porno
beşiktaş escort mecidiyeköy escort aksaray escort bahçeşehir escort
Home » Gestão do Conhecimento » SILVA, Talita Caetano. Framework Ponte Tap: gestão da curva de aprendizagem para a efetivação da transferência de aprendizagem para a prática do trabalho. Tese, 2019.

SILVA, Talita Caetano. Framework Ponte Tap: gestão da curva de aprendizagem para a efetivação da transferência de aprendizagem para a prática do trabalho. Tese, 2019.

“Como uma Universidade Corporativa em Rede pode gerenciar a curva de aprendizagem, efetivando a transferência de aprendizagem para a prática do trabalho?”. Tal problematização provocou o gatilho necessário para constituir o objetivo geral desta tese: propor um Framework para a gestão da curva de aprendizagem efetivando a transferência da aprendizagem para a prática do trabalho. A literatura mapeada sobre o tema e suas interrelações não evidenciam como a aceleração da curva de aprendizagem pode efetivar a aplicabilidade de um conhecimento (conceito da transferência de aprendizagem) após ações de TD&E. Além disso, focam suas ações unilateralmente em treinamento, não avançando para ações de desenvolvimento e educação). Sabe-se que, para gerenciar a curva e possibilitar a transferência, é importante compreender o processo de desempenho competente, o qual abrange condições externas e internas, os próprios CHAs, e as motivações dos colaboradores. Os elementos supracitados traduziram-se nos objetivos específicos deste estudo: a) identificar os elementos constitutivos e agentes envolvidos para se processar o desempenho competente; b) compreender o Modelo de Universidade Corporativa em Rede e seus processos estruturantes; c) identificar ações de aprendizagem que possibilitam a gestão da curva de aprendizagem; d) identificar o processo de avaliação multinível e a sua relação com a efetivação da transferência de aprendizagem para a prática do trabalho; e) validar o framework de gestão da curva de aprendizagem efetivando a transferência da aprendizagem para a prática do trabalho em uma organização brasileira. Para responder à pergunta-chave evidenciada na primeira frase deste resumo, foi necessário debruçar-se sobre as teorias que alicerçam os estágios de evolução de um Sistema de Educação Corporativa, o qual dá à luz o Modelo de Universidade Corporativa em Rede. Este último, o mais recente, contemporâneo e emergente da Sociedade do Conhecimento. Além disso, foi necessário buscar em teorias de ensino e aprendizagem, premissas importantes na educação de alunos profissionais adultos, dando destaque aos conceitos de curva de aprendizagem e transferência de aprendizagem para a prática de trabalho. Ao se deparar com novas funções e responsabilidades, há a necessidade de desenvolver novas competências, habilidades e atitudes (CHAs) para alcançar o desempenho competente na nova tarefa. Essa problemática foi resolvida por meio do Framework Ponte TAP. Isto é, ao desenvolver CHAs, foi preciso gerenciar a amplitude e a profundidade da curva dos profissionais, antes durante e depois das ações educacionais, até que a aprendizagem seja processada a partir da transferência de aprendizagem para a prática do trabalho. O Framework Ponte TAP foi constituído por quatro camadas essenciais para o planejamento, execução e gestão das ações educacionais, a saber: a) desenvolvimento humano e organizacional e o processo “desempenho competente”; b) Universidade Corporativa em Rede e seus processos estruturantes; c) gestão da curva de aprendizagem por meio de ações de aprendizagem; d) processo de avaliação multinível e a transferência de aprendizagem para a prática do trabalho. O framework foi validado em uma organização brasileira de tecnologia e demonstrou ser efetivo, alcançando resultados que confirmam a aceleração da curva de aprendizagem e efetivação da transferência de aprendizagem para a prática de trabalho. Pode-se destacar três vieses contributivos do framework: a) contribuição teórica, que ficou evidente a partir do diálogo teórico-empírico entre universidade acadêmica e universidade corporativa, com discussões colaborativas, integrando conhecimentos estruturados aos conhecimentos embasados na experiência, o que, segundo David Kolb, resulta no real percurso de desenvolvimento profissional; b) contribuição para a ação, a partir da continuidade do Programa de Integração na organização e também pela rede colaborativa, que se estabeleceu entre mais de 20 stakeholders, os quais atuaram, de forma ativa, em cada uma das camadas de aplicação. Além da própria aceleração da curva de 12 meses para 3 meses; e) e contribuições práticas, uma vez que o framework é compatível com quaisquer análises que envolvam gestão da curva de aprendizagem e transferência de aprendizagem para a prática do trabalho, não sendo único e exclusivo do público e ambiente em que foi aplicado. Além disso, esse framework pode ser aplicado em redes internas e externas de aprendizagem, sendo uma importante ferramenta para profissionais e pesquisadores da área.

Palavras-chave: Transferência de aprendizagem para a prática do trabalho. Universidade Corporativa em Rede. Desempenho competente. Curva de aprendizagem.

Link para Download: Talita Caetano Silva.

Posted in Gestão do Conhecimento, Tese