Home » Posts tagged "competência"

BÚRIGO, Lize. A Aquisição de Competência de Acadêmicos de Jornalismo na Produção de Infográficos Jornalísticos Online. Dissertação, 2014.

A proposta desta dissertação foi refletir sobre os resultados de uma pesquisa em sala de aula, com o objetivo de identificar a aquisição de competências de acadêmicos de jornalismo na produção de infográficos jornalísticos online, a partir de conhecimentos, habilidades e atitudes construídos na disciplina de infografia.O estudo foi feito com graduandos da última fase do curso de Jornalismo da Faculdade Satc, situada em Criciúma, Santa Catarina. Uma pesquisa justificada pela carência de profissionais de jornalismo no mercado competentes para desenvolverem ou ao menos auxiliarem para a respectiva tarefa. Ao tentar responder à questão que induziu a realização deste trabalho, foi planejada uma pesquisa com abordagem qualitativa, de cunho exploratório. Optou-se pelo estudo de caso, por meio de observação participante, pois a pesquisadora acompanhou o desenvolvimento do trabalho no contexto estudado. Os resultados apresentados revelaram que dentro da tríade que compõe a competência, a habilidade (saber aprender/fazer) e a atitude (saber ser) mostraram-se os pilares mais deficitários entre alguns acadêmicos, mas ao final do semestre houve aprimoramento destes. Sendo que a aquisição de novas competências foi observada no decorrer da disciplina. Tanto quetodos demonstraram capacidade de “pensar infograficamente”, tendo em sua formação um diferencial com relação aos profissionais já inseridos no mercado da região de Criciúma.

Link para Download: Lize Búrigo

WOLF, Sérgio Machado. Influência da Competência Empreendedora dos Coordenadores nos Indicadores de Desempenho dos Polos Ead. Tese, 2014.

Este trabalho objetiva analisar a influência da competência empreendedora dos coordenadores de polos nos indicadores de desempenho dos polos de educação a distância do sistema Universidade Aberta do Brasil no Estado de Santa Catarina. Para tanto, identifica-se a competência empreendedora requerida aos coordenadores de polo; desenvolve-se uma metodologia para determinar o índice de competência empreendedora por meio da avaliação dos seguintes indicadores: conhecimentos, habilidades, atitudes e nível de entrega; relacionam-se os indicadores de Competência Empreendedora dos coordenadores com os indicadores de desempenho dos polos, tendo por referência a avaliação realizada pela CAPES. Sua base teórica se fundamenta na gestão do conhecimento e na sua utilização pelas organizações, nas competências e no empreendedorismo. Descreve o histórico, a legislação, o funcionamento e os objetivos do Programa Universidade Aberta do Brasil, além do seu contexto na educação na modalidade a distância. Também discorre sobre suas peculiaridades, bem como sobre a aplicação dessa modalidade ao ensino superior brasileiro, apontando a importância das atividades desenvolvidas pelos coordenadores de polo. Seguiu-se uma abordagem metodológica descritiva e documental, predominantemente qualitativa. Por meio deste trabalho, obtiveram-se relevantes associações entre o nível de competência empreendedora do coordenador do polo e a avaliação efetuada pela CAPES. Verificou-se que o grupo de coordenadores de polo avaliado totalizou 79,85% de índice de competência empreendedora, associado a um índice de 85,71% de sucesso (conceito AA) na avaliação. Por meio dos contributos das práticas e dos métodos da gestão do conhecimento, a metodologia desenvolvida pode ser aplicada em outras áreas em que a competência empreendedora também seja a força motriz do processo.

 Link para download: Sérgio Machado Wolf

SCHRUBER, Julio J. Competências do docente de curso de graduação a distância do nordeste de Santa Catarina. Dissertação, 2009.

Tendo como um novo campo de trabalho e atuação na EaD a parceria das tecnologias da informação e comunicação e suas múltiplas possibili-dades de uso, verifica-se que várias instituições de Ensino Superior estão disponibilizando cursos de graduação na modalidade de educação à distância. Contudo, educar em ambiente virtual necessita um conjunto específico de competências – conhecimentos, habilidades e atitudes – por parte do professor. O objetivo deste trabalho é identificar as compe-tências dos docentes de curso de graduação à distância em instituições de ensino superior no nordeste de Santa Catarina. Os dados foram cole-tados por meio de questionário, análise documental e entrevista semies-truturada. Os resultados do estudo indicam que as competências neces-sárias ao professor são: clareza na exposição do conteúdo; ser acessível ao estudante; capacidade de síntese; conhecimento técnico; domínio didático; domínio do conteúdo; capacidade de planejamento; pró-atividade; capacidade de organização; capacidade de aceitar o aluno; capacidade de comunicação e expressão.

Link para download: Julio Schruber Junior

LEHMKUHL, Giuvania Terezinha. Gestão do Conhecimento no Setor Elétrico: Proposta para o Setor de Manutenção de Linhas de Transmissão da Eletrosul – Centrais Elétricas S.A. Dissertação, 2008

O presente trabalho objetivou desenvolver uma proposta de Gestão do Conhecimento (GC) na área de manutenção de linhas de transmissão (LT) de energia elétrica da Eletrosul Centrais Elétricas S/A para retenção, disseminação e utilização do conhecimento crítico. Focalizou-se o estímulo e a transformação do conhecimento tácito em explícito e sua contribuição para o aprendizado contínuo e o desenvolvimento de competências. Foi descrita a transformação do conhecimento crítico sob o ponto de vista dos compartilhamentos ou interações que comporta os processos de socialização, externalização, combinação e internalização. Os componentes do processo de GC, as práticas adotadas e as respectivas categorias nas quais essas práticas foram classificadas objetivam a melhor utilização da GC na área de manutenção. A metodologia adotada é caracterizada como exploratório-descritiva, de natureza qualitativa, estudo de caso e coleta de dados com utilização de entrevistas semi estruturadas e questionários estruturados. O estudo foi realizado no Departamento de Manutenção do Sistema – DMS, que inclui a unidade Regional de Manutenção de Santa Catarina – RMSC, por ser a mais expressiva em manutenção de LT em sua área de atuação e geograficamente melhor acessível. Este estudo se estendeu à Regional de Manutenção do Oeste – RMRO, à Regional do Paraná – RMPR, à Regional de Mato Grosso do Sul – RMMS e à Regional do Rio Grande do Sul – RMRS. A amostra é não probabilística intencional, com entrevistas a empregados do setor de manutenção de LT da Palhoça – SMPAL, de Capivari de Baixo -SMCAP e de Joinville – SMJOI e questionários enviados eletronicamente aos empregados dos setores de manutenção de LT de Farroupilha – SMFAR, Laranjeiras – SMLAR, Santo Ângelo – SMSAN, Campos Novos – SMCNO, Guarapuava – SMGUA, Londrina – SMLON, Curitiba – SMCBA, Campo Grande – SMCGR, e Dourados – SMDOU. Para análise e interpretação dos dados, as informações foram levantadas nos documentos formais e comparadas com o efetivamente praticado e compartilhado. concluiu-se que o modelo atende os objetivos propostos contribuindo para o aprendizado contínuo e o desenvolvimento de competências. Desta forma, recomenda-se que a empresa faça uso da proposta apresentada pela autora sobre Gestão do Conhecimento para a Eletrosul, possível de implantação e utilização, com foco na melhoria dos resultados.

Link para download:Giuvania T. Lehmkuhl