Home » Posts tagged "Dinâmica de Sistemas"

MALDONADO, Mauricio Uriona. Dinâmica de Sistemas Setoriais de Inovação: Um Modelo de Simulação Aplicado no Setor Brasileiro de Software. Tese, 2012.

As empresas inovam por meio de interações dinâmicas e complexas com outros agentes de conhecimento, formando um sistema de inovação. No entanto, estudos prévios não levam em consideração as propriedades dinâmicas de tais sistemas. Este trabalho objetiva incrementar a compreensão sobre os efeitos dinâmicos do conhecimento e aprendizado na atividade inovativa ao desenvolver um modelo dinâmico do sistema de inovação. Um novo framework foi construido, que inclui os componentes e relações essenciais de um sistema de inovação, a partir de uma revisão sistemâtica de literatura. O framework foi instanciado para o caso do Setor Brasileiro de Software no Brasil e formalizado num model de dinâmica de sistemas, utilizando dados da Pintec e da literatura prévia. Esta pesquisa proveê explicações sobre como o conhecimento e o aprendizado afetam a dinâmica dos sistemas de inovação e, a partir do modelo, demonstra a dinâmica do mesmo ao realizar experimentos pontuais.

Link para download: Mauricio Uriona Maldonado

VIEIRA, Renata J. Incorporação da Inteligência Competitiva às Atividades de Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos Industriais. Tese, 2009.

De acordo com as perspectivas da Gestão do Conhecimento, com a evolução do mercado e com o crescimento do volume das informações disponíveis para a empresa, percebe-se uma necessidade crescente por parte das empresas de coletar as diversas informações disponíveis e definir qual a sua melhor aplicação às atividades da empresa, por meio da geração de inteligência, caracterizando o uso de um sistema desenvolvido para a competitividade. Este trabalho propõe o desenvolvimento de um modelo de incorporação de ações da Inteligência Competitiva (IC) ao Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos (PEPP). Uma pesquisa exploratória foi a base metodológica deste trabalho. Dentre as cinco empresas que se dispuseram a participar da pesquisa, uma foi escolhida para aplicação do estudo de caso, outra para aplicação do teste-piloto e outra como referência em melhores práticas de IC ou benchmarking. A pesquisa exploratória serviu para (i) conhecer melhor a realidade das empresas em termos de IC e (ii) fazer da seleção para o estudo de caso uma ação também embasada teórica e metodologicamente. O Modelo de Incorporação da IC ao PEPP possui quatro fases, com duas etapas cada, correspondendo aos objetivos específicos da tese. Os resultados mostram que a seqüência estabelecida para a aplicação do Modelo facilitou esta atividade. A verificação da aplicabilidade do Modelo por meio do software i tink® e com base na Dinâmica de Sistemas mostrou a plausibilidade do mesmo. Os resultados apresentados demonstram que, ao se acrescentar informações de IC relevantes em termos de qualidade, se terá um menor tempo gasto no Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos da empresa Beta. Com  acréscimo das informações dos elementos de IC conforme os resultados do modelo, se obteve um tempo de PEPP na empresa Beta de 64 dias, menor do que o da empresa selecionada para benchmarking em IC – 79 dias. Com base nos resultados obtidos, e tendo em vista que a empresa pesquisada trabalha com produtos sob pedido, considera-se, cada produto desenvolvido pela empresa como um produto inovador em relação àqueles desenvolvidos anteriormente. Como a inovação está relacionada diretamente às informações que a empresa coleta e como quem desenvolve um projeto de produto e um produto com mais rapidez  chega antes ao mercado, pode-se dizer que esse tipo de incorporação estimula a criação de produtos inovadores.

Link para download: Renta Vieira

MALDONADO, Maurício U. Análise do Impacto das Políticias de Criação e Transferência de Conhecimento em Processos Intensivos em Conhecimento: Um Modelo de Dinâmica de Sistemas. Dissertação, 2008

Vários autores referem-se à criação e à transferência de conhecimento como elementos fundamentais para uma efetiva Gestão do Conhecimento. Neste sentido, as políticas destinadas a favorecer a criação e transferência de conhecimento afetam a todos os processos dentro das organizações. A presente dissertação tem como objetivo estudar os efeitos de ditas políticas, especificamente das Políticas de Processamento de Informação (PPI), Políticas de Documentação e Registro das Atividades (PDR) e Políticas de Capacitação (PC), em um tipo particular de processos organizacionais: os processos intensivos em conhecimento. Estes processos são também fundamentais para a Gestão do Conhecimento pois eles são altamente dependentes do conhecimento embutido em atores, tarefas e atividades. A motivação do presente trabalho nasce a partir da falta de pesquisas relacionadas com os efeitos de políticas organizacionais em processos intensivos em conhecimento, assim como da dificuldade de criar representações e modelos que possibilitem seu estudo. Para isto, desenvolveu-se inicialmente um Framework que permite analisar processos intensivos em conhecimento com base em cinco estruturas genéricas, sendo quatro delas levantadas a partir da literatura: Fluxo das Atividades, Fluxos de Informação, Tomada de Decisão, Alinhamento dos Atores; e sendo a quinta estrutura um aporte inédito deste trabalho: Transformação de Conhecimento. Posteriormente se selecionou a “Metáfora dos Sistemas Interativos por Feedback Loops” para abordar a modelagem de processos intensivos em conhecimento através da Dinâmica de Sistemas, que permite representar sistemas onde existe um elevado nível de complexidade dinâmica. Neste sentido, identificaram-se as estruturas de realimentação e Feedback Loops que compõem o processo intensivo em conhecimento nos chamados Diagramas de Influência e construíram-se os Diagramas de Fluxos e Estoques que permitem a simulação formal dos modelos dinâmicos. A partir dos diagramas desenvolvidos e com base em testes especializados para Dinâmica de Sistemas o modelo proposto foi validado. Posteriormente, se definiram oito cenários de simulação considerando as três políticas de criação e transferência. Os cenários foram comparados entre si em função das mudanças de comportamento observadas em cinco variáveis: Qualidade de Tomada de Decisão, Informação Disponível sobre as Atividades, Desempenho Operacional, Conhecimento Médio dos Atores e Base de Conhecimento. Os resultados das simulações sugerem que o cenário com melhor desempenho é aquele que apresenta o estabelecimento das três políticas em conjunto, com uma média global de melhoria de 32%. Os resultados também sugerem que as Políticas de Processamento de Informação servem de apoio as outras duas políticas e que por si só não representam ganhos de melhoria consideráveis. Em função da pesquisa feita conclui-se que o Framework aperfeiçoado com cinco estruturas é mais robusto na modelagem de processos intensivos em conhecimento. Por outro lado, esta pesquisa demonstra que a Dinâmica de Sistemas modela adequadamente processos intensivos em conhecimento ao salientar suas características de complexidade dinâmica e ao apresentar “comportamentos contra-intuitivos”. Assim também se conclui que a técnica dos cenários de simulação é uma alternativa adequada para o estudo dos efeitos das políticas de criação e transferência de conhecimento em processos intensivos em conhecimento.

Link para download: Mauricio Uriona Maldonado