Home » Gestão do Conhecimento » VIEIRA, Renata J. Incorporação da Inteligência Competitiva às Atividades de Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos Industriais. Tese, 2009.

VIEIRA, Renata J. Incorporação da Inteligência Competitiva às Atividades de Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos Industriais. Tese, 2009.

De acordo com as perspectivas da Gestão do Conhecimento, com a evolução do mercado e com o crescimento do volume das informações disponíveis para a empresa, percebe-se uma necessidade crescente por parte das empresas de coletar as diversas informações disponíveis e definir qual a sua melhor aplicação às atividades da empresa, por meio da geração de inteligência, caracterizando o uso de um sistema desenvolvido para a competitividade. Este trabalho propõe o desenvolvimento de um modelo de incorporação de ações da Inteligência Competitiva (IC) ao Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos (PEPP). Uma pesquisa exploratória foi a base metodológica deste trabalho. Dentre as cinco empresas que se dispuseram a participar da pesquisa, uma foi escolhida para aplicação do estudo de caso, outra para aplicação do teste-piloto e outra como referência em melhores práticas de IC ou benchmarking. A pesquisa exploratória serviu para (i) conhecer melhor a realidade das empresas em termos de IC e (ii) fazer da seleção para o estudo de caso uma ação também embasada teórica e metodologicamente. O Modelo de Incorporação da IC ao PEPP possui quatro fases, com duas etapas cada, correspondendo aos objetivos específicos da tese. Os resultados mostram que a seqüência estabelecida para a aplicação do Modelo facilitou esta atividade. A verificação da aplicabilidade do Modelo por meio do software i tink® e com base na Dinâmica de Sistemas mostrou a plausibilidade do mesmo. Os resultados apresentados demonstram que, ao se acrescentar informações de IC relevantes em termos de qualidade, se terá um menor tempo gasto no Planejamento Estratégico do Projeto de Produtos da empresa Beta. Com  acréscimo das informações dos elementos de IC conforme os resultados do modelo, se obteve um tempo de PEPP na empresa Beta de 64 dias, menor do que o da empresa selecionada para benchmarking em IC – 79 dias. Com base nos resultados obtidos, e tendo em vista que a empresa pesquisada trabalha com produtos sob pedido, considera-se, cada produto desenvolvido pela empresa como um produto inovador em relação àqueles desenvolvidos anteriormente. Como a inovação está relacionada diretamente às informações que a empresa coleta e como quem desenvolve um projeto de produto e um produto com mais rapidez  chega antes ao mercado, pode-se dizer que esse tipo de incorporação estimula a criação de produtos inovadores.

Link para download: Renta Vieira

Posted in Gestão do Conhecimento, Tese and tagged as , , , ,