Home » Posts tagged "Gestão da Informação"

MIRANDA, Angélica Conceição Dias. Proposta de diretrizes para bibliotecas universitárias nortearem a gestão do conhecimento Institucional em Instituições Federais de Ensino Superior. Tese, 2010.

A realidade das organizações e das pessoas é a constante busca de conhecimento para aperfeiçoamento e competitividade. Existe uma necessidade constante de buscar as melhores práticas e de reinventá-las. O gerenciamento do conhecimento produzido nas instituições passou a ser visto como elemento-chave para o desenvolvimento institucional. Este projeto de pesquisa teve como objetivos pesquisar e identificar, com base na literatura, os conceitos existentes de gestão do conhecimento nas IFES; pesquisar e identificar as práticas de gestão do conhecimento produzido pelas IFES existentes e gerenciado pelas BUs; identificar as IFES que depositam a produção intelectual na BU; investigar a existência de políticas institucionais de informação nas IFES e sua influência na gestão do conhecimento produzido; levantar quais são os procedimentos para gerenciamento do conhecimento produzido nas IFES; delinear diretrizes para gestão do conhecimento produzido nas BUs/IFES e a avaliação das diretrizes propostas. Tratase de uma pesquisa aplicada, cujo objetivo é gerar conhecimentos e contextualizálos na realidade social, educacional, científica e tecnológica brasileira, de modo a auxiliar na solução de problemas específicos. Quanto aos objetivos, trata-se de um estudo exploratório; em relação aos procedimentos, é uma pesquisa bibliográfica. Os resultados da primeira etapa da pesquisa levam a crer que existe uma confusão entre saber o que é administrar o conhecimento produzido pelas IFES e a administração dos materiais tradicionalmente existentes. A proposta de diretrizes apresentada retratou as BUs na GC do conhecimento produzido nas IFES, do ponto de vista dos seus processos, estrutura e políticas como provedora desse conhecimento. Observou-se que, para gerenciar o conhecimento produzido, faz-se necessária a existência de uma política institucional que assegure, na prática, o que a BU pode fazer por sua instituição. Conclui-se que existe um reconhecimento, embora teórico, no que se refere à importância de a BU deter a organização da produção do conhecimento das IFES.

Link para acesso: Angelica Miranda

BEM, Roberta Moraes. Uma Proposta de Gestão da Informação para a área de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente de uma Empresa do Setor Elétrico, a partir da Utilização da Metodologia COMMOKADS. Dissertação, 2009.

Na atual economia do conhecimento, a Gestão inadequada de informações, a falta de padronização e o próprio desconhecimento da situação (necessidades, demandas, gestão, ambiente, etc.) configuram-se como itens inibidores à Gestão do Conhecimento (GC) e ao caráter competitivo que ela propõe. A informação é a matéria-prima para a criação do conhecimento, e se ela não está bem estruturada, torna-se difícil o seu compartilhamento e a própria motivação à GC dentro da organização. Neste sentido, pretende-se diagnosticar a “situação informacional” da área de patrimônio imobiliário e meio ambiente de uma empresa do Setor Elétrico. Para tanto, utilizou-se a metodologia CommonKADS, em razão de sua capacidade de contextualização, pois essa metodologia trabalha com seis modelos, a saber: organização, tarefa, agente, conhecimento, comunicação e desenho. Porém, em vez da construção de um SBC (concepção tradicional da metodologia), desenvolve um diagnóstico centrado nas necessidades e condições da organização, de forma sistêmica e dotada de método. Como resultado, são propostas sugestões de melhoria, a fim de contribuir com o processo de Gestão da Informação, para que este possa ser flexível e suficientemente completo para compreender e responder às perguntas dos usuários, sem redundância, retrabalho, e com confiabilidade, gerando um conhecimento capaz de ser entendido/contextualizado e compartilhado, agregando valor à atividade da organização e garantindo-lhe competitividade.

Link para download: Roberta Moraes de Bem

GOMES, Cleidson Cavalcante. Conjunto de recomendações conceituais e instrumentais para Gestão de projetos para sistemas de informação em saúde. Dissertação, 2007

No Brasil, assim como no resto do mundo, as instituições de saúde sofrem com o crescente aumento do fluxo de informação. Tais instituições vêm necessitando, simultaneamente, melhorar os serviços de assistência ao paciente, reduzir custos operacionais, desenvolver pesquisa científica e promover o ensino. Os projetos de SI têm sido a principal alternativa para atender a esta demanda. No entanto, é recorrente a pouca adequação dos produtos e serviços de SI e TI às necessidades da área da saúde. Neste sentido, o propósito desta dissertação é contribuir com conjunto de recomendações para projetos de sistemas de informação automatizado voltados para ambientes de saúde que possam oferecer uma plataforma mínima necessária de indicadores críticos que sirva como parâmetro para a constituição de sistemas de informação integrados, atingindo desde a fase inicial dos projetos, respectiva implantação e sustentação. A metodologia deste trabalho está segmentada em quatro fases de pesquisa: a) Pesquisa Teórico-bibliográfica, então composta por ciclos complementares de varredura bibliográfica que percorrem distintas áreas do conhecimento com o objetivo de reunir os indicadores mais relevantes em gestão de projetos de sistemas de informação em saúde; b) Pesquisa Exploratória que busca correlações entre os resultados da Pesquisa Técnico-bibliográfica e os projetos contemporâneos mais significativos; c) Pesquisa Quantitativa, esta fase oferece a ratificação dos aspectos mais expressivos percebidos nas duas fases anteriores por meio de questionários direcionados para segmentos de público alvo e d) Avalição de Resultado, que expressa o impacto da aplicação dos indicativos gerados nas fases anteriores sobre projetos em andamento. Além dos resultantes quantitativos e qualitativos das quatro fases de pesquisa isoladamente, do ponto de vista conceitual, identificou-se onze grupos de recomendações. Do ponto de vista instrumental, o presente trabalho produziu documentos que permeiam quatro fatores críticos essenciais: a) Organizacional; b) Recurso Humano; c) Infra-estrutura e d) Financeiro.

Link para Download: Cleidson Cavalcante Gomes

MATOS, Alexandre Souza. A Importância da Informação do Produto Farmacêutico na linha de frente do Comércio Varejista: Valor da Informação e Percepção. Dissertação, 2007

Este trabalho tem por objetivo aferir a importância da informação do produto na percepção do balconista que atua na linha de frente do segmento varejista farmacêutico. Para tal estudo, primeiramente foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre os aspectos conceituais de temas como ergonomia, ergonomia de produto e cognitiva. Em seguida, foram enfatizadas a importância da percepção, comunicação e a percepção na linha de frente da organização em estudo, de forma clara e simples. Abordou-se também o processo de informação e seu valor, o sistema fundamentado, seus elementos e perspectivas para organização em redes. Enfatizou-se o conhecimento nas organizações por meio do conhecimento tácito e explícito. Na seqüência, foram estabelecidas as bases metodológicas para investigar a informação do produto por um método quantitativo, estabelecida uma coleta de dados por meio do questionário e observação participante, que descreveram os grupos organizados de forma estratificada e definidos como farmácias de supermercados, redes de farmácias e farmácias independentes. Os resultados foram obtidos através da análise dos dados coletados, que descreveram a apresentação da informação, o valor da informação, a percepção do agente e o sistema em estudo.

Link para Download: Alexandre Souza Matos