Home » Posts tagged "Comunidade virtual de prática"

FRANTZ, Michelle Bencciveni Franzoni. Criação e compartilhamento de conhecimento artístico e cultural em ambiente virtual interativo. Tese, 2011.

A humanidade está atravessando um período de transformações econômicas, políticas, sociais, culturais e tecnológicas, denominado Sociedade do Conhecimento. Essa nova época tem como fator dominante o indivíduo, sendo o capital humano o bem mais apreciado e valorizado. Nesse contexto, o conceito de comunidade é resgatado, levando a uma organização social em redes. A cultura do meio familiar e comunita?rio aparece como vital para a formac?a?o do indivi?duo. Nessa sociedade, a arte deixa de ser considerada apenas um resultado dos seus condicionamentos e ganha caráter transformador, focado na criatividade e iniciativa social, expandindo suas fronteiras, de forma que se torna inevitável a junção homem-máquina, tornando a arte reflexo de uma sociedade tecnológica. Nesse contexto, a presente tese tem como objetivo geral estabelecer diretrizes que promovam a criação e o compartilhamento do conhecimento artístico e cultural de uma comunidade utilizando ferramentas de tecnologia de informação e comunicação. A pesquisa é considerada aplicada, quali-quantitativa e exploratória. Com a finalidade de atender aos objetivos propostos desta tese, o procedimento metodológico adotado contempla as seguintes etapas: fundamentação teórica sobre conhecimento, considerações sobre o conhecimento artístico e cultural, além das aplicações das tecnologias de informação e comunicação baseadas na interatividade; desenvolvimento de um ambiente virtual interativo, denominado Groupart, que propicie a criação e o compartilhamento de conhecimento sobre artes visuais em uma comunidade; aplicação do ambiente proposto; análise do ambiente proposto; elaboração das diretrizes para plataformas de criação e compartilhamento de conhecimento artístico e cultural. Dentre as diretrizes, destaca-se a necessidade do ambiente virtual apresentar dinamismo, oferecer requisitos variados de disponibilização das informações, respeitar a individualidade do usuário, ser de fácil utilização, apresentar-se esteticamente agradável; o espaço deve possibilitar o crescimento da comunidade e a sua integração com outros universos. Ainda, para que o ambiente virtual tenha como foco a criação e o compartilhamento do conhecimento é fundamental que ele seja pautado nas relações humanas, de modo interativo, com princípios de igualdade e autonomia. O modelo de ambiente virtual interativo sugerido, ao promover discussões e troca de experiências sobre as artes visuais do estado de Santa Catarina, fomenta diretamente a memória do patrimônio artístico e cultural da população. A presente tese contribui para o desenvolvimento de pesquisas na área da gestão do conhecimento e das artes, particularmente as que articulam criação e compartilhamento do conhecimento e patrimônio artístico e cultural, uma vez que, como se poderá verificar, nenhum estudo aborda modelos que vise à criação e o compartilhamento do conhecimento artístico e cultural através de um ambiente virtual interativo.

Link para download: Michelle B. F. Frantz

SANTOS, Fladimir Fernandes dos. Modelo de gestão para promover a criação e o compartilhamento de conhecimento em comunidade virtual de prática. Tese, 2010.

Após identificar alguns fatores que interferem na realização das iniciativas de criação e de compartilhamento de conhecimentos, em comunidade virtual de prática (VCoP), e que esse tipo de comunidade que pretende proporcionar a capacitação dos seus membros para o conhecimento, não garante que tais iniciativas sejam executadas, procurou-se, na presente tese, propor um modelo de gestão para promover a criação e o compartilhamento de conhecimentos em VCoP. Para atingir o proposto, efetuou-se uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa exploratória e descritiva, sendo esta última realizada por intermédio de um estudo de caso em uma VCoP. Os dados foram coletados por meio das técnicas de análise de documentos, de análise do ambiente e de entrevistas não-estruturadas com quatro moderadores da comunidade. Os dados coletados foram analisados qualitativamente, com o auxílio do método indutivo, e foram explicados pelo princípio da abordagem teórica. Após essas etapas, foram identificados os requisitos necessários para o estabelecimento do modelo; a partir daí, foram delineados os elementos que ele deveria contemplar. Em seguida, buscou-se, pelo Método Delphi, um consenso de opiniões de especialistas a respeito do modelo delineado, de forma a verificar sua consistência. Os resultados mostram que a aceitação plena do  modelo ficou acima do limite mínimo estabelecido para este estudo, que era de 50%. Os comentários dos especialistas geraram reflexões sobre alguns pontos; em vista disso, alguns elementos foram melhorados, e uma versão final foi proposta. O modelo é para ser utilizado em VCoP já constituída e legitimada, apoiada e caracterizada como uma entidade importante para uma organização. O modelo está estruturado em quatro fases que englobam procedimentos que precisam ser desenvolvidos em sequência, sem esquecer que todos os componentes, abordados no modelo, devem ter a participação dos membros da comunidade. A primeira fase começa com a preparação da comunidade; nela, é preciso escolher um patrocinador para todo o processo de gestão, esclarecer no que consiste a gestão que pretende promover a criação e o compartilhamento de conhecimentos, formar grupos e definir os ativistas do conhecimento. A segunda fase consiste na identificação de fatores que influenciam a gestão do conhecimento. Essa fase envolve a análise da cultura vigente, a identificação da visão de futuro, o diagnóstico da situação atual, a análise ambiental e a identificação de fatores críticos de sucesso da VCoP. Na terceira fase,é preciso estabelecer as questões e as ações que capacitam para o conhecimento, determinar indicadores de desempenho e definir o plano de ação. A última fase do modelo é composta pelos procedimentos de divulgação do plano de ação e de monitoramento e avaliação de todo o processo de gestão.

Link para download: Fladimir Santos