porno
beşiktaş escort mecidiyeköy escort aksaray escort bahçeşehir escort
Home » Sem categoria » SALM, Vanessa Marie. A Contribuição do Ciclo do Conhecimento para o Desenvolvimento das Redes de Coprodução dos Serviços Públicos em Meio Ambiente. Tese, 2020.

SALM, Vanessa Marie. A Contribuição do Ciclo do Conhecimento para o Desenvolvimento das Redes de Coprodução dos Serviços Públicos em Meio Ambiente. Tese, 2020.

As constantes transformações pelas quais atravessa a sociedade demandam soluções de problemas e prestação de serviços que, cada vez mais, exigem o envolvimento e a participação de diversos agentes da sociedade, entre os quais se alinham as organizações sociais ou comunitárias. Essa nova realidade requer estratégias de produção diferenciadas das convencionais; entre essas estratégias está a coprodução dos serviços, constituída por uma rede da qual participam diversos agentes da sociedade. Os participantes dessa rede coproduzem serviços, orientados pelo interesse público, em benefício de parte ou do conjunto da sociedade. Na constituição e no desenvolvimento dessa rede se faz presente um conhecimento muito próprio sobre essa nova realidade que demanda estratégias específicas para a sua gestão. Existe, portanto, um elo grande entre o ciclo do conhecimento e a coprodução, devendo-se levar em conta, também, o papel do capital social como meio para alavancar a criação e o desenvolvimento dessa rede. Assim, é correto afirmar que o ciclo do conhecimento perpassa todo o desenvolvimento da rede de coprodução dos serviços, contudo não há estudos conclusivos de como o ciclo conhecimento favorece o desenvolvimento da rede de coprodução dos serviços públicos. Esta tese aborda essa questão, sob as percepções dos líderes das organizações sociais ou comunitárias da área ambiental, e leva em conta a contribuição do capital social na formação das redes de coprodução. Essa questão tornou necessário que nesta tese se utilizasse o método qualitativo, e que seus fins/objetivos fossem descritivos e explicativos, e que a sua natureza fosse aplicada. Trata-se de um estudo multicaso em que o objeto são as redes de coprodução, constituídas pelas organizações sociais ou comunitárias na área do meio ambiente; a abrangência é a Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí -AMFRI. Quanto à coleta de dados, ela foi realizada mediante a investigação dos documentos da pesquisa Capital Social e Governança Pública. Também, foi realizada uma pesquisa de campo, por meio de entrevistas semiestruturadas, realizada junto aos líderes das redes de coprodução da área ambiental. Os resultados dessas entrevistas foram apresentados nos estudos de caso e analisados por meio da análise de conteúdo. Mediante os resultados desta análise, pode-se constatar que, de fato, existe um forte elo entre o processo de desenvolvimento da rede de coprodução e o ciclo do conhecimento, contribuindo este último, para que os objetivos das etapas neste processo possam ser alcançados. Para tanto, as atividades que compõem este ciclo contribuem para que o conhecimento seja identificado e mapeado e permite, também, que ocorra a criação e a consolidação de laços entre membros da rede e por consequência a disseminação de normas, valores e objetivos entre seus integrantes e a comunidade. Essas atividades, também, favorecem a resolução de problemas e uma maior sensibilização e conscientização ambiental da comunidade.

Palavras-chave: Coprodução. Redes de Coprodução. Gestão do Conhecimento. Ciclo do Conhecimento. Capital Social.

Link para download: Vanessa Marie Salm.

Posted in Sem categoria