Home » Dissertação » SAMPAIO, Thali Leal. MAPEAMENTO DO CONHECIMENTO NOS PROCESSOS DE ROTINA DE LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA CLÍNICA. Dissertação, 2017.

SAMPAIO, Thali Leal. MAPEAMENTO DO CONHECIMENTO NOS PROCESSOS DE ROTINA DE LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA CLÍNICA. Dissertação, 2017.

A presente dissertação aborda o Mapeamento do Conhecimento como ferramenta de descrição do Fluxo do Conhecimento existente nos processos de rotina do Setor de Microbiologia Clínica, a partir de um estudo de caso em um Laboratório Clínico. Esta estrutura prestadora de serviço especializado, está presente na grande maioria das instituições de assistência médica, e tem a finalidade de fornecer recursos diagnósticos complementares. O Setor de Microbiologia Clínica desempenha um importante papel na prevenção, diagnóstico, controle e terapia de doenças infecciosas, bem como para a epidemiologia em saúde pública. O estudo apresenta uma revisão da literatura, ressaltando o Mapeamento do Conhecimento, e teve como objetivo geral mapear o Conhecimento nos processos de rotinas organizacionais do Setor de Microbiologia Clínica com foco nos fatores ‘processos’, ‘pessoas’ e ‘tecnologia’, visando sua otimização, qualidade e sustentabilidade. Os objetivos específicos da análise se concentram nas práticas dos processos do Setor, na identificação do Fluxo do Conhecimento relacionado à etapas dos processos de rotinas organizacionais do Setor, na avaliação da influência do Fluxo do Conhecimento sobre a otimização dos processos de rotina, na descrição do processo de rotina mais realizado e na sugestão de um fluxograma e layout de processo como ferramenta de Mapeamento do Conhecimento. A técnica da coleta de dados utilizada foi o estudo de caso, tendo como unidade de análise o Setor de Microbiologia Clínica de um Laboratório de apoio ao diagnóstico de grande porte. O estudo de caso abordou uma descrição detalhada do cenário e das pessoas no ambiente pesquisado, seguida pela análise de dados. Na observação da sistematização da rotina da Organização estudada, foi realizado o mapeamento do processo de Urocultura, onde observou-se o fluxo, demonstrado no formato de Fluxograma e Layout de Processo. Para o diagnóstico das etapas do processo foi sugerida e desenvolvida a ferramenta ‘Folha de Verificação de Processo’, no formato de formulário, onde questões seriam respondidas sempre que se evidenciou etapa não conforme. Para o formulário respondido, ao final, deveria ser preenchido um ‘Relatório de Rastreabilidade’, comum a Folha de Verificação, com a conclusão das respostas obtidas. As ferramentas não foram aplicadas devido a questões internas do Laboratório estudado. Inicialmente, a hipótese deste estudo mapear o Conhecimento incorporado nos processos de rotina organizacional do Setor, com foco nos fatores ‘processos’, ‘pessoas’ e ‘tecnologia’. Porém, após coleta dos dados e suas respectivas análises, observou-se que, o fator ‘pessoas’ era o relevante, não se distinguindo o Conhecimento tácito e explícito, tradicional e científico. A ferramenta apresentou grande potencial na sustentabilidade do Conhecimento sobre os processos de rotina. Portanto, determinou sua grande influência positiva na otimização dos processos, sua qualidade e sustentabilidade, mapeando as etapas de cada processo e o Conhecimento tácito e explícito envolvido, respondendo a questão de pesquisa. A ferramenta ‘Folha de Verificação de Processo’ desenvolvida e seu ‘Relatório de Rastreabilidade’ auxiliam na rastreabilidade de não conformidades de cada processo e seus subprocessos e, mesmo sem aplicação no presente estudo, as ferramentas são capazes de indicar, localizar e confirmar as não conformidades e suas origens.

 

Link para download: Thali Leal Sampaio

Posted in Dissertação, Gestão do Conhecimento and tagged as , ,