Home » Posts tagged "Educação básica"

CRISTIANO, Marta Adriana da Silva. INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: PERSPECTIVAS SOBRE OS CONHECIMENTOS TECNOLÓGICOS, PEDAGÓGICOS E DE CONTEÚDO DOS PROFESSORES DO SUL DE SANTA CATARINA. Tese, 2017.

O propósito deste estudo é o de conhecer o perfil dos professores de Escolas de Educação Básica Pública da Região Sul de Santa Catarina no que tange a integração dos recursos tecnológicos em suas aulas. Nesse sentido, este estudo buscou entender as percepções de professores sobre suas habilidades para criar um ambiente de aprendizagem mediado por tecnologia. Utilizando uma abordagem qualitativa, foram abordados os conhecimentos tecnológico, pedagógico e de conteúdo para entender suas percepções docentes e averiguar estes diferentes conhecimentos entre os professores da rede pública do sul do estado, por meio de 2 pesquisas pré-estabelecidas: “Pesquisa Perfil Docente” e “Pesquisa TPACK”. Tais questionários foram aplicados a 2.191 professores da rede pública do sul catarinense. Ainda, a fim de aprofundar os conhecimentos em torno do tema, foi realizado um estudo de caso com 18 docentes de ensino fundamental participantes de um projeto de integração de tecnologias na educação. Com o estudo de caso se completou o inquérito sobre integração e percepção de uso da tecnologia pelos professores. Para tanto foi realizada entrevistas que ajudaram a evidenciar a precariedade da realidade docente frente às complexas atividades requeridas para o ensino do século 21. Os resultados indicaram uma diversidade consideráveis de habilidades tecnológicas. No entanto, mesmo com óbvia falta de habilidades, um número significativo de professores passou a fazer uso mais intensivo e qualificado das TIC após participarem das atividades de capacitações sobre recursos tecnológicos. Além disso, o estudo de caso evidenciou que antes das capacitações e incentivos à integração tecnológica os 18 professores apresentavam resultados aquém da média dos 2.191 docentes pesquisados, e que após estas atividades, o percentual sobre os conhecimentos tecnológicos, pedagógicos, de conteúdo e suas intersecções aumentaram, demonstrando que suas percepções sobre o uso de recursos tecnológicos para apoio às suas aulas tradicionais se alteraram. Quanto à percepção docente no processo de integração tecnológica, eles se auto avaliaram positivamente, a ponto de expressarem ter as aptidões necessárias para usarem estratégias adequadas neste processo, mas que as barreiras como a falta de infraestrutura escolar e o não direcionamento sobre o modo de o fazer os desestimula. O estudo destaca ainda a importância da formação docente e cursos de formação capazes de prepara-los para uma educação mais próxima da realidade do aluno.

Link para download: Marta Adriana

REGINALDO, Thiago. Referenciais Teóricos e Metodológicos para a Prática do Design Thinking na Educação Básica. Dissertação, 2015.

O design thinking tem sido aplicado na educação básica em diversos países do mundo, inclusive no Brasil. Todavia, muitas dessas práticas documentadas com caráter experiencial empírico estão apresentadas em sites e redes sociais. Uma análise da prática educativa do design thinking, em seu caráter teórico e metodológico, torna-se necessária para compreender quais são suas manifestações intrínsecas na relação com a Educação. Portanto, o objetivo deste trabalho é conhecer os referenciais teóricos e metodológicos que intervêm na prática do design thinking na educação básica. Para alcançar este objetivo realizou-se uma jornada científica exploratória com as técnicas de revisão sistemática, estudo de caso, entrevista com especialistas, observação participante e análise de conteúdo. As etapas desenvolvidas envolveram: (1) duas observações participantes em oficinas de design thinking; (2) entrevistas com quatro especialistas que desenvolvem trabalhos no Brasil na área de design thinking na educação; (3) revisão sistemática em quatro bases de dados internacionais; e (4) descrição de dez iniciativas de design thinking na educação básica brasileira. A partir disso foi possível apresentar três esquemas conceituais (processo histórico, modelo teórico e referenciais teóricos e metodológicos) e os componentes das variáveis metodológicas da intervenção nas atividades de design thinking na Educação Básica. Como resultado dos referenciais teóricos foi verificado que o design thinking apresenta a função social de formação integral, que seus conteúdos e objetivos se relacionam com todas as capacidades (conceituais, atitudinais e procedimentais), e que a concepção de aprendizagem é construtivista atrelada à diversidade dos sujeitos e ao conhecer-na-ação/conhecer-na-reflexão. No que tange aos componentes das variáveis metodológicas o valor da ação é dada pelos sujeitos envolvidos que se tornam protagonistas do processo educativo e utilizam técnicas e habilidades que são complexas de avaliar, mas, que precisam ser avaliadas. Sugere-se, então, um modo formativo de avaliação por meio de diferentes instrumentos de registro.

 

Link para Download:Thiago Reginaldo