizacional. Os objetivos específicos são: identificar e definir critérios para determinar o que é conhecimento estratégico nos processos de negócio; alinhar a visão estratégica à formalização do conhecimento estratégico presente nos processos de negócio; estabelecer indicadores para a avaliação da aderência da modelagem do conhecimento estratégico com os sistemas de apoio às práticas de GC; estabelecer a aplicação da metodologia CommonKADS para verificação do modelo proposto. Este estudo classificasse como uma pesquisa exploratória, com a aplicação do modelo criado através de estudos de caso nas empresas Docol Metais Sanitários e Claris Portas e Janelas. Como resultados alcançados têm-se a formulação de um modelo com orientação estratégica, estruturado para modelagem de conhecimento nos processos de negócio; a aplicação do modelo através de estudo de caso e a contribuição para o desenvolvimento de propostas de modelos que   auxiliem as organizações a sustentar suas estratégias de Gestão do Conhecimento através de técnicas de Engenharia do Conhecimento.

Link para download: Celso Salazar Valentim