Home » Sem categoria » Garcia, Rodrigo Guerra. O estudo exploratório do uso da realidade aumentada no período de pandemia da Covid-19 nos ensinos fundamental e médio. Dissertação, 2021.

Garcia, Rodrigo Guerra. O estudo exploratório do uso da realidade aumentada no período de pandemia da Covid-19 nos ensinos fundamental e médio. Dissertação, 2021.

A suspensão das aulas para mitigação dos impactos relacionados à pandemia da Covid19 forçou instituições educacionais do mundo inteiro a adotarem repentinamente o ensino remoto emergencial (ERE), por meio de soluções tecnológicas que evitassem ou atenuassem perda de conteúdo e prejuízos na formação do aluno, no decorrer do período de confinamento. A pandemia acelerou transformações já em curso, precipitando discussões quanto à mudança de perfil do aluno e do seu modo de aprender, bem como a necessidade de os docentes diversificarem suas abordagens didáticas, para que sejam compatíveis com a forma e o ritmo dos discentes. Os estudos sobre inovação educacional têm alcançado novos patamares a partir das possibilidades advindas do uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas atividades pedagógicas, ensejando maior dinamismo e novas formas de compartilhamento do conhecimento na relação entre aluno-professor, aluno-aluno e aluno-tecnologia. Nesse contexto, um recurso tecnológico bastante promissor no processo ensino-aprendizagem é a Realidade Aumentada (RA), uma ferramenta capaz de simular situações reais combinando objetos virtuais e reais em tempo real, estimulando o raciocínio espacial e uma atuação mais ativa e criativa do aluno. A dissertação pretende ampliar o campo de discussão sobre o uso da RA, a partir do diagnóstico de sua utilização no ensino básico durante a pandemia da Covid-19. Como estratégia metodológica, a dissertação, de natureza científica de finalidade básica, utilizou, na primeira etapa, a revisão bibliográfica e documental para identificar as contribuições sobre pesquisas acerca da RA na educação. Na segunda etapa, com o propósito de obter resultados mais abrangentes, a dissertação adotou o método quantitativo por meio da aplicação de um questionário, subdividindo essa parte nas fases: (i) exploratória e descritiva com professores dos ensinos fundamental e médio vinculados às escolas da rede pública municipal de Florianópolis e da rede pública estadual de Santa Catarina; (ii) análise de dados obtidos para identificar se a RA foi um recurso utilizado no período de confinamento sanitário, assim como possíveis melhorias e obstáculos sobre seu uso nas práticas pedagógicas, além de sua viabilidade como alternativa inovadora no ambiente da gestão pública educacional. Entre os achados dos resultados do questionário, verificou-se que a RA é um recurso pouco explorado pelas escolas e ainda desconhecido para maioria (54%) dos docentes, embora sua incorporação no projeto pedagógico seja recomendada e seus benefícios sejam reconhecidos entre os professores que fazem uso ou apenas conhecem a ferramenta. Diante dos fatos analisados, observa-se que as escolas públicas catarinenses propiciam um ambiente favorável à inovação, a partir da constatação dos seguintes elementos: (i) docentes motivados; (ii) a escola é considerada um bom lugar para se trabalhar; (iii) diálogo institucional aberto; (iv) incentivo ao uso das TICs em sala de aula; (v) valorização de professores inovadores e criativos. Além disso, os dados obtidos sugerem desafios relacionados à disponibilidade de recursos tecnológicos para atividades pedagógicas, visto que 75% dos respondentes utilizam seu próprio equipamento em sala de aula. Por fim, o corpo docente apresenta um elevado grau de qualificação acadêmica e habilidades tecnológicas necessárias para implementação de processos inovativos educacionais. Conclui-se, desse modo, que a aplicação da RA, ainda que seja um recurso incipiente nas escolas públicas pesquisadas, é percebida na literatura e confirmada nos dados coletados no questionário como uma solução tecnológica eficaz nos processos de ensino-aprendizagem e capaz de auxiliar na transição do ensino remoto para uma educação digital.

Palavras-chave: realidade aumentada; educação digital; metodologias ativas; transformação digital; ensino remoto emergencial.

Download: Rodrigo Guerra Garcia.

Posted in Sem categoria