Home » Dissertação » CARPES, Carlos Eduardo Pereira. Avaliação do Compartilhamento do Conhecimento em Entidades de Saúde do Executivo Estadual de Santa Catarina. Dissertação, 2012.

CARPES, Carlos Eduardo Pereira. Avaliação do Compartilhamento do Conhecimento em Entidades de Saúde do Executivo Estadual de Santa Catarina. Dissertação, 2012.

Esta pesquisa teve como principal produto um diagnóstico baseado no Método OKA que identificou o nível de preparação das Gerências Regionais de Saúde (GERSA) em compartilhar o conhecimento e permitiu que fossem feitas analises da situação diagnosticada sobre os recursos de conhecimento dessas Gerências. Haja vista, que os trabalhadores das GERSAS compartilham o conhecimento durante a elaboração dos Instrumentos de Gestão pelos seus municípios. No entanto este processo não é gerenciado e nem tampouco avaliado. Para os fins deste estudo, selecionou-se um conjunto de vinte e oito das duzentas e três questões que compõem o método OKA. Estas questões foram selecionadas pelo pesquisador, pois estão diretamente relacionadas com o compartilhamento de conhecimento, elas totalizaram dezoito métricas das setenta estipuladas pelo método. As questões selecionadas abrangem as três categorias e sete subcategorias de análise todas retiradas do método OKA. Apesar de ser incipiente, o compartilhamento do conhecimento ocorre nas GERSAS apoiado na Categoria Pessoas, mas os servidores e gerentes ainda compartilham o conhecimento com muita precaução e certo receio. Dentro dos incentivos para o compartilhamento do conhecimento não há benefícios financeiros aos servidores, haja vista não ser permitido legalmente. No entanto, o reconhecimento é dado para os que possuem o conhecimento e não para os que mais compartilham o conhecimento. Na Categoria de Análise Processos, pouco menos crítica, destaca-se que a Liderança e as Estratégias utilizadas nas GERSAS surtem efeito e são relevantes para o compartilhamento do conhecimento. Foi possível perceber deficiências no Fluxo do Conhecimento, desde a captura e criação até o seu uso final pelos servidores e gerentes. Existem falhas que podem ser corrigidas por meio de um plano de ações para o compartilhamento. Por fim a Categoria Sistemas, ganha destaque pela sua alta contribuição para o compartilhamento do conhecimento nas GERSAS. Considerando todo este cenário, este estudo do compartilhamento do conhecimento auxiliou no entendimento de como os servidores trocam entre si o que sabem e o que sabem fazer, no que diz respeito aos procedimentos que empregam para executarem o trabalho.

Link para Download: Carlos Eduardo Pereira Carpes

Posted in Dissertação, Gestão do Conhecimento and tagged as