Home » Sem categoria » COSTA, Luciano Antonio. KM4SI: Framework para Gestão do Conhecimento em Organizações de Inovação Social. Tese, 2019.

COSTA, Luciano Antonio. KM4SI: Framework para Gestão do Conhecimento em Organizações de Inovação Social. Tese, 2019.

Nas últimas duas décadas, a inovação social tem ganhado notoriedade e está em evidência no discurso de pesquisadores, profissionais e formuladores de políticas públicas. Por sua vez, os processos da inovação social estão intrinsecamente ligados à criação e ao uso do conhecimento; em ambos, suas atividades, no primeiro estágio, estão no nível das atividades individuais que avançam por intermédio do compartilhamento para a incorporação na organização. Nesse sentido, a presente tese tem como objetivo propor um framework para que essas organizações consigam aplicar a gestão do conhecimento em suas ações, buscando preservar e compartilhar o conhecimento criado e usado durante o ciclo da inovação social. Para atingir o objetivo proposto, a pesquisa opta pela abordagem metodológica qualitativa e apresenta a classificação geral como do tipo aplicada e exploratória. Desse modo, a estratégia de pesquisa empregada é o estudo de caso e a coleta de dados compreende a pesquisa de documentos e materiais audiovisuais em um espaço de cinco anos. A organização escolhida para o estudo de caso se caracteriza como um tipo de centro de inovação social, operando em rede de parceiros e oferecendo programas que apoiam a criação e a estruturação de inovações sociais. O uso do framework é demonstrado em um caso de aplicação no contexto do estudo de caso. Como resultados obtidos, a verificação sugere que o framework apresenta os elementos teóricos estruturados e suficientes para o uso por organizações de inovação social, porém também indica a necessidade de produção de materiais de apoio, aprofundando conceitos e apresentando mais detalhes em uma linguagem acessível ao público em geral. Por fim, a inovação social é estruturada e difundida em um grande arranjo diverso de indivíduos e organizações, transpondo fronteiras físicas e sociais, e em todo esse percurso, existem conhecimentos criados e aprimorados que estão tácitos, incorporados nos indivíduos naquele espaço de tempo e localização, que se não forem percebidos poderão desaparecer. Ao percebê-los, além da preservação, a organização tem condições para atribuir o crédito autoral, bem como decidir a forma mais adequada de proteção desse conhecimento.

Palavras-chave: Inovação Social. Gestão do conhecimento. Engenharia do Conhecimento. Sistema Adaptativo Complexo.

Link para download: Luciano Antonio Costa.

Posted in Sem categoria