Home » Archive by category "Engenharia do Conhecimento" (Page 5)

MACEDO, Douglas Dyllon Jeronimo de. Um Modelo Distribuído de Armazenamento Hierárquico de Conhecimento Médico. Tese, 2014.

O advento da disseminação e consolidação dos sistemas computacionais, como ferramentas de apoio aos mais variados tipos de negócios, criou uma dependência dos usuários em geral, em armazenar mais e mais seus dados. Atualmente é inquestionável a necessidade de registros anteriores de transações dos usuários em sistemas operacionais. Esta necessidade vai, por exemplo, desde a recuperação de um e-mail de anos anteriores, passando por registros de transações bancárias legadas, indo até prontuários eletrônicos. Com esta crescente demanda de armazenamento de dados, informações e conhecimento, para os mais variados nichos da Indústria e da Ciência em geral, criou um interessante espaço para pesquisa e desenvolvimento de formas alternativas para a persistência de longo prazo em sistemas computacionais. Na área médica, esta premissa é ainda mais verdadeira, pois todos os dias, centenas de milhares de pacientes ao redor do mundo, realizam exames médicos baseados em imagens, buscando auxílio para o diagnóstico dos mais variados tipos de doenças. As formas de persistência de dados que atualmente são utilizadas na área médica, em sua grande maioria, se apoiam no paradigma relacional, que geralmente suportam os sistemas de informação ou conhecimento que estão nos hospitais e clínicas médicas. Neste sentido, esta tese propôs um novo modelo de armazenamento para sistemas médicos baseados em imagens. Este modelo foi concebido a partir de um paradigma hierárquico, seguindo o padrão para imagens médicas internacionalmente reconhecido (DICOM), o que além de representar os dados de uma forma mais natural, simplifica o processo de busca e recuperação. Ao final dos experimentos e das etapas de análises dos resultados, o modelo proposto mostrou ter um desempenho mais eficiente no geral, se comparado ao modelo atual, utilizando bancos de dados relacionais.

Link para Download: Douglas Dyllon Jeronimo de Macedo

COSTA, Luciano Antonio. Sistema de Conhecimento para Apoio e Gestão de Recursos de Programas de Governo em Municípios. Dissertação, 2013.

Os investimentos previstos em programas do Governo Federal são fontes importantes de recursos para o município realizar novas obras e melhorias, porém para que o benefício ao cidadão se materialize são necessárias várias etapas desde a formulação e envio da proposta, passando pela seleção, análise, homologação, autorização, execução, medição, até o pagamento e a prestação de contas. Há dificuldades durante todo o processo, como o desconhecimento do programa, a falta de capacitação e a alternância de gestores e técnicos durante a execução. Esta dissertação busca, através da abordagem da Teoria Geral de Sistemas, propor uma plataforma de governo eletrônico que apoie o município na obtenção e aplicação dos recursos provenientes de um programa do Governo Federal. A discussão apresenta uma visão sistêmica da plataforma, buscando o entendimento das relações que permeiam o ambiente e suas contribuições para a construção da democracia. Após a análise sistêmica, um protótipo da plataforma foi construído e verificado para demonstrar a aplicação. Os resultados obtidos indicaram que a proposta pode permitir a manutenção e disseminação do conhecimento necessário para o município.

Link para Download: Luciano Antonio Costa

KINCELER, Lucia Morais. Um Framework Baseado em Ontologia de Apoio à Gestão Estratégica da Inovação em Organizações de P&D+i. Tese, 2013.

A inovação amplia a produtividade e a competitividade de organizações, requisitos essenciais para tornar próspera e sustentável a economia de um país. Organizações de P&D+i cumprem um papel fundamental nesse contexto que teve sua complexidade ampliada com a globalização e o surgimento da inovação aberta. Este trabalho propõe um framework de apoio à gestão estratégica com vistas a dar indicativos das condições ambientais em organizações de P&D+i para a inovação. A proposta é sustentada por uma abordagem quali-quantitativa da pesquisa, baseada em múltiplos estágios de coletas de dados. Entrevistas semiestruturadas foram conduzidas em sete organizações de P&D+i da Espanha para complementar os conceitos de inovação levantados a partir das revisões de literatura e de documentos. Com a modelagem dos dados obtidos das fontes de coleta, foi possível identificar os componentes, estruturas ou conceitos para o framework. O framework tem como tripé estrutural um instrumento de coleta de dados e duas ontologias. Uma ontologia de domínio para representar os conceitos de inovação e uma ontologia de questionário, na qual são instanciadas as questões do instrumento de coleta de dados. O framework foi aplicado em cinco organizações de P&D+i, duas organizações da Espanha e três do Brasil, para verificar sua viabilidade. O principal resultado da pesquisa é a integração dos conceitos fundamentais de inovação em um framework com aplicação em organizações de P&D+i. Os resultados obtidos com a aplicação do instrumento de coleta de dados e informações para o framework mostraram a aplicabilidade em distintas organizações de P&D+i, e o potencial para agregar dispersos conceitos de inovação. A ontologia genérica de questionário, com potencial de disponibilização pública para reuso em distintas áreas de conhecimento, é um dos resultados da pesquisa que trará benefícios às comunidades científica e não científica.

Link para Download: Lucia Morais Kinceler

PAULA, Giovani de. Atividade de Inteligência de Segurança Pública: Um Modelo de Conhecimento Aplicável aos Processos Decisórios para a Prevenção e Segurança no Trânsito. Tese, 2013.

Este trabalho teve por objetivo verificar a possibilidade de aplicação da metodologia Commonkads da Engenharia do Conhecimento na Atividade de Inteligência de Segurança Pública, destacando os princípios e diretrizes decisórias aplicáveis à prevenção e segurança no trânsito. A Atividade de Inteligência tem por objetivo a obtenção, análise e disseminação de conhecimentos sobre fatos e situações de imediata ou potencial influência sobre o processo decisório, a ação governamental e sobre a salvaguarda e a segurança da sociedade e do Estado. O Brasil possui um Sistema de Inteligência que tem como fundamentos a preservação da soberania nacional, a defesa do Estado Democrático de Direito e a promoção da dignidade da pessoa humana, em cujas ações deve preservar os direitos e garantias individuais e demais dispositivos da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, bem como os tratados, convenções, acordos e ajustes internacionais. A Atividade de Inteligência contribui na produção de conhecimento voltado para a prevenção e segurança no trânsito. O sistema de inteligência da Espanha voltado para a atividade de trânsito em comparação com o modelo brasileiro apresenta algumas características que permitem um fluxo informacional mais amplo e consistente, em que se destaca a política de coleta, análise e difusão do conhecimento. Os novos modelos e ferramentas e as novas tecnologias da informação e da comunicação impõem, no âmbito da atividade de inteligência, a necessidade de constante atualização, e as perspectivas da inovação e do empreendedorismo são fundamentais para que haja mudanças que permitam a evolução dos processos de construção, produção e gestão da informação e do conhecimento. A Engenharia do Conhecimento permite a construção de variados sistemas de apoio à tomada de decisão com base no desenvolvimento de modelos, utilizando sistemicamente métodos, técnicas e ferramentas que apoiam a gestão do conhecimento e que podem facilitar a atuação profissional e os processos da organização, possibilitando a interatividade entre as organizações, seus colaboradores e a sociedade, aumentando o potencial de prevenção e resolutividade dos problemas voltados à segurança no trânsito. Destaca-se nesta pesquisa o emprego da metodologia Commonkads, que é desenhada para a análise e construção de sistemas baseados em conhecimento (SBC) de forma análoga aos métodos empregados na engenharia de software. O estudo tem um caráter exploratório mediante pesquisa bibliográfica e análise da estrutura da
inteligência de segurança pública no país, dos principais sistemas de informação e de gestão do conhecimento existentes nesse âmbito e das respectivas competências institucionais no que tange à metodologia da produção do conhecimento voltada para a prevenção e segurança no trânsito. Pretende-se apresentar como resultado principal da pesquisa um modelo de conhecimento para os órgãos de inteligência de segurança pública que atuam nas atividades de prevenção e segurança no trânsito com o emprego de técnicas inovadoras de Engenharia do Conhecimento, especificamente da metodologia Commonkads, voltadas para os processos decisórios.

Link para Download: Giovani de Paula

CONCEIÇÃO, Zely. Um Framework para a Transferência de Tecnologia na Interação Universidade-Empresa Considerando os Aspectos da Gestão do Conhecimento. Tese, 2013.

A capacidade de criação de novos conhecimentos das universidades precisa ser explorada a favor do crescimento tecnológico e social da comunidade. As teorias da criação do conhecimento apontam caminhos para melhorar a eficiência do processo da criação do conhecimento que podem ser aplicadas as atividades de pesquisa e desenvolvimento. As experiências com gestão da interação entre a universidade e empresa mostram muitas dificuldades para realizar projetos de transferência de tecnologia de forma cooperativa. Fatores de influência da gestão da interação universidade-empresa foram pesquisados a partir de teorias, modelos e boas práticas sobre o tema. Um framework foi proposto para apoiar a gestão da interação universidade-empresa nos processos de prospecção, formalização e execução de projetos de transferência de tecnologia. Métodos e ferramentas da engenharia e gestão do conhecimento são indicados para estruturar ativos do conhecimento da interação U-E e utilizar as experiências vivenciadas para melhorar os processos de gestão e da criação de conhecimentos. Para a validação do framework foram empregadas entrevistas semi-estruturadas com especialistas em gestão do conhecimento e gestores com experiência em gestão da interação universidade-empresa. O framework cumpre o objetivo de utilizar as ferramentas da engenharia e da gestão do conhecimento para apoiar o processo de interação U-E.

Link para Download: Zely da Conceição

BRIGNOLI, Juliano Tonizetti. Um Modelo para Suporte ao Raciocínio Diagnóstico diante da Dinâmica do Conhecimento sobre Incertezas. Tese, 2013.

A Engenharia do Conhecimento recorre a abordagens transdisciplinares objetivando oferecer soluções às demandas sociais, destacando-se, artefatos para suporte à decisão. A tomada de decisão humana pode ser de magnitude tão complexa que a atividade intensiva em conhecimento realizada pelo especialista demande assistência proveniente de modelos elaborados por uma visão sistêmica do engenheiro do conhecimento no espaço da solução. O problema desta pesquisa emerge da atividade do especialista médico em Classificação de Risco Metabólico em crianças e adolescentes. As variáveis deste cenário e o processo de classificação apresentam incertezas, manifestadas por causalidade e imprecisão. Redes Bayesianas são empregadas no suporte a classificação cujas variáveis que representam o conhecimento são de natureza probabilística. Contudo, o método bayesiano clássico, diante do fator imprecisão, pode convergir para resultados não qualificados em conformidade àqueles obtidos pelo raciocínio clínico. Por outro lado, Redes Fuzzy-Bayesianas aprimoraram o modelo clássico para suportar inferência sobre conceitos ambíguos. Esta pesquisa contribuiu com o desenvolvimento de um modelo de inferência fuzzy-bayesiano para variáveis não-dicotômicas oferecendo suporte ao raciocínio médico num cenário complexo cuja dinâmica da imprecisão é caracterizada por um tipo de superposição conceitual. Essencialmente dispõe de formalismo matemático modificando a equação do Teorema de Bayes, introduzindo qualificadores difusos para lidar com a imprecisão. Para verificar o modelo utilizou-se de simulações aplicadas sobre dados reais de prontuários. Os resultados obtidos mostraram-se convergentes com a interpretação do especialista e a característica notável foi à qualidade destes resultados nos intervalos próximos aos pontos de corte utilizados pelos especialistas e reproduzidos pelo método bayesiano clássico, problema este que não releva a imprecisão. O modelo distribuiu as probabilidades das hipóteses diagnósticas acompanhando a dinâmica inerente a imprecisão das evidências. Este efeito mostra que um paciente, mesmo que de modo gradual, pode estar evoluindo para um cenário de risco metabólico. O modelo é propenso de ser acoplado a metodologias da Engenharia do Conhecimento e sua implementação pode gerar uma ferramenta aliada à prática do diagnóstico clínico.

Link para Download: Juliano Tonizetti Brignoli

ROTTA, Maurício José Ribeiro. Modelagem do Conhecimento Legal Necessário na Elaboração de Sentenças em Processos na Área de Defesa do Consumidor. Dissertação, 2013.

A justiça brasileira é morosa, pouco produtiva, burocrática e apresenta custos elevados de operação. De fato, o Estado Brasileiro não entrega resultados eficientes para a solução dos conflitos existentes entre os jurisdicionados, prejudicando os princípios basilares do sistema processual-legal, tais como oralidade, celeridade processual, efetividade, economia e instrumentalidade de formas e a igualdade processual. A ausência de resultados qualitativos é preocupante e demanda ações estruturantes por parte dos governantes. Frente a este cenário, diversas inovações tecno-jurídico-legislativas foram desenvolvidas, cabendo destaque para a instrumentalização da justiça por meio de leis e sistemas para a gestão eletrônica de processos judiciais digitais. Estas providências colaboraram para eliminar o tempo morto do processo – atividades rotineiras e manuais que agregam pouco ou nenhum valor a operação. Contudo, com a eliminação das atividades rotineiras, o magistrado tornou-se o gargalo da tramitação processual, no momento da elaboração das sentenças. Considerando que elaborar uma decisão é uma atividade intensiva em conhecimento, esta pesquisa visa modelar o conhecimento legal necessário na elaboração de sentenças, em casos de rescisão contratual, conforme o código de defesa do consumidor, se valendo de recursos e ferramentas da Engenharia do Conhecimento, em especial a metodologia CommonKADs e ontologias, empregando as ferramentas ontoKEM e Protégé. Como resultado, obteve-se a compreensão aprofundada do trabalho desenvolvido pelos magistrados, em especial acerca das atividades intensivas em conhecimento, e de como a Engenharia do Conhecimento e os princípios de Governo Eletrônico podem apoiar os juízes em suas atividades, gerando mais produtividade e eliminando e/ou reduzindo os gargalos da tramitação eletrônica dos processos judiciais digitais, em benefício direto da população, oportunizando maior transparência, inclusão, democratização do acesso à justiça e maior celeridade e qualidade na prestação jurisdicional.

Link para Download: Mauricio José Ribeiro Rotta

SCHNEIDER, Viviane. Método de Modelagem do Contexto Estratégico para Sistemas baseados em Conhecimento. Dissertação, 2013.

A Engenharia do Conhecimento dedica-se à modelagem de conhecimento e ao desenvolvimento de sistemas de conhecimento. Um de seus principais desafios está na compreensão do contexto de aplicação de seus métodos e técnicas e na conexão entre esses e o plano estratégico da organização beneficiada pelo projeto. Nesta dissertação, realizou-se pesquisa aplicada para estabelecer um método de modelagem do contexto estratégico para sistemas baseados em conhecimento (SBC). O método agrupa ferramentais, metodologias e técnicas de engenharia do conhecimento e ontologias, com o objetivo de contextualizar o conhecimento que forma a base de um SBC no plano estratégico de sua aplicação. O método tem fundamentos na visão sistêmica de Bunge (1997; 2000; 2004), ampliada pela abordagem de engenharia do conhecimento das metodologias CommonKADS e KAMET II (para identificação do contexto em que o conhecimento está inserido). A engenharia de ontologias é aplicada na representação formal do conhecimento, com o emprego de diretrizes e técnicas da metodologia NeOn e do método OntoKEM. O método foi aplicado em processo de explicitação do conhecimento contextual, em um projeto de pesquisa desenvolvimento e inovação. Os resultados da pesquisa corroboram com estudos que evidenciam os benefícios do conhecimento contextualizado para a compreensão do problema estratégico que envolve um SBC. Além disso, verificou-se que a identificação e modelagem do contexto estratégico pode servir, também, como fonte comum de conhecimento para as atividades técnicas de concepção de um SBC, tais como análises de viabilidade do sistema, extração de requisitos funcionais e requisitos não funcionais, elaboração de casos de uso e implantação de processos e cultura para viabilizar o desenvolvimento e uso de tais sistemas.

Link para Download: Viviane Schneider

GHISI, Fernando Benedet. Um Método para Geração Semiautomática de Sumários Textuais para Apoio À Disseminação de Conhecimento e ao Processo Decisório em Projetos de Business Intelligence. Dissertação, 2013.

Nos sistemas de BI, é comum a apresentação de informações em gráficos, em tabelas e em indicadores de desempenho. Contudo, essas formas de visualização nem sempre são facilmente compreensíveis pelo tomador de decisão que precisa extrair o conhecimento relevante a partir das informações apresentadas. Muitas vezes, a apresentação de informações em um simples texto pode se mostrar mais efetiva como apoio ao processo de tomada de decisão do que através de formas gráficas. Nesse contexto, o presente trabalho teve como desafio estabelecer um método que possibilitasse a geração de sumários textuais visando apoiar a disseminação de conhecimento e os processos decisórios no âmbito de soluções de Business Intelligence (BI). Para demonstração da viabilidade do método proposto, fez-se a codificação do protótipo de um serviço de geração de sumários textuais analíticos, utilizando os recursos da Plataforma SBI – uma plataforma que faz uso de tecnologias semânticas. Nessa codificação, duas versões do protótipo foram implementadas – uma baseada em templates textuais e outra em templates estruturais. Por fim, foram realizadas simulações utilizando as implementações dos protótipos em cenários hipotéticos de BI, demonstrando o processo dinâmico de geração textual em diferentes contextos, e utilizando regras criadas por especialistas de domínio.

Link para Download: Fernando Benedet Ghisi

OTTE, Henrique. Um Estudo de Caso sobre as Alterações Cognitivas de um Gestor de MPE sob Influência do Desenvolvimento Sustentável. Dissertação, 2013.

O uso dos recursos naturais além da capacidade de regeneração do planeta tem levado a humanidade a pensar em opões para garantir sua sobrevivência e o bem estar das gerações futuras. O desenvolvimento sustentável, buscando um equilíbrio entre as dimensões econômica, social e ambiental surgiu como uma orientação de como tratar este dilema, tornando-se uma tendência mundial. Contudo, em contextos mais locais este equilíbrio constitui-se em desafio. Isto pode ser verificado, por exemplo, nas micro e pequenas empresas, pois estas não possuem o suporte adequado para tratar desta questão. Em um cenário de acirrada competição onde se encontram estas empresas, não estar de acordo com a tendência mundial prejudica sua competitividade e sua sobrevivência. Neste sentido, este trabalho busca verificar as alterações na cognição do gestor e tomador de decisão de uma micro e pequena empresa quando confrontado com os princípios do desenvolvimento sustentável. Deste modo, são construídos dois mapas cognitivos, sendo que durante a construção do segundo mapa, os questionamentos abordam impactos ao meio ambiente e sociedade, além de fatores econômicos. Estes dois mapas são posteriormente comparados e analisados quanto a sua modificação e aderência ao desenvolvimento sustentável. Acredita-se que exista uma pré-disposição para um comportamento gerencial compatível com o desenvolvimento sustentável, que se encontra latente principalmente pela falta de conhecimento, senso comum equivocado e pela própria complexidade deste domínio do conhecimento. A partir da análise dos mapas pode-se verificar uma mudança positiva quanto a cognição do gestor, expressa em seu mapa cognitivo, em relação à aderência ao desenvolvimento sustentável. Levar o desenvolvimento sustentável ao gestor deste estudo se mostrou uma tarefa acessível e muito positiva. O gestor se mostrou satisfeito com o resultado e as possibilidades de melhoria do negócio através da transformação de sua empresa em uma empresa sustentável. Contatos posteriores com o gestor puderam confirmar uma real alteração em sua forma de pensar sobre seu negócio, e que, tanto seus funcionários quanto clientes estão percebendo mudanças em sua postura sustentável.

Link para Download: Henrique Otte