Home » Engenharia do Conhecimento » CISLAGHI, Renato. Um Modelo de Sistemas de Gestão do Conhecimento em um Framework para a Promoção da Permanência Discente no Ensino de Graduação. Tese, 2008.

CISLAGHI, Renato. Um Modelo de Sistemas de Gestão do Conhecimento em um Framework para a Promoção da Permanência Discente no Ensino de Graduação. Tese, 2008.

A chamada era do conhecimento tem provocado mudanças nas organizações e  na sociedade como um todo. Quase que simultaneamente, gestores de  Instituições do Ensino Superior (IES) e governos de todas as  nacionalidades e esferas têm dedicado crescentes esforços na busca do  chamado sucesso acadêmico, sintetizado por uma trajetória na qual o  discente ingressa num determinado curso, recebe uma formação de  qualidade e é diplomado. O desafio tem sido, para as IES públicas,  aplicar bem os recursos públicos assegurando o esperado retorno social  e, para as privadas, manter sua clientela formada por estudantes. Em  ambos os casos buscam-se a redução da evasão discente e a promoção da  permanência. Esta tese tem como objetivo a construção de um modelo de  sistema de gestão do conhecimento baseado num /framework/ desenvolvido  para a promoção da permanência de estudantes no ensino de graduação em  IES brasileiras. Foram levantadas as causas para a evasão discente no  contexto nacional e, com base num abrangente levantamento de teorias e  modelos de desgaste, abandono e permanência discente, foi construído um  modelo de permanência discente compatível com o alcance das intervenções  das IES. Com base nas variáveis deste modelo foram estabelecidos  indicadores, sensores e procedimentos, constituindo um /framework/ para  apoiar a gestão institucional pró-ativa visando à permanência discente.  Complementarmente foi construído um modelo de gestão do conhecimento  para potencializar os resultados do uso deste /framework/, cuja  aplicabilidade foi analisada por meio de um estudo de caso realizado na  Universidade Federal de Santa Catarina. Entre as conclusões a que se  chegou merece destaque a de que o suporte político e as lideranças  institucionais são o elemento-chave mais relevante entre todos e, ao  mesmo tempo, ainda são o maior obstáculo a ser vencido para o sucesso da  GC em IES brasileiras. Também constatou-se que, apesar de freqüentemente  desenvolverem pesquisas e serem geradoras de conhecimento, as IES não  têm o mesmo empenho nem agilidade em fazer com que o conhecimento por  elas gerado seja utilizado em suas atividades meio ou fim.

Link para download: Renato Cislaghi

Posted in Engenharia do Conhecimento, Tese and tagged as , , , ,