Home » Page 48

PANCERI, Reginete. Desenvolvimento de competências: avaliação de um programa gerencial. Dissertação, 2007.

Os investimentos realizados em programas de capacitação nas empresas requerem instrumentos de avaliação para que se possa comprovar sua eficácia, permitindo que novos recursos sejam utilizados para o aperfeiçoamento das equipes. O foco deste trabalho é a avaliação do programa de desenvolvimento gerencial que visa desenvolver competências comportamentais na equipe de colaboradores mais próximas aos líderes de uma empresa de tecnologia da informação. O estudo aborda as diferenças conceituais de treinamento e desenvolvimento, a visão ontopsicológica sobre o desenvolvimento de lideranças nas empresas, a definição de avaliação e os modelos de avaliação de programas de treinamento propostos por Kirkpatrick e Castro. A organização do programa de desenvolvimento seguiu a orientação do método ontopsicológico bem como a formação do grupo de colaboradores.

Link para download: Reginete Panceri

GULARTE, Delmar dos Santos. Formação de professores em educação a distância: as lições do curso UNIVIMA/UFSC. Dissertação, 2007.

Esta dissertação é um estudo instrumental sobre o curso ‘Formação em Educação a Distância’, uma parceria da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC – e da Universidade Virtual do Estado do Maranhão – UNIVIMA – que capacitou 404 professores da rede pública maranhense – praticamente todos de nível superior – para trabalhar com EaD. Um curso sobre educação a distância concebido na própria modalidade. O estudo de caráter quantitativo e qualitativo utilizou as avaliações subjetivas realizadas pelos educandos no ambiente virtual, assim como a pesquisa que mensurou suas opiniões sobre os elementos principais do curso: o material didático, o próprio ambiente virtual, as videoconferências, a tutoria, a coordenação e a estrutura dos pólos da UNIVIMA, o curso em sua totalidade e o desempenho de cada educando como estudante a distância. A coleta, a análise, a descrição e a interpretação dos dados seguiram os princípios da técnica de avaliação de conteúdo. O processo foi orientado pelo objetivo que norteou a investigação: a sugestão de mudanças que possam aprimorar ações futuras em EaD direcionadas aos docentes de nível superior. Para se conseguir maior objetividade dos indicadores na avaliação subjetiva, se procurou valorizar as declarações mais recorrentes. Assim, os dados quantitativos se complementaram por explicações que foram além do simplesmente numérico e abrangeram questões referentes a valores, percepções, motivações e intenções. A contribuição do trabalho para sua área de concentração, não se limita à elaboração de estratégias direcionadas a uma instituição apenas. A confiabilidade dos resultados advém da observação direta e da análise mais qualitativa do processo que considerou principalmente as atitudes na utilização da tecnologia, a eficácia das exposições do professor e o nível das discussões, a quantidade e a qualidade das interações, a apresentação do conteúdo, as atividades, a estrutura de suporte, o envolvimento dos próprios estudantes com o curso e a contribuição do corpo docente. A conclusão apresenta sugestões para o aperfeiçoamento do sistema, ao confrontar os dados obtidos e os pressupostos teóricos. Com este trabalho, espera-se atender a uma demanda cada vez maior de formação de profissionais qualificados para implantar novas formas de educação.

Link para Download: Delmar Gularte

VALENTE, Pedro G. Aplicações Híbridas para a Criação de Conteúdo Jornalístico na Internet. Dissertação, 2007.

A evolução das tecnologias de compartilhamento de dados como APIs e Web Services tem ocorrido em paralelo à crescente cultura de colaboração dos usuários e aos níveis cada vez maiores de personalização de serviços online. Esta dissertação tem como objetivo descrever como fazer jornalismo cruzando dinamicamente dados e informações de diversas origens na internet, de modo a transformá-los em conteúdo jornalístico relevante. Para isso, define o modelo de Aplicação Web Híbrida, que é composto pelos seguintes elementos: dados (números, listagens de nomes, endereços ou qualquer resultado de uma consulta a bases de dados) recursos (mapas, vídeos, fotografias, áudio ou texto noticioso) – e a retroalimentação proveniente da interação ativa ou passiva dos leitores com a aplicação. Define-se os conceitos envolvidos, modelos de utilização e as tecnologias empregadas.

Link para download: Pedro Valente

OLIVEIRA, Leonardo Gomes. Sistema de recomendação de meios de hospedagem baseado em filtragem colaborativa e informações contextuais. Dissertação, 2007.

Este trabalho apresenta um sistema de recomendação de meios de hospedagem, que utiliza filtragem colaborativa e informações contextuais, com a finalidade de apresentar resultados personalizados aos usuários que buscam informações na Internet para planejarem suas viagens. A concepção e o desenvolvimento do sistema seguem um procedimento metodológico proposto a partir de uma revisão de literatura. Considerando a complexidade e as particularidades do domínio de aplicação (viagens e turismo), a filtragem colaborativa não é utilizada com sua formulação básica, mas com uma nova abordagem que permite oferecer ao usuário recomendações de hotéis que pessoas com perfil e contexto de viagem similares ao seu preferiram no passado. Para isso, variáveis contextuais são identificadas e incorporadas ao sistema. O sistema proposto foi implementado na agência Tropix Turismo Inteligente, onde uma avaliação preliminar foi realizada. Os experimentos consistiram na comparação entre duas técnicas colaborativas (co-seno e ‘similaridade heurística’) e a recomendação dos hotéis mais populares (‘POP’). Os resultados mostraram que as técnicas colaborativas são mais eficientes que a exibição dos itens mais populares, pois permitem a apresentação de recomendações personalizadas de acordo com o perfil e o contexto de viagem do usuário. A aplicação de sistemas de recomendação em sites de turismo proporciona benefícios aos usuários, por facilitar suas buscas e apoiar suas decisões. E também contribui para a competitividade das empresas do setor, por meio da fidelização do cliente e o conseqüente aumento das vendas.

Link para download: Leonardo Gomes de Oliveira

DALFOVO, Oscar. Modelo de Integração de um Sistema de Inteligência Competitiva com um Sistema de Gestão da Informação e de Conhecimento. Tese, 2007.

A Inteligência Competitiva e os Sistemas de Informação isoladamente tornaram-se uma atividade fundamental para a sobrevivência das organizações neste mercado competitivo. A integração destas atividades possibilita uma mudança de mentalidade nas organizações que passam tratar como fator de vantagem competitiva, tanto as informações estruturadas quanto as não estruturadas. O presente trabalho apresenta a concepção de um modelo em Gestão da Inteligência Competitiva integrada com Sistemas de Informação (GICSI). A concepção do modelo GICSI fundamentou-se em revisão bibliográfica, como estado-da-arte, acrescido de um estudo de campo estatístico descritivo e dedutivo, que apontou os requisitos básicos do modelo. O modelo proposto apresenta as fases e etapas que deve ser seguido, apresentando os resultados na integração entre inteligência competitiva com sistemas de informação, com isso, visando auxiliar a organização na tomada de decisão. A importância de um planejamento que incluam todos os componentes dos Sistemas de Informação integrando-se com Inteligência Competitiva é fundamental neste enfoque, pois trata de uma visão sistêmica desde as bases mais operacionais até chegar a um ambiente mais estratégico, o que possibilita uma estrutura suficiente para assumir o desafio de realizar a gestão do conhecimento dentro de uma organização. Adicionalmente, para validação e viabilização deste modelo, se fez necessário, especificar, implementar e aplicá-lo em uma área experimental, para isso escolheram-se algumas áreas e empresas na Regional do Vale do Itajaí-SC. A escolha destas áreas foi por serem conceituadas nesta região e estarem dentro do Arranjo Produtivo Local (APL). Como resultado, na concepção deste modelo, demonstrou-se a viabilidade na integração entre inteligência competitiva e sistemas de informação, com o objetivo de auxiliar as organizações na tomada de decisão. Através da aplicação deste modelo, conseguiu-se também alcançar outros resultados, mais voltados na integração dos sistemas de informação utilizando-se de Tecnologia da Informação e Comunicação, Business Intelligence, Raciocínio Baseado em Casos, Data Warehouse, Enterprise Resource Planning e outros, como inteligência competitiva nas organizações.

Link para download: Oscar Dalfovo

KESSLER, Nery Ernesto. Revisão sistemática e metanálise da acurácia diagnóstica de testes laboratoriais para giardíase: contribuição para a gestão do conhecimento. Dissertação, 2007.

Na atualidade ocorre grande revolução na criação e circulação de informações e conhecimentos. O uso de informação com excelente qualidade é fundamental para a prática diagnóstica médica, particularmente quando se fala em medicina baseada em evidências. Giardíase é um problema de saúde pública mundial associada ao subdesenvolvimento e a pobreza, fato que levou a Organização Mundial a Saúde a tratá-la com especial interesse a partir de 2004. Os testes laboratoriais para giardíase, fundamentais para o seu correto diagnóstico e tratamento adequado, têm sido descritos como apresentando diferenciada acurácia diagnóstica. No presente trabalho realizou-se uma revisão sistemática e metanálise de artigos científicos completos encontrados e disponibilizados no banco de dados MEDLINE® sobre testes diagnósticos para giardíase. Através do instrumento QUADAS (quality assessment of diagnóstic accuracy studies) foi possível avaliar se a qualidade das informações presentes determina a heterogeneidade dos índices utilizados na avaliação da acurácia diagnóstica. As estimativas sumarizadas como índices de acurácia diagnóstica para os testes de giardíase mostraram excelente capacidade discriminatória destes testes. No entanto a baixa qualidade das informações constantes nos artigos analisados parece comprometer superestimando estes valores. A baixa qualidade metodológica ou de reportagem dos estudos primários verificada também sugere a necessidade da realização de novos estudos estabelecendo condições mais robustas e consistentes relacionadas ao tipo de informação quanto à seleção de pacientes e utilização de testes padrões e/ou critérios diagnósticos claramente definidos.

Link para download: Nery Ernesto Kessler

SILVEIRA, Vilmar Gruttner. Identificação de Atividades Intensivas em Conhecimento em Instituições Financeiras: Uma Proposta de Método. Dissertação, 2007

Em instituições financeiras o conhecimento é um fator central de sucesso. Gerenciar o conhecimento através do alinhamento dessas ações ao longo dos processos empresariais pode configurar-se como uma alternativa. Para tanto, uma das primeiras ações necessárias é a identificação das atividades e processos intensivos em conhecimento. Este trabalho propõe um método para essa identificação baseado em dados sobre as atividades e processos desenvolvidos pela instituição e indicadores sobre o corpo funcional apresentados por Sveiby. Esses dados, por sua vez, podem ser obtidos nas bases dos sistemas ABC presentes na maioria dos bancos e nos sistemas de recursos humanos. A mensuração da intensidade do conhecimento envolvido na execução de uma atividade, bem como do seu potencial para ações de gestão do conhecimento, é feita por meio de dois índices propostos no método. A aplicabilidade do método foi testada em uma instituição financeira brasileira de grande porte, em um universo de mais de 2100 atividades, apresentando resultados válidos considerando a análise conceitual e a consistência dos dados obtidos, permitindo assim o estabelecimento de uma classificação de intensidade de uso do conhecimento nas atividades e processos. Dessa forma, o trabalho apresenta uma contribuição para facilitar e agilizar as fases iniciais de implantação de um projeto de gestão do conhecimento.

Link para Download: Vilmar Gruettner

BRAGA, Marta C. G. Estratégia on-line para capacitação de professores em Aprendizagem por meio das HQs: Abordagem Centrada na Educação Através do Design (EdaDe). Dissertação, 2007.

As histórias em quadrinhos (HQs) reservam um potencial para mediar a aprendizagem de conteúdos curriculares e o seu uso é recomendado pelos Parâmetros urriculares Nacionais (PCNs). Em virtude desta recomendação a atividade passou, então, a ser mais aplicada em sala de aula, mas sem que os professores tenham sido preparados para explorar todas as possibilidades que as HQs podem oferecer na aprendizagem, pois as HQs encontram-se no domínio do design gráfico com processos próprios de criação e produção que quando aliados às práticas didático-pedagógicas adequadas podem produzir a interdisciplinaridade tão necessária à educação do nosso tempo e do futuro. Compreendeu-se, assim, que a capacitação de professores é a prática adequada para a disseminação da Aprendizagem Mediada pelas HQs e que a Educação Através do Design (EdaDe) é a base pedagógica adequada para a aplicação das HQs em sala de aula.  Tendo em vista, a iniciativa do Governo Brasileiro em suprir a formação inicial e continuada de professores em exercício, por meio da mídia on-line, acredita-se que iniciativas nesse sentido venham somar esforços para o aprimoramento dos métodos e técnicas de aprendizagem nesta modalidade. Assim, a pesquisa aqui empreendida pode contribuir para o compartilhamento do conhecimento acadêmico e corporativo. Diante do exposto e das exigências da nova sociedade do conhecimento – atualização continuada dos profissionais – propõe-se a capacitação de professores on-line, em aprendizagem mediada pelas HQs. Neste trabalho efetua-se o estudo sistemático sobre as HQs, a formação de professores no Brasil e os modelos da educação on-line, bem como, desenvolve-se a estratégia a partir do planejamento e implementação da experiência prática da capacitação de professores. Utiliza-se ainda, a pesquisa qualitativa apoiada, em parte, por dados colhidos através de questionário.  Este estudo resultou no desenvolvimento da estratégia de capacitação on-line para tornar professores capazes de aplicarem a aprendizagem mediada pelas HQs, com o conseqüente usufruto dos alunos e das instituições de ensino que passam a contar com uma alternativa de enriquecimento à educação formal.

Link para download: Marta Cristina Goulart Braga

SILVA, Juarez Bento. A utilização da experimentação remota como suporte para ambientes colaborativos de aprendizagem. Tese, 2007.

As novas tecnologias da informação e comunicação têm assumido nas últimas décadas um papel fundamental na representação social da realidade universitária as mudanças por elas proporcionadas ocorrem a uma velocidade vertiginosa derivando disso uma nova cultura. Neste contexto o ensino e a aprendizagem não são atividades solitárias e são tratados como um esforço cooperativo entre os atores envolvidos neste processo, onde a participação ativa e a interação permitem que o conhecimento possa emergir desde um diálogo ativo entre os participantes compartilhando suas idéias e informação. O ensino e aprendizagem já não estão limitados aos trabalhos dentro das salas de aulas e as modalidades de ensino presencial e à distância começam a serem fortemente modificadas desafiando as instituições de ensino superior – IES a encontrar novos modelos para novas situações. Uma das tarefas mais importantes das IES é tornar os currículos dos cursos mais flexíveis, onde se apresenta como possibilidades promissoras é a integração das atividades presenciais e a distância em modelo denominado “blended learning”. Na prática já vivemos em nosso país um modelo de flexibilização curricular, pois, segundo a portaria 2253 do MEC, de 18 de outubro de 2001, as IES podem ministrar 20% da carga total dos cursos na modalidade presencial com disciplinas no formato EAD. Esta tese apresenta a utilização da experimentação remota como suporte para ambientes de ensino/aprendizagem acreditando que esta proposição possa representar aportes aos atuais modelos educacionais. Os laboratórios de experimentação remota são caracterizados pela realidade mediada pela distância, similares aos laboratórios “hands-on” requerem espaço e dispositivos, porém, são diferenciados destes uma vez que experimentos e usuários estão geograficamente separados. Um laboratório de experimentação remota pode proporcionar aos estudantes uma aproximação deste com o mundo real, uma vez que, as atividades de laboratório desempenham um papel crítico na formação, principalmente em cursos nas áreas das ciências naturais e tecnológicas e também representam uma maneira de compartilhamento de recursos, de tal forma a reduzir os custos para utilização destes recursos, por parte das IES além de constituir em um fator de enriquecimento da experiência educacional.

Link para download: Juarez Bento da Silva

LASPISA, David Frederick. A Influência do Conhecimento Individual na Memória Organizacional: Estudo de Caso em um Call Center. Dissertação, 2007.

Com o advento de uma economia baseada em conhecimento, os trabalhadores passam a ter maior liberdade e mobilidade tornando-se os próprios donos do novo capital. Nessa nova realidade, o tempo médio que um trabalhador do conhecimento fica em um emprego está diminuindo e, consequentemente, a taxa de rotatividade em vários setores está se elevando. Desse modo, o desafio para as organizações é maximizar o tempo que esses trabalhadores do conhecimento permanecem em suas organizações, sendo este, um dos desígnios da gestão do conhecimento. A gestão do conhecimento busca aproveitar o conhecimento dos funcionários e da própria organização enquanto ela realiza negócios, produz produtos, utiliza e cria seus processos e inova novos produtos e serviços. Um aspecto relevante da gestão do conhecimento é que a mesma amplia as possibilidades da organização, uma vez que se pode utilizar a memória da mesma, a qual tem por finalidade melhorar o desempenho organizacional através do gerenciamento eficaz do conhecimento, não sendo somente um arquivo de informações, mas principalmente uma ferramenta para gerenciar seus ativos intelectuais. Assim, a memória organizacional deve ser utilizada para compartilhar o conhecimento dos membros e da organização, a fim de executar as tarefas no tempo certo e com base nas experiências dos seus trabalhadores e da organização. Nesse contexto, a presente pesquisa tem como objetivo verificar a influência dos conhecimentos individuais na memória organizacional do call center da Celesc, a partir da percepção de seus operadores. Para tanto foram aplicados questionários com foco nas oportunidades individuais que os funcionários possuem para efetuar mudanças nos componentes da memória organizacional. A análise dos resultados permitiu afirmar que os entrevistados acreditam que os seus conhecimentos são compartilhados com os colegas; que suas experiências são capturadas ou registradas de alguma forma pela empresa; que possuem oportunidades de alterar, atualizar ou melhorar os componentes da memória organizacional; bem como, na respectiva empresa existe uma cultura que incentiva o compartilhamento do conhecimento. Finalmente, pode-se afirmar que a pesquisa mostrou que uma alta taxa de rotatividade pode ter influências nos componentes da memória organizacional.

Link para Download: David Laspisa