porno
beşiktaş escort mecidiyeköy escort aksaray escort bahçeşehir escort
Home » Sem categoria » MELO, Michelle Bianchini de. Estratégias Empreendedoras para a Internacionalização em Instituições de Ensino Superior Brasileiras. Tese, 2020.

MELO, Michelle Bianchini de. Estratégias Empreendedoras para a Internacionalização em Instituições de Ensino Superior Brasileiras. Tese, 2020.

Por ano, é crescente o número de publicações realizadas sobre a internacionalização em instituições de ensino superior. Este dado, apresentado nessa tese, nos faz compreender a complexidade envolvida e perceber que em se tratando de um mundo globalizado, com políticas e conexões internacionais densas, há muito ainda o que se estudar e desenvolver para haver efetividade em tudo que se projeta para a área. Os setores de relações internacionais, nas instituições em que eles existem, apresentam disparidades quanto as suas estruturas, recursos e equipe dedicada. Seus gestores são quase que em sua totalidade indicados de forma política, construindo sua trajetória e conhecimentos de gestão da internacionalização institucional na prática. Eles ainda carregam, a imagem de que ocupam sua atividade viajando e realizam poucas ações, o que gera uma demora em fazer a comunidade acadêmica creditar confiabilidade a suas práticas. Somado a isso, é recorrente a descontinuidade do processo de
internacionalização pela rotatividade e relação política que exercem. Diante desse contexto, esta tese firma o objetivo de estabelecer estratégias empreendedoras para a internacionalização em instituições de ensino superior brasileiras. Para este fim, a pesquisa tem como pergunta: como os processos de internacionalização em instituições de ensino superior brasileiras podem ser empreendedores? A pesquisa percorreu cinco etapas para chegar as suas conclusões: iniciou explorando o referencial teórico, fazendo uso dos métodos de revisão integrativa e narrativa, abordando os conceitos de internacionalização no ensino superior, empreendedorismo no ensino superior e ensino superior brasileiro. Realizou coleta de dados com um estudo multicasos, com pesquisa documental e com entrevista semiestruturada com sujeitos da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC. A análise dos dados foi realizada usando o método da análise de conteúdo, ela possui duas categorias principais (internacionalização como estratégia das IES e internacionalização como um processo empreendedor) e oito subcategorias (gestão de relações internacionais atuando em nível estratégico, estratégias de comunicação, cultura de internacionalização das IES, capacitação dos atores da internacionalização, financiamento da internacionalização, a internacionalização projetando as IES no cenário mundial, evidências de sucesso nos processos de internacionalização das IES e aspectos restritivos nos processos de internacionalização das IES). O confronto da base conceitual com a análise dos dados coletados, deram suporte a criação de trinta e seis estratégias, distribuídas em oito eixos estratégicos (comunicação, cultura, capacitação, financiamento, políticas, currículo, colaboração e gestão). As estratégias elaboradas passaram pela validação de especialistas conceituados nos campos teórico e prático da internacionalização do ensino superior e os resultados da validação analisados. Por último as estratégias empreendedoras para a internacionalização em instituições de ensino superior brasileiras foram estabelecidas. A tese concluiu que é possível aliar internacionalização e
empreendedorismo no ensino superior, considerando as estratégias distribuídas nos oito eixos estratégicos.

Palavras-chave: Internacionalização. Internacionalização do ensino superior. Empreendedorismo no ensino superior. Estratégias de internacionalização. Ensino superior.

Link para Download: Michelle Bianchini de Melo

Posted in Sem categoria