Home » Posts tagged "Aquisição do Conhecimento"

FERNANDES, Roberto Fabiano. Uma proposta de modelo de aquisição do conhecimento para identificação de oportunidades de negócio nas redes sociais. Dissertação, 2011.

As organizações convivem em um ambiente extremamente competitivo e necessitam conquistar cada vez mais mercados e alcançar vantagens competitivas sustentáveis. Neste sentido, a identificação de oportunidades é cada vez mais relevante a essas organizações, que necessitam estar em processo contínuo de inovação. Por outro lado, nota-se que grande parte do conhecimento sobre as organizações e seus produtos ou serviços estão disponíveis nas redes sociais. Como característica inerente às redes sociais, o crescente tráfego de dados e informações apresentado pelas redes pode conter os conhecimentos necessários para alimentar o processo de inovação, principalmente no que se refere a fase de identificação de oportunidades. Desta forma, este trabalho discorre sobre a importância do processo de inovação para as organizações, dando ênfase a uma de suas fases, propondo um modelo de aquisição do conhecimento disponível no conhecimento prévio do empreendedor e no conhecimento existente nas redes sociais. Integram o modelo a técnica de análise de conteúdo, o modelo CESM e a metodologia CommonKADS. A análise de conteúdo é empregada na descrição objetiva, sistemática e quantitativa do conteúdo manifesto pela aplicação de uma entrevista, que tem por objetivo interpretá-la. Já o modelo CESM e a metodologia CommonKADS foram aplicados em conjunto e proporcionaram a elicitação de elementos organizacionais envolvidos na concepção de sistemas baseados em conhecimento. Por fim, foi proposto um modelo composto de procedimentos metodológicos pertencentes à gestão e à engenharia do conhecimento para a aquisição do conhecimento organizacional, voltados à identificação de oportunidades nas redes sociais.

 

Link para Download: Roberto Fabiano Fernandes

MATTÉ, Volnei A. O Conhecimento da Prática Projetual dos Designers Gráficos como Base para o Desenvolvimento de Materiais Didáticos Impressos. Tese, 2009.

A prática projetual dos profissionais em design gráfico gera novos conhecimentos implícitos constantemente. Contudo, salvo exceções, esses conhecimentos permanecem restritos ao ambiente de trabalho desses profissionais, distantes do ambiente acadêmico. Com isso, parte dos conhecimentos gerados na prática profissional dos designers gráficos não é encontrada em publicações científicas ou materiais didáticos, ocasionando lacunas entre a prática profissional e o ensino acadêmico. Como uma das conseqüências dessa situação, observa-se a pouca disponibilidade de publicações nacionais que apresentem conhecimentos relativos ao desenvolvimento do processo projetual. Muitas das publicações disponíveis concentram-se em aspectos conceituais do processo ou mesmo no produto final resultante, contudo, o processo em si, ainda é pouco explorado. Dessa forma, o objetivo desta tese é propor um modelo para transformar em materiais didáticos impressos o conhecimento utilizado pelos designers gráficos durante o desenvolvimento do processo projetual. A pesquisa utilizou uma abordagem quali-quantitativa, aplicada e exploratória e envolveu estudos teóricos abrangendo a atividade projetual do design, a aquisição do conhecimento em design e os materiais didáticos impressos. O modelo de processo desenvolvido foi organizado em quatro fases: (i) planejamento; (ii) elicitação do conhecimento; (iii) análise do conhecimento; e (iv) desenvolvimento do material didático. A primeira fase trata da planificação geral de todo o processo, com ênfase na determinação das características do domínio do conhecimento que será elicitado e do material didático que será desenvolvido. A segunda fase corresponde ao planejamento e execução do processo de elicitação do conhecimento. A terceira fase corresponde à análise, interpretação e organização do conhecimento elicitado. Por fim, a quarta fase consiste em codificar o conhecimento na forma de um material didático impresso. O modelo foi fundamentado pela elicitação e codificação de conhecimento na forma de um material didático na área específica de projeto tipográfico. Além de poder ser utilizado para elicitar e codificar conhecimentos implícitos dessa área, o modelo pode também ser aplicado a outras especializações do design gráfico, desde que focado na prática projetual, pois oferece uma estrutura sistêmica e processual que pode ser aplicada a partir da proposição apresentada nesta tese. Observa-se, com isso, que o modelo responde efetivamente à necessidade de explicitar conhecimentos utilizados pelos designers gráficos no momento do desenvolvimento da sua atividade projetual.

Link para download: Volnei Antônio Matte