Home » Gestão do Conhecimento » BOHN, Carla Silvanira. MODELO DE GESTÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL NO SETOR PÚBLICO: PESQUISA-AÇÃO EM AMBIENTE LEGISLATIVO.

BOHN, Carla Silvanira. MODELO DE GESTÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL NO SETOR PÚBLICO: PESQUISA-AÇÃO EM AMBIENTE LEGISLATIVO.

Um dos maiores desafios atualmente é transformar estruturas burocráticas, hierarquizadas, e que tendem a um processo de insulamento, em organizações flexíveis e empreendedoras. Nesta tese de doutorado desenvolveu-se um modelo de gestão da cultura organizacional, denominado GCO, com objetivo de apoiar a transformação do comportamento e aprendizagem organizacional no cenário legislativo. De concepção filosófica interpretativista, com abordagem qualitativa, foi realizada uma pesquisa-ação, que teve por conduta gerar conhecimento a partir da intervenção de alteração da situação pesquisada, envolvendo um conjunto de sujeitos e mudanças, aprimorando a atuação e promovendo um relacionamento mútuo entre teoria e práxis. A unidade de análise foi a Coordenadoria de Taquigrafia do Plenário, setor pertencente à Diretoria Legislativa da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. A verificação do modelo foi realizada por meio de Grupo Focal, com Diretores e Coordenadores da Casa Legislativa e contou com a explanação da percepção, opinião e sentimento dos participantes. O panorama geral foi profícuo, pela possibilidade de quebra de paradigma, o que representa a otimização do tempo ao trabalho, engajamento das pessoas aos processos, trabalho colaborativo e proativo, promovendo espaços para aprendizagem, eliminando barreiras, preparando os indivíduos às mudanças, e ainda, instigando uma atmosfera inovadora ao ambiente. Alude-se com esta tese que a Gestão da Cultura Organizacional consente a transformação dos processos de trabalho, preserva a essência dos elementos culturais aderidos, potencializa a capacidade intelectual individual, logo, novos pensamentos e suposições passam a ser assumidos como verdades, atingindo o nível mais profundo da cultura organizacional. Direcionando caminhos para estudos futuros, apontam-se sugestões no que diz respeito à: implementar o modelo de GCO na organização com vistas a aprofundar as aspirações declaradas na verificação do grupo focal; estudar o desenvolvimento de parâmetros para mensurar a atuação dos “componentes influenciadores” ao modelo, avaliando como atuam, com respectivos critérios de análise; inserir a sugestão elencada na verificação quanto a “Liderança” como um componente influenciador, e seus impactos; e também, mensurar em subníveis a relação custo benefício com a implementação do modelo, administrativa e financeiramente.

Link para download: carla bohn

Posted in Gestão do Conhecimento, Tese and tagged as , ,