Home » Dissertação » VALCARENGHI, Emily Vivian. Impactos da adoção da certificação digital no Brasil. Dissertação, 2015.

VALCARENGHI, Emily Vivian. Impactos da adoção da certificação digital no Brasil. Dissertação, 2015.

Com a explosão do uso da internet para os mais variados fins, gerando um ambiente repleto de possibilidades e também de incertezas, há o aparecimento de diversas Tecnologias de Informação e Comunicação e uma preocupação com relação a segurança da informação e do conhecimento em transações eletrônicas nas organizações. Neste contexto, surge no Brasil, em 2001 a Infraestrutura de Chaves Públicas – ICP-Brasil, mantida pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), autarquia federal, que regulamenta a certificação digital, tecnologia utilizada para garantir autenticidade, confidencialidade e a integridade de informações, conferindo-lhe validade jurídica. O presente estudo teve o objetivo de analisar o impacto percebido por especialistas na adoção da certificação digital ICP-Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, em que para coleta de dados foram realizadas entrevistas abertas. A técnica de análise de conteúdo foi utilizada, o que permitiu a extração dos dados das entrevistas quanto aos aspectos referentes às potencialidades e fragilidades da certificação digital no Brasil. Utilizou-se a visão sistêmica, através do modelo CESM, para identificar os atores, componentes, ambiente, estrutura e mecanismos, bem como a fronteira. Conclui-se que os benefícios ou potencialidades decorrentes do uso da certificação digital abrangem direta e indiretamente, desde agilidade nos processos, até a economia verde, pela redução do uso do papel; através da desmaterialização dos processos; segurança das informações e acessibilidade, beneficiando relacionamentos interorganizacionais; além de que ter sido verificado que o número de aplicações com uso de certificado digital está crescendo a cada ano e aos poucos vai sendo disseminado na sociedade. Como fragilidades aponta-se o alto custo do certificado; as questões culturais, onde muitos usuários têm receio com novidades; a dificuldade de instalação da cadeia de certificado; a própria estrutura da ICP; a falta de unificação dos sistemas, que dificulta a interoperabilidade. Acredita-se que o estudo traga grandes benefícios para que o ITI possa criar estratégias de difusão e adoção de certificados digitais que minimizem os impactos negativos da tecnologia (custo do certificado, cultura, dentre outros).

 

Link para download: Emily Vivian Valcarenghi

Posted in Dissertação, Engenharia do Conhecimento and tagged as , , ,