Home » Sem categoria » CUNHA, Rodrigo Rafael. Rankings e Indicadores para Smart Cities: uma proposta de cidades inteligentes autopoiéticas. Dissertação, 2019.

CUNHA, Rodrigo Rafael. Rankings e Indicadores para Smart Cities: uma proposta de cidades inteligentes autopoiéticas. Dissertação, 2019.

As Cidades Inteligentes apresentam-se como alternativas para o processo de transformação política, econômica, social e ambiental. A Cidade Inteligente adota uma abordagem sistêmica e dinâmica por meio do uso da tecnologia, mas com foco nas pessoas. Mercado e academia produziram diversos conceitos de Cidades Inteligentes, o que acarreta em certa ambiguidade e na falta de clareza do que é uma Cidade Inteligente e quais as características que as diferem das demais. Foram analisadas várias definições de cidades inteligentes presentes na literatura, resultando em um conceito que busca sintetizar os demais. Os rankings de Cidades Inteligentes pretendem verificar quais Cidades/Municípios estão se destacando dos demais em diversas dimensões, fatores ou áreas temáticas. Para tal, é necessário que os indicadores escolhidos sejam relevantes para que o retrato da Cidade seja o mais próximo da realidade. Foram analisados 10 rankings de Cidades Inteligentes ao redor do mundo, cada um com suas especificidades e metodologia próprias de coleta de dados e de apresentação dos resultados. Por se tratar de uma realidade dinâmica e de uma grande quantidade de dados e diversidade de áreas de conhecimento envolvidas, foi proposta a utilização do conceito da Autopoiese Urbana para tratar de indicadores para Cidades Inteligentes com a abordagem sistêmica de Maturana e Varela, resultando na criação de um modelo de Cidade Inteligente Autopoiética baseada em elementos do corpo humano.

Palavras-chave: Cidades Inteligentes. Rankings. Indicadores. Autopoiese Urbana. Cidade Inteligente Autopoiética.

Link para download: Rodrigo Rafael Cunha.

Posted in Sem categoria