Home » Posts tagged "Comunidades de Prática"

TARTARI, Jaqueline de Souza. Identificação de Lead Users para Comunidades de Práticas Virtuais Voltadas à Inovação Utilizando o Eneagrama. Dissertação, 2016.

Comunidades de Prática Virtual (VCoP) são ferramentas eficientes no
processo de interação e compartilhamento de conhecimentos entre os
participantes, impulsionando a geração de ideias e inovações. As
pesquisas comprovam que VCoPs apresentam tipologias de acordo com
seus participantes. Assim, VCoPs formadas por pessoas com perfil
inovador são mais criativas e dinâmicas, e otimizam o processo de
geração de ideias. A literatura chama este agente que otimiza o processo
de geração de ideias para inovação de Lead Users. Esta dissertação teve
por objetivo propor diretrizes para identificar lead users para atuar em
projetos de inovação dentro VCoP por meio da revisão de literatura.
Para identificar os lead users mais adequados para cada projeto,
investigou-se as principais competências, de acordo com a teoria do
CHA (conhecimentos, habilidades e atitudes), requeridas a esse perfil
profissional no contexto citado. Para mapear as atitudes, utilizamos a
ferramenta Eneagrama, validada cientificamente e reconhecida por
permitir uma classificação tipológica segundo a atitude, com abordagem
nas competências emocionais (qualidades requeridas para o ambiente de
trabalho). O respaldo teórico e a análise dos conteúdos oportunizaram
propor recomendações para a identificação de lead users que atuarão em
projetos de inovação dentro de VCoPs. Esta pesquisa auxilia as
organizações do conhecimento a selecionarem colaboradores com o
perfil atitudinal adequado para a etapa de geração de ideias em projetos
inovadores, estimula o uso de Comunidades de Práticas Virtuais
voltadas para inovação como uma prática de sucesso e colabora, ainda,
para avanços na gestão do conhecimento e da inovação à medida que
reconhece e compreende as atitudes como fator fundamental para
identificar as competências pessoais.

 

Link para download:JAQUELINE DE SOUZA TARTARI

LAPOLLI, Mariana. Visualização do Conhecimento por Meio de Narrativas Infográficas na Web Voltadas para Surdos em Comunidades de Prática. Tese, 2014.

 Com a evolução das Tecnologias da Informação e da Comunicação – TICs, a web tornou-se um local propício para a disseminação e o compartilhamento do conhecimento, possibilitando o surgimento de novas modalidades de ensino. No ambiente virtual é possível quebrar barreiras de acessibilidade, fazendo com que as pessoas possam experimentar suas preferências de acordo com seu perfil. Assim, os surdos, que representam uma parcela significativa da população, puderam começar a se beneficiar da diversidade de recursos que paulatinamente são agregados à rede. Tendo em vista que a comunicação dos surdos ocorre, sobretudo, pela via visual, nesta pesquisa considera-se que a visualização do conhecimento na web pode contribuir para o aprendizado dos surdos. Dentre as formas de visualização do conhecimento, optou-se pela infografia, uma vez que este recurso é caracterizado pela utilização de elementos visuais associados a textos curtos. Quanto a abordagem teórica, a pesquisa baseia-se na Teoria da Cognição Situada – TCS, que dá sustentação às comunidades de prática – CoPs, interligando pessoas com interesses em comum. Desta maneira, o objetivo desta pesquisa é: verificar a contribuição da visualização do conhecimento por meio de narrativas infográficas na web para a aprendizagem de surdos em CoPs. Para atingir o objetivo, realizou-se uma pesquisa qualitativa, exploratória e aplicada. Os resultados apresentados revelam que a visualização do conhecimento por meio de narrativas infográficas na web contribui para a aprendizagem de surdos em Comunidades de Prática desde que o conteúdo textual dos materiais concebidos seja apresentado também em LIBRAS, que o ambiente de ensino e aprendizagem explore ao máximo os elementos visuais de maneira organizada e que as ferramentas para troca de informação permitam o compartilhamento de elementos multimídia. Além da acessibilidade, as características relacionadas à visualidade das narrativas infográficas na web também devem ser levadas em consideração na concepção desses recursos. Assim, os pontos discutidos nesta pesquisa respondem como a visualização do conhecimento por meio de narrativas infográficas na web pode contribuir para a aprendizagem de surdos em CoPs.

Link para Download: Mariana Lapolli

TAKIMOTO, Tatiana. A Percepção do Espaço Tridimensional e sua Representação Bidimensional: A Geometria ao Alcance das Pessoas com Deficiência Visual em Comunidades Virtuais de Aprendizagem. Dissertação, 2014.

Desde o ano de 1988, a educação às pessoas com deficiência foi assegurada como um direito social, entretanto, é a exclusão que se configura como produto da sociedade. Salas de aula, ambientes virtuais para ensino e aprendizagem e também professores não estão preparados para receber esses alunos. Contudo, este público compõe um significativo percentual de população economicamente ativa, a qual demanda propostas acadêmicas adequadas para suas necessidades. Neste sentido, esta dissertação foi realizada no âmbito do projeto amparado por recursos da CAPES-AUX-Proesp /edital 01/2009, intitulado “Educação Inclusiva: Ambiente Web acessível com objetos de Aprendizagem para Representação Gráfica”, e tem como objetivo propor recomendações para a criação de material didático para o aprendizado de Geometria em uma Comunidade de Prática Virtual. Por conseguinte, esta pesquisa se fundamenta na Teoria da Cognição Situada, cuja síntese é a aquisição do conhecimento através da colaboração e da participação do indivíduo na vida cotidiana dentro de um contexto social. Assim, aproxima-se a teoria da cognição situada do aprendizado do indivíduo com deficiência visual e das suas percepções do espaço tridimensional. Com a revisão da literatura sobre a percepção, Teoria da Cognição Situada e sua continuação nas comunidades de prática e, também, com as pesquisas realizadas através de entrevistas semiestruturadas, questionários e grupo focal, foi possível desenvolver cinquenta e três recomendações distribuídas em sete categorias: percepção, comunicação e linguagem; percepção e tridimensionalidade; percepção, desenho e geometria; comunidade de prática e o seu cultivo; comunidade de prática e motivação; comunidade de prática e tecnologias; e comunidade de prática e aquisição do conhecimento. A variedade de pesquisas junto ao sujeito propiciou um arcabouço de informações que permitiu uma análise da realidade da pessoa com deficiência visual com relação a sua percepção e seu envolvimento com a geometria e com comunidades de práticas.

Link para Download: Tatiana Takimoto

NUNES, Israel Honorino. Diretrizes estratégicas para o desenvolvimento de comunidades de prática na área comercial de uma empresa de distribuição de energia elétrica. Tese, 2012.

Esta pesquisa tem por objetivo definir diretrizes estratégicas para constituição de comunidades de prática nos departamentos da área comercial das Centrais Elétricas do Estado de Santa Catarina – CELESC, visando encontrar meios que assegurem o cumprimento das metas estabelecidas nos contratos de resultados entre os departamentos e a área comercial. A partir da identificação do status do processo de gestão do conhecimento daqueles departamentos, com base na metodologia OKA (Organizational Knowledge Assessment), verificou-se a inexistência tanto de processos de gestão de conhecimento, controle de métricas e monitoramento, quanto de comunidades de prática e de processos consequentes de compartilhamento de conhecimentos em empresas do setor elétrico. A fim de que as comunidades de prática fossem utilizadas como recursos para melhoria do desempenho dos departamentos da área comercial, foram correlacionados os indicadores gerais de desempenho específicos de cada um deles com os 19 (dezenove) fatores críticos de sucesso levantados na literatura para mensurar os níveis de impacto dos respectivos fatores sobre os indicadores de desempenho, considerando o cumprimento das metas dos contratos de resultados. Os resultados finais apresentaram as principais lacunas em termos de domínios de conhecimento, comunidades e práticas que deverão ser criadas a partir do estabelecimento das diretrizes estratégicas para tornar possível um processo de gestão de melhoria do desempenho organizacional. As diretrizes estratégicas propostas a partir do levantamento de dados realizado demonstram a necessidade de procedimentos de curto, médio e longo prazo na Diretoria Comercial da CELESC. Dessa forma, a explicitação de domínios, comunidades e práticas pelos gerentes dos departamentos da área comercial evidenciou um conjunto grande de variáveis que precisarão ser objeto de gestão para que o cumprimento das metas tenha resultados da ação dos domínios e das práticas a serem utilizados pelas comunidades futuramente criadas. Tanto a fundamentação adotada quanto a metodologia utilizada possibilitaram identificar, a partir dos indicadores levantados, as não conformidades que resultaram no descumprimento das metas nos contratos de resultados dos anos analisados. Os impactos levantados demonstram efetivamente o quanto a implantação das comunidades de prática nos Departamentos da Diretoria Comercial acelerará o processo de cumprimento das metas nos contratos de resultados. As contribuições resultantes da pesquisa para a área da gestão do conhecimento em comunidades de prática demonstraram a necessidade de gestão estratégica do conhecimento em empresas do setor público visando à melhoria do seu desempenho.

Link para Download:Israel Honorino Nunes

SCHMITT, Sabrina Rebelo. Fatores críticos de sucesso à manutenção de Comunidades de Prática e suas dimensões de análise. Dissertação, 2012.

Esta pesquisa almejou identificar os fatores críticos de sucesso (FCS) à manutenção das Comunidades de Prática que estabelecem relação com as dimensões de análise das Comunidades. Para tanto, realizou-se uma busca sistemática da literatura em que emergiram 112 FCS à manutenção das CoPs. Concomitante, identificaram-se na literatura algumas dimensões de análise para Comunidades, tais como: individual, organizacional, liderança, comunidade, cognitiva, tecnológica e econômica. Em virtude das características de alguns dos fatores revelados, e pela ausência de dimensões que os contemplassem, outras três dimensões foram propostas: a relações de poder, a cultural e a operacional. Após o levantamento dos FCS e das dimensões, alocaram-se os fatores às dimensões que melhor lhes representavam, além de respeitar a indicação dos autores quando assim o fizeram, resultando em quadros de referência por dimensão e seus respectivos FCS. Em seguida, foi possível verificar que alguns fatores transitavam entre duas dimensões de análise, o que se denominou de interseção de dimensões diversas. Por fim, chegou-se aos 28 fatores críticos de sucesso à manutenção das CoPs e suas dimensões de análise, circunstância que possibilitou a criação de um quadro-síntese com tais informações. Respeitando a caracterização da pesquisa quanto aos fins, indica-se que o primeiro resultado é de origem aplicada, porquanto possui como base de motivação a resolução de problemas concretos referente à gestão das CoPs, qual seja: a identificação dos fatores críticos de sucesso à manutenção das CoPs, e suas vinculações às dimensões de análise. O segundo repousa no campo da contribuição teórica, visto que pode auxiliar como ponto de partida para investigações futuras sobre a temática.

Link para download: Sabrina Rebelo Schmitt

BRAGA, Marcus de Melo. UMA PROPOSTA DE MODELO DE PLATAFORMA DE COLABORAÇÃO PARA COMUNIDADES DE PRÁTICA NO AMBIENTE DE TV DIGITAL. Tese, 2012.

Comunidades de Prática fazem uso intensivo de tecnologias de informação e de comunicação (TIC) para suprir necessidades de interação entre seus membros, que podem estar distribuídos em diversas regiões. Atualmente, o principal instrumento para esse suporte é a internet e as ferramentas de software nela disponibilizadas. Entretanto, com o advento da TV Digital, novos recursos estarão à disposição das comunidades, para serem usados de forma interativa. O presente estudo parte da análise das necessidades básicas de suporte de tecnologia para as Comunidades de Prática, identificando as ferramentas essenciais de software que podem atendê-las, para propor um modelo de plataforma de colaboração para Comunidades de Prática destinado ao ambiente de Televisão Digital Interativa que possa suprir as principais necessidades de interação de uma Comunidade de Prática. Para a realização desse objetivo, foram identificados as ferramentas essenciais a uma Comunidade de Prática por meio de uma pesquisa de campo aplicada a uma comunidade de prática de desenvolvedores de software para propor, em seguida, um modelo de plataforma de colaboração concebido para o ambiente de TV Digital Interativa. Os resultados discutidos neste trabalho podem ser aplicados na concepção e no desenvolvimento de aplicações para Comunidades de Prática no Sistema Brasileiro de Televisão Digital, explorando os recursos interativos dessa nova tecnologia.

Link para Download: Marcus de Melo Braga

TEIXEIRA, Daniel Lemos. Concepção e implementação de plataforma para gestão do conhecimento em programas de pós-graduação. Tese, 2011.

Esta tese tem como objetivo a concepção e implementação de uma plataforma tecnológica que propicie a retenção e a disseminação do conhecimento em programas de pós-graduação. O principal motivador deste trabalho refere-se à ampliação significativa nas últimas décadas da comunidade científica nacional e sua produção intelectual bem como suas interligações com o avanço tecnológico e a convergência digital. Ainda como fator motivador, destaca-se a necessidade de reter e disseminar o conhecimento científico de alunos e professores de programas de pós-graduação, que se encontra na forma explícita ou até mesmo na forma tácita. O trabalho tem como foco a gestão do conhecimento produzido pelos envolvidos em programas de pós-graduação, propondo um grande repositório de conhecimento científico, tanto produzido em disciplinas quanto em pesquisas aplicadas na elaboração de dissertações e teses. A base teórica para sustentação deste estudo contempla os programas de pós-graduação, em especial a modalidade stricto sensu, bem como os processos e técnicas para gestão do conhecimento. Além disso, também se realiza uma pesquisa de campo para embasamento e avaliação da plataforma. Como resultado desta pesquisa, apresenta-se uma plataforma tecnológica baseada em comunidades de prática com a finalidade de propiciar e estimular a retenção e a disseminação do conhecimento científico entre alunos, professores e demais pesquisadores envolvidos com os programas de pós-graduação.

Link para download: Daniel Lemos Teixeira

BRAGA, Marcus M. Especificação dos Serviços Essenciais a uma Plataforma de Software para Comunidades de Prática. Dissertação, 2008.

Em diversas organizações, Comunidades de Prática reúnem, periodicamente, grupos de pessoas para compartilhar conhecimentos em um determinado domínio do saber humano. Tais comunidades são um poderoso recurso para a gestão do conhecimento nas organizações. Nas suas necessidades de interação, seus membros apoderam-se dos recursos proporcionados pelas tecnologias da informação e comunicação para suprir necessidades decorrentes de fatores, tais como tempo e distância, diferentes entre seus integrantes. Entre os softwares atualmente existentes no mercado, há uma grande variedade de aplicações ou serviços que visam atender às necessidades de uma Comunidade de Prática. O presente estudo parte da análise das necessidades básicas de suporte de tecnologia para as comunidades virtuais, identificando os diversos serviços de software que podem atendê-las, para especificar quais deles são essenciais a uma plataforma de software que possa cobrir as principais necessidades de uma Comunidade de Prática. Para a realização desse objetivo, foram identificados os serviços atualmente disponíveis através de uma revisão de literatura e da análise dos principais produtos existentes no mercado, para a concepção de uma especificação que foi validada através de uma pesquisa aplicada a uma comunidade de prática de gestão do conhecimento. Os resultados aqui discutidos podem ser aplicados no desenvolvimento de uma plataforma de software para Comunidades de Prática ou, ainda, contribuir para a melhoria das plataformas atualmente existentes, agregando os serviços que foram identificados como essenciais.

Link para download: Marcus de Melo Braga