Home » Mídia e Conhecimento » MÜLBERT, Ana Luisa. A Implementação de Mídias em Dispositivos Móveis: Um Framework para a Aplicação em Larga Escala e com Sustentabilidade em Educação a Distância. Tese, 2014.

MÜLBERT, Ana Luisa. A Implementação de Mídias em Dispositivos Móveis: Um Framework para a Aplicação em Larga Escala e com Sustentabilidade em Educação a Distância. Tese, 2014.

O desenvolvimento tecnológico e as mudanças de hábitos provocados pelo uso intensivo das tecnologias da informação e da comunicação têm criado condições para o desenvolvimento de de um novo modo de mediação educacional que vem sendo chamado de mobile learning (m-learning) ou aprendizagem com mobilidade, caracterizada pela mediação da aprendizagem por tecnologias móveis. Dado que há ainda pouco conhecimento e experiências sobre as práticas de m-learning em larga escala e em nível institucional, este trabalho teve por objetivo desenvolver um framework para apoiar a implementação de mídias móveis no ensino formal e integrado à educação superior a distância. Para a execução deste estudo adotou-se a abordagem da Pesquisa Baseada em Design (Design-Based Research), que representa um tipo de pesquisa que se desenvolve em contextos reais e concentra-se no desenho e teste de intervenções educacionais em parceria com profissionais da área de aplicação. Como processo de pesquisa, adotou-se e adaptou-se o framework DBRIEF, que orientou a execução das diversas fases da pesquisa. A fase que envolveu práticas e intervenções em ambientes reais foi realizada em três ciclos de intervenções. Os dois primeiros ciclos envolveram ações com especialistas educacionais, que culminaram na construção de uma mídia educacional móvel e na identificação de requisitos organizacionais necessários para implementá-la em larga escala. O terceiro ciclo correspondeu à entrega da mídia aos estudantes em uma disciplina real de graduação, seguida pela avaliação da experiência pelos estudantes. Os métodos e técnicas de pesquisa adotados são mistos, envolvem dados quantitativos e qualitativos, incluem pesquisa bibliográfica e documental, coleta de dados em entrevistas, questionário e registros de bancos de dados informatizados, analisados de modo interpretativo. Como resultado das intervenções identificou-se que o desenvolvimento das mídias em larga escala gera expressivo impacto sobre as estruturas organizacionais de produção de materiais didáticos. Identificou-se também que os estudantes são receptivos às mídias móveis, mas são conservadores e resistentes se estas representarem a substituição de recursos já conhecidos e provocarem a desacomodação de hábitos de estudo já instalados. As dificuldades de uso da mídia móvel pelo estudante estão relacionadas a barreiras físicas, cognitivas, socioculturais e contextuais. O framework formulado a partir da experimentação é apresentado por meio de um diagrama representativo das principais fases e atividades de implementação e de um conjunto de princípios de design que orientam a execução do processo de implementação de mídias educacionais móveis. As fases de implementação e seus respectivos princípios versam sobre: (a) o delineamento e delimitação da implementação, (b) o desenho e produção da mídia e (c) a entrega e disseminação da mídia. Os princípios de design formulados abordam aspectos tais como: (a) as decisões críticas que envolvem o processo de implementação da mídia móvel em larga escala; (b) a oferta e produção da mídia móvel de modo concomitante e concorrente com outras mídias utilizadas no contexto de aplicação; (c) os impactos sobre o modelo de ensino adotado pela instituição e sobre os stakeholders envolvidos na iniciativa; (d) as estratégias para disseminação da mídia e superação de barreiras e dificuldades dos estudantes; (e) as ações institucionais de gerenciamento de mudanças e mitigação de resistências para favorecer a implementação das mídias móveis, entre outros aspectos.

 

Link para download: Ana Luisa Mulbert

Posted in Mídia e Conhecimento, Tese and tagged as , , , ,