Home » Dissertação » FURLANI, Thiago Zilinscki.ENGAJAMENTO DE CORPORAÇÕES COM STARTUPS NA QUARTA ERA DA INOVAÇÃO: RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES. Dissertação, 2018.

FURLANI, Thiago Zilinscki.ENGAJAMENTO DE CORPORAÇÕES COM STARTUPS NA QUARTA ERA DA INOVAÇÃO: RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES. Dissertação, 2018.

Novos modelos de iniciativas de inovação para grandes corporações
surgiram nos últimos anos e têm obtido destaque frente à volatilidade,
alta concorrência e disputa por novos conhecimentos e vantagens
competitivas. Vivemos em um momento guiado pela economia do
conhecimento onde a inovação é parte fundamental para o
desenvolvimento econômico e social de nossa sociedade, e no âmbito
empresarial, é fundamental para a sobrevivência das empresas. Estamos
na porta da chamada quarta era da inovação onde a maioria das
inovações será fruto do engajamento entre organizações estabelecidas e
startups, diferentemente das chamadas eras anteriores onde as principais
fontes de inovação eram laboratórios corporativos e empreendedores
investidos apenas por capital de risco. Dentro desse novo ecossistema de
inovação, iniciativas de engajamento ganham cada vez mais atenção das
grandes corporações por significaram oportunidades para inovar,
realizar parcerias e suprir necessidades estratégicas internas. A partir de
uma revisão dos trabalhos mais relevantes sobre o tema e da coleta de
dados através de entrevistas com gestores de diferentes iniciativas
existentes no país, essa dissertação caracteriza os diferentes modelos de
engajamento e analisa como diferentes corporações abordam o tema,
contribuindo ao fim, com orientações para melhorar a gestão de
iniciativas existentes e fornecer conhecimentos para as corporações que
desejam ingressar no movimento. Os modelos de Hackathons, Open
Innovation, Incubadoras, Aceleradoras e de Investimento direto variam
entre si de acordo com os objetivos e resultados esperados. Para
corporações que iniciam seu movimento de engajamento recomenda-se
estratégias de aproximação para evoluir o conhecimento acerca do tema
e preparar a organização para iniciativas futuras de maior risco.
Empresas com processos mais estruturados e experiência em inovação
devem desenvolver iniciativas mais robustas variando o modelo de
acordo com seus recursos, interesses temporais, adesão a risco e
comprometimento interno.

 

Link para download: Thiago Zilinscki Furlani

Posted in Dissertação, Gestão do Conhecimento and tagged as , , ,