Home » Engenharia do Conhecimento » DA SILVA, Madalena Pereira. UM MODELO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DE EXPERIÊNCIA PARA A PROVISÃO DE SERVIÇOS CIENTES DE CONTEXTO. Tese, 2017.

DA SILVA, Madalena Pereira. UM MODELO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DE EXPERIÊNCIA PARA A PROVISÃO DE SERVIÇOS CIENTES DE CONTEXTO. Tese, 2017.

A QoE (Quality of Experience) refere-se a avaliação das percepções e
expectativas dos usuários no uso do serviço. Essa avaliação pode ser
influenciada por vários aspectos (e.g. funcionais, técnicos, humanos) que
podem interferir na UX (User Experience). No entanto, em sistemas de
comunicação de dados, a QoE tem sido estudada como uma extensão da
QoS (Quality of Service), onde muitas vezes, apenas parâmetros técnicos
relacionados com o desempenho da rede são usados para predizer o nível de
satisfação do usuário em relação ao serviço provido. Para uma gestão bem
sucedida da QoE é necessário uma compreensão profunda e abrangente das
múltiplas dimensões da percepção humana sobre a qualidade e dos fatores
de influência contemplados nessas dimensões. Nesta tese é proposto um
modelo de gerenciamento da QoE para prover serviços cientes de contexto,
em sistemas de comunicação de dados, trazendo como resultados: (i) uma
taxonomia multidimensional da QoE, pautada numa abordagem
interdisciplinar; (ii) um modelo ontológico de representação do
conhecimento da QoE; (iii) uma aplicação de gerenciamento de rede, com
características semânticas e autonômicas, que aprende a UX e provê
serviços cientes de contexto; (iv) uma arquitetura de provisão de serviços
orientada ao usuário, projetada para a Internet do Futuro, com o uso de SDN
(Software-Defined Networking). Para verificar a viabilidade do modelo
proposto foi apresentado um cenário de provisão de serviços de eHealth
entre um AAL (Ambient Assisted Living) e uma unidade de atendimento
remota. Na avaliação foi verificado se os componentes do modelo proposto,
quando comparados com os componentes da abordagem nativa, são capazes
de: (i) prover serviços cientes do contexto e (ii) detectar, planejar e
desencadear ações para restaurar a QoE, usando o conhecimento disponível
na KB (Knowledge Base). A análise estatística realizada sobre os dados dos
resultados experimentais permitiu evidenciar, com intervalo de confiança de
95%, que todos os serviços de eHealth, usando os componentes do modelo
proposto, foram providos com qualidade superior quando comparados com
os componentes da abordagem nativa.

Link para download: Madalena Pereira da Silva

Posted in Engenharia do Conhecimento, Tese and tagged as , , , , , ,