Home » Engenharia do Conhecimento » IGARASHI, Wagner. Aprendizagem organizacional: proposta de um modelo de avaliação. Tese, 2009.

IGARASHI, Wagner. Aprendizagem organizacional: proposta de um modelo de avaliação. Tese, 2009.

As pesquisas que estão sendo desenvolvidas na área de aprendizagem organizacional, a partir dos anos 90, buscam gerar subsídios aos envolvidos com o tema. Estes subsídios podem enfocar tanto a identificação dos elementos que devem ser observados ao se proceder a avaliação da aprendizagem organizacional, quanto os aspectos vinculados aos elementos que apoiem a estruturação de processos destinados à avaliação; bem como aspectos que têm relação com as ações geradas, a fim de se obter melhoria de desempenho. Nesse sentido, este estudo busca responder ao seguinte questionamento: como desenvolver um modelo de avaliação direcionado à aprendizagem organizacional, a partir de perspectivas teóricas, que permitam visualizar as possibilidades de melhoria de desempenho? Alinhado a este questionamento, este estudo tem como objetivo estruturar um modelo de avaliação direcionado à aprendizagem organizacional. Para o desenvolvimento do modelo foram utilizadas duas plataformas (teórica e empírica). Em relação aos resultados obtidos quanto à pesquisa teórica, no contexto nacional a partir da base SciELO e no contexto internacional a partir do Portal de Periódicos da Capes, considera-se que a pesquisa teórica gera subsídios ao estudo em relação à identificação das percepções sobre a aprendizagem organizacional; ao processo de avaliação e aos indicadores de desempenho. Ainda em relação às concepções teóricas foram analisados estudos que apresentam proposições direcionadas à aprendizagem organizacional. A análise teórica possibilitou identificar elementos que auxiliam na estruturação do modelo, dentre os quais se destacam: (a) a estratégia organizacional, (b) a cultura organizacional, (c) a infraestrutura organizacional, (d) os recursos humanos internos e (e) as relações externas. A partir destas percepções, foi estruturado um processo composto por três fases (Estruturação, Operacionalização e Gerenciamento do desempenho), as quais permitem passar aos resultados obtidos no segundo momento da pesquisa, vinculados aos aspectos empíricos. Para isso, o modelo de avaliação proposto neste estudo foi aplicado, a título de análise de viabilidade, em duas organizações. A partir das aplicações considera-se que um modelo, nos moldes propostos, possibilita a análise das estratégias adotadas no processo de gestão, em diversos níveis, ou seja, pode-se verificar o desempenho da organização, quer seja em nível local (indicadores), em níveis intermediários (percepções, ações estratégicas e preocupações macro), ou ainda em termos globais. A partir dos resultados obtidos com as aplicações realizadas, o modelo proposto demonstrou apoiar as organizações estudadas, por gerar compreensão dos elementos que podem alavancar a aprendizagem organizacional, por permitir que seja visualizado o perfil de desempenho e por possibilitar aos gestores planejar ações de gerenciamento.

Link para download:
Wagner Igarashi

Posted in Engenharia do Conhecimento, Tese and tagged as , ,