Home » Posts tagged "ciração de conhecimento"

MALDONADO, Maurício U. Análise do Impacto das Políticias de Criação e Transferência de Conhecimento em Processos Intensivos em Conhecimento: Um Modelo de Dinâmica de Sistemas. Dissertação, 2008

Vários autores referem-se à criação e à transferência de conhecimento como elementos fundamentais para uma efetiva Gestão do Conhecimento. Neste sentido, as políticas destinadas a favorecer a criação e transferência de conhecimento afetam a todos os processos dentro das organizações. A presente dissertação tem como objetivo estudar os efeitos de ditas políticas, especificamente das Políticas de Processamento de Informação (PPI), Políticas de Documentação e Registro das Atividades (PDR) e Políticas de Capacitação (PC), em um tipo particular de processos organizacionais: os processos intensivos em conhecimento. Estes processos são também fundamentais para a Gestão do Conhecimento pois eles são altamente dependentes do conhecimento embutido em atores, tarefas e atividades. A motivação do presente trabalho nasce a partir da falta de pesquisas relacionadas com os efeitos de políticas organizacionais em processos intensivos em conhecimento, assim como da dificuldade de criar representações e modelos que possibilitem seu estudo. Para isto, desenvolveu-se inicialmente um Framework que permite analisar processos intensivos em conhecimento com base em cinco estruturas genéricas, sendo quatro delas levantadas a partir da literatura: Fluxo das Atividades, Fluxos de Informação, Tomada de Decisão, Alinhamento dos Atores; e sendo a quinta estrutura um aporte inédito deste trabalho: Transformação de Conhecimento. Posteriormente se selecionou a “Metáfora dos Sistemas Interativos por Feedback Loops” para abordar a modelagem de processos intensivos em conhecimento através da Dinâmica de Sistemas, que permite representar sistemas onde existe um elevado nível de complexidade dinâmica. Neste sentido, identificaram-se as estruturas de realimentação e Feedback Loops que compõem o processo intensivo em conhecimento nos chamados Diagramas de Influência e construíram-se os Diagramas de Fluxos e Estoques que permitem a simulação formal dos modelos dinâmicos. A partir dos diagramas desenvolvidos e com base em testes especializados para Dinâmica de Sistemas o modelo proposto foi validado. Posteriormente, se definiram oito cenários de simulação considerando as três políticas de criação e transferência. Os cenários foram comparados entre si em função das mudanças de comportamento observadas em cinco variáveis: Qualidade de Tomada de Decisão, Informação Disponível sobre as Atividades, Desempenho Operacional, Conhecimento Médio dos Atores e Base de Conhecimento. Os resultados das simulações sugerem que o cenário com melhor desempenho é aquele que apresenta o estabelecimento das três políticas em conjunto, com uma média global de melhoria de 32%. Os resultados também sugerem que as Políticas de Processamento de Informação servem de apoio as outras duas políticas e que por si só não representam ganhos de melhoria consideráveis. Em função da pesquisa feita conclui-se que o Framework aperfeiçoado com cinco estruturas é mais robusto na modelagem de processos intensivos em conhecimento. Por outro lado, esta pesquisa demonstra que a Dinâmica de Sistemas modela adequadamente processos intensivos em conhecimento ao salientar suas características de complexidade dinâmica e ao apresentar “comportamentos contra-intuitivos”. Assim também se conclui que a técnica dos cenários de simulação é uma alternativa adequada para o estudo dos efeitos das políticas de criação e transferência de conhecimento em processos intensivos em conhecimento.

Link para download: Mauricio Uriona Maldonado