Home » Archive by category "Tese" (Page 5)

DZIEKANIAK, Gisele Vasconcelos. Método para Inclusão de Conhecimento Presente em Mídias Sociais no Aprimoramento de Plataformas de Governo Eletrônico. Tese, 2012.

Os modelos contemporâneos de e-gov têm considerado a explicitação, o tratamento e o compartilhamento de conhecimento relacionado à Web 2.0, de modo a incluir conhecimentos disponíveis nas mídias sociais em seus projetos. Esta tese objetiva contribuir, por meio da proposta de um método para inclusão do conhecimento presente nas mídias sociais,  no aprimoramento de plataformas de governo eletrônico. Utiliza a observação direta não participante dos sites de mídias sociais no Orkut, Facebook, Twitter, OpenBook, Blogs e Nings para identificar se ocorre a construção e compartilhamento de conhecimento sobre uma plataforma e-gov brasileira, a qual serviu como análise de viabilidade. O estudo desenvolve  um método baseado em fases identificáveis na engenharia do conhecimento e no governo eletrônico, a partir das quais, é dada a possibilidade de o gestor e-gov reconhecer as mídias sociais como fontes de informação sobre a evolução de plataformas e-gov. Conclui-se que as mídias sociais podem contribuir para o aprimoramento das plataformas e-gov, seja por meio da criação de requisitos baseados no conteúdo compartilhado pelos usuários destas mídias, seja por meio de auxílio para o contínuo aprimoramento das plataformas e-gov, as quais devem pautar-se nas ferramentas 2.0 para chegar na e-participação. Com a aplicação do método foi possível verificar a inclusão de conhecimento presente em mídias sociais, no aprimoramento de plataformas de governo eletrônico.

Link para download: Gisele Dziekaniak

DOS SANTOS, Juliano Soares. Aprendizagem Lúdica como Suporte à Edução de Crianças Surdas por meio de Ambientes Interativos. Tese, 2012.

A criança que nasce com deficiência auditiva severa, em geral, não obtém domínio de uma língua em casa, não tem pré-educação apropriada, não tem acesso à educação formal, e quando consegue, chega à escola sem os fundamentos para correta comunicação e expressão, o que resulta em barreiras para aquisição do conhecimento. O objetivo desta tese é desenvolver um modelo de suporte à educação, baseado em ambientes interativos lúdicos, que facilite o aprendizado da Libras como primeira língua para crianças surdas. Para atender esse objetivo foi adotada pirâmide dos procedimentos metodológicos proposta por Schreiber et al. A particularidade deste trabalho foi utilizar o processo de desenvolvimento de um software, o protótipo experimental, como ferramenta para se obter a solução ao problema da pesquisa. As seis fases de concepção do protótipo são detalhadas: embasamento científico (fundamentação teórica); modelagem pedagógica; analise de requisitos; arquitetura de software; modelagem do sistema; e identidade visual. Além delas, a aplicação junto ao públicoalvo é descrita e analisada. O protótipo foi testado com uma classe especial formada exclusivamente por crianças surdas, com duas classes regulares do primeiro ano, e com uma classe de pré-escola. O modelo proposto resultante descreve um sistema computacional baseado em jogos digitais, fazendo uso de ações exploratórias, instrução de vocabulario e histórias animadas, contando tanto com recursos instrucionistas, quanto exploratórios. O modelo relaciona computador pessoal, TV digital interativa e telefones celulares inteligentes de forma a contemplar o cenario definido.

Link para download: Juliano Soares dos Santos

BRITO, Ronnie Fagundes de. Modelo de Referência para Desenvolvimento de Artefatos de Apoio ao Acesso dos Surdos ao Audiovisual. Tese, 2012.

As tecnologias da informação e comunicação possibilitam a participação do sujeito na sociedade do conhecimento, entretanto o tema da acessibilidade dos surdos aos conteúdos audiovisuais em meios digitais ainda demanda estudos para viabilizar sua efetiva e ampla adoção.

Objetiva-se identificar e analisar as alternativas para o desenvolvimento de um modelo de referência que oriente o reuso de processos, métodos e técnicas para a produção de artefatos que promovam a acessibilidade de surdos aos conteúdos audiovisuais em plataformas digitais.

A partir de uma revisão sistemática da literatura são apontados recomendações para apresentação de conteúdo audiovisual acessível ao público surdo, os requisitos que devem ser atendidos para promover as estratégias de acesso utilizadas por diferentes perfis de surdos, e enumeradas alternativas que podem apoiar estas demandas, como o uso de legendas textuais e com janela de língua de sinais.

O modelo de referência contempla a produção de conteúdos a partir da tradução do material audiovisual, sendo identificadas e elaboradas recomendações para a geração de legendas em vídeo de língua de sinais ou na forma escrita. Busca-se integrar a produção destes tipos de artefatos, por meio de processos manuais ou automáticos sendo identificadas as mídias que apoiam ou são resultantes dos processos de produção de artefatos de apoio a acessibilidade.

O modelo de referência é validado diante a consulta a especialistas e aplicado em uma implementação de referência de um sistema para acessibilidade com cenários de entrega na televisão digital interativa e na web.

Como resultados são apresentadas as recomendações e alternativas em relação aos processos e mídias necessárias para a acessibilidade dos surdos ao audiovisual digital.

Link para download: Ronnie Fagundes de Brito

FERREIRA, Denize Demarche Minatti. Gestão e Uso da Água na Suinocultura: Um Diagnóstico a partir da Comparação de Pegadas Hídricas 2011. Tese, 2012.

O atual modelo de civilização é baseado num modo de produção e de consumo desenfreados que se reflete em exploração excessiva do meio ambiente. A emergência de proteção ao meio natural trouxe uma crescente preocupação com a necessidade de consolidar um processo de gestão sobre o uso e aproveitamento racional dos recursos naturais. A conservação dos recursos hídricos constitui um desafio para a sociedade, pois a questão da qualidade e disponibilidade da água agrava-se a cada dia. Especialmente no caso de Santa Catarina, os resíduos industriais, os dejetos provenientes da criação de animais e a contaminação pelos agrotóxicos e defensivos utilizados na lavoura comprometem a qualidade dos mananciais. Em relação à suinocultura, o estado é o principal produtor em número de abates, o que exige grande demanda de água, logo, necessidade de manutenção do recurso, especificamente nas regiões de maior concentração de animais. Diante disso, há que se avaliar a perspectiva da suinocultura catarinense, frente ao contexto atual da produção, quando se leva em conta a questão ambiental, observando-se de modo abrangente as diferentes dimensões do problema. A presente tese analisa o processo de gestão e uso da água na referida atividade, sob a ótica da gestão do conhecimento dos envolvidos no processo (suinocultores e indústria), principalmente na região Oeste do estado. O objetivo principal é fazer uma análise dos conhecimentos e das práticas de preservação da água pelos atores envolvidos no processo, considerando-se conhecimentos tácitos e explícitos. As práticas de gestão e uso da água foram analisadas a partir da aplicação de dois instrumentos de investigação em forma de questionários com perguntas abertas e fechadas, ambos abarcando a questão ambiental e o modo da criação de suínos, praticado. O instrumento de investigação direcionado à indústria buscou também investigar se as empresas têm atividades formais ou institucionalizadas de gestão do conhecimento. Os instrumentos de investigação foram aplicados em quatro (4) indústrias e em nove (9) produtores de suínos. De posse da análise das respostas, aplicou-se o Modelo da Pegada Hídrica, ferramenta que estima o uso de água na atividade. A conclusão apresenta estratégias para disseminação e aproveitamento de conhecimentos que poderão nortear uma proposta para um redirecionamento nas formas atuais de produção. A gestão do conhecimento da sustentabilidade permeará a construção de um panorama atual, que poderá contribuir para uma melhor gestão do recurso água, na região onde há maior concentração de suinocultores.

Link para download: Denize Demarche Minatti Ferreira

RONCARELLI, Dóris. Concepção e Organização de uma Taxionomia para Análise e Avaliação de Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem. Tese, 2012.

A evolução do modo de Comunicação pelas Tecnologias Digitais tem-se intensificado nos últimos anos de forma emblemática, implicando, em geral, nos processos de gestão de conhecimento e, singularmente nos programas educacionais. No Brasil, têm-se ampliado as condições de oferta de cursos na modalidade a distância, implicando em mudanças verticais na modalidade presencial. Os recursos educacionais abertos se complexificam e se estendem vertiginosamente. Esta pesquisa trata especificamente dos Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem. É um recurso que se expande significativamente pela acentuação da cultura da convergência. O problema proposto é: quais critérios asseguram a congruência interna necessária aos Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem, no cenário da cultura da convergência? Este estudo tem por objetivo elaborar uma taxionomia para análise e avaliação de Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem. Para o desenvolvimento desta pesquisa elege-se, como postulado, uma construção interdisciplinar que emerge de três grandes áreas: Filosofia, Pedagogia e Tecnologia. A metodologia está baseada na pesquisa exploratória, limitada ao estudo de caso. O método de análise indutivo se desenvolve pela tríade entre categorias conceituais; identificação dos atributos dos Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem, eleitos a partir de critérios pré-estabelecidos e do resultado da avaliação de vinte e cinco especialistas na área. Os resultados dessa triangulação devidamente sistematizados constituem uma taxionomia para análise e avaliação de Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem. Essa taxionomia, nomeada KDOLT [Knowledge of Digital Objects Teaching-Learning], pretende ser instrumento prático que assegure uma microunidade de conhecimento com atributos necessários para potencialização destes objetos, tais como: congruência pedagógica e ergonômica em tempo real.

Link para download: Dóris Roncarelli

MALDONADO, Mauricio Uriona. Dinâmica de Sistemas Setoriais de Inovação: Um Modelo de Simulação Aplicado no Setor Brasileiro de Software. Tese, 2012.

As empresas inovam por meio de interações dinâmicas e complexas com outros agentes de conhecimento, formando um sistema de inovação. No entanto, estudos prévios não levam em consideração as propriedades dinâmicas de tais sistemas. Este trabalho objetiva incrementar a compreensão sobre os efeitos dinâmicos do conhecimento e aprendizado na atividade inovativa ao desenvolver um modelo dinâmico do sistema de inovação. Um novo framework foi construido, que inclui os componentes e relações essenciais de um sistema de inovação, a partir de uma revisão sistemâtica de literatura. O framework foi instanciado para o caso do Setor Brasileiro de Software no Brasil e formalizado num model de dinâmica de sistemas, utilizando dados da Pintec e da literatura prévia. Esta pesquisa proveê explicações sobre como o conhecimento e o aprendizado afetam a dinâmica dos sistemas de inovação e, a partir do modelo, demonstra a dinâmica do mesmo ao realizar experimentos pontuais.

Link para download: Mauricio Uriona Maldonado

SOARES, Aline Pereira. Gestão do Conhecimento e Conflitos Organizacionais em EaD: Construção de uma Teoria Substantiva. Tese, 2012.

Este trabalho apresentará a construção de uma teoria substantiva sobre a gestão do conhecimento em situações de conflito em Educação a Distância. O objetivo surge a partir da revisão teórica, ao identificar que boa parte do conhecimento relacionado ao conflito no ambiente interorganizacional e da gestão do conhecimento ainda está balizado por descobertas baseadas em pesquisas antigas. Tal fato é decorrente principalmente do acelerado desenvolvimento tecnológico, social e organizacional (intensificado) dos últimos anos, que ocasionou novos problemas para as organizações, especificamente às que trabalham a distância. Assim, na primeira parte desta pesquisa buscou-se desenvolver os principais conceitos sobre gestão do conhecimento e conflito. A segunda parte do trabalho identifica quais paradigmas teóricos (interpretativista, humanista radical, o estruturalista radical e funcionalista e o paradigma da complexidade) podem nortear a gestão do conhecimento em situação de conflito interorganizacional em um curso na modalidade de educação a distância (EaD). Para atingir os objetivos propostos foi realizado um estudo de casos com a equipe do Projeto Aluno Integrado (PAI), desenvolvido na modalidade de educação a distância (EaD), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Nele foi utilizado o método da Grounded Theory (GT), por perceber sua relevância para o desenvolvimento de teorias. Os resultados encontrados nessa pesquisa fornecem três bases de análises teóricas: a primeira aponta que o paradigma Interpretativista é o que mais predomina no curso, tendo-se observado como cada entrevistado interpretava a realidade apreendida no Projeto. A segunda, relacionada à primeira, identifica que há poucos sinais de presença do paradigma dos Sistemas Adaptativos Complexos (SAC), uma vez que a equipe utilizou muito pouco os critérios de análise dos SAC´s propostos por Stacey (2006) e Axelrod e Cohen (2000). A terceira gerou, com base na teoria substantiva, um esquema teórico e um quadro que mostram as relações de interação e causa-efeito do conflito e da gestão do conhecimento – permitindo alcançar os objetivos da pesquisa. Uma das conclusões da tese está relacionada à teoria fundamentada em dados que desenvolvida, em que foram observados dois pontos importantes: a identificação de novos motivadores de conflitos, específicos dessa equipe de EaD, a saber: Ambiente virtual/tecnologia; Poucos treinamentos; Projeto Piloto; Autonomia; Infraestrutura; Falta de definição clara de papéis; Comunicação; Divergência de objetivos; Atitudes; Motivação; Liderança; Mudança organizacional; Conscientização; Tamanho do grupo; Ameaças externas; Sentimento de perda; Relacionamento e Estrutura organizacional. Também foi possível identificar a necessidade de inserir a Infraestrutura tecnológica como fator importante no modelo das cinco condições necessárias para promoção da espiral do conhecimento, proposto por Nonaka e Takeuchi (2008). A partir dessa pesquisa, sugere-se que os estudos com equipes que trabalham a distância considerem os novos motivadores de conflito e os aspectos que revisam o modelo da gestão do conhecimento, identificados nessa tese.

Link para download: Aline Pereira Soares

SALM JÚNIOR, José Francisco. Padrão de projeto de ontologias para inclusão de referências do novo serviço público em plataformas de governo aberto. Tese, 2012.

Com as recentes mudanças nos modelos da administração pública, percebe-se a necessidade de transformações nos atuais projetos de governo eletrônico e a sua adequação. O crescimento da participação dos cidadãos na vigília eletrônica das ações do governo local e seu interesse de compartilhar essa visão com outros de sua comunidade em muitos casos estabelece fortes reações políticas entre esses cidadãos. Iniciativas para estabelecer um modelo de governo eletrônico que reforce a participação da população foram tentadas e, por dependerem do modelo de gestão pública da época, tiveram a dificuldade de assegurar a participação eletrônica. Nesse contexto, tendo a possibilidade de uso de fontes abertas de informação e conhecimento com Governo Aberto e aplicativos da Web Social para apoiar os gestores públicos na criação de novas plataformas de Governo Aberto, passa a ser requisito o uso e a adoção de ontologias. Apesar das taxonomias e dos vocabulários serem utilizados nos serviços de governo como o Vocabulário Controlado do Governo Eletrônico no Brasil – VCGE, esses não oferecerem a expressividade de ontologias, contemplando as relações, axiomas e regras de relacionamento, deixando, desse modo, conceitos independentes de contexto e intersubjetivos de significado. Considerando esses elementos, esta tese está fundamentada na análise do impacto das referências e modelos da gestão pública na criação e evolução de ontologias usadas em Plataformas do Governo Eletrônico e da necessidade de se estabelecer uma prática para projetos de Governo Aberto. Neste último, foi argumentado que a base epistemológica do Novo Serviço Público (NSP) pode ser utilizada para projetos dessas plataformas, aproximando referencias como a busca do interesse público e accountability a esses projetos. Para a modelagem das referenciais, foi utilizada como base da eParticipation e Transperency SIG para a construção de um padrão de projeto de ontologias como forma de inclusão dos referenciais do NSP em Plataformas de Governo Aberto. O resultado da tese foi a criação de um padrão de projeto de ontologias e sua aplicação na fase de conceitualização de um projeto de plataforma de governo eletrônico aberto. O padrão proposto foi aplicado em um projeto brasileiro de governo aberto, tendo-se verificado se a aplicação resultou em características associadas ao NSP ao projeto.

Link para Download: José Francisco Salm Júnior

COSTA, Edemir. Método de Ensino-Aprendizagem no Diagnóstico Radiográfico das Anormalidades Ósseas dos Maxilares. Tese, 2012.

Atualmente, os alunos do curso de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC aprendem a elaborar o diagnóstico radiográfico através de aulas presenciais, sendo que o tempo destinado a elas e a elevada razão aluno/professor parecem constituir fatores que dificultam o aprendizado. Diante disso e valendo-se das tecnologias da informação e da comunicação à disposição da educação, este trabalho descreve um método de ensino‑aprendizagem e propõe a utilização de um objeto de aprendizagem virtual mediado pela plataforma de gestão da aprendizagem Moodle em apoio ao ensino presencial, com o objetivo de ampliar a condição de conhecimento do aluno na elaboração do diagnóstico radiográfico das anormalidades ósseas dos maxilares. A partir de estudo de campo, foi desenvolvida pesquisa aplicada junto aos alunos da disciplina de Radiologia Odontológica da UFSC. O presente trabalho corresponde ao desenvolvimento de uma ferramenta colaborativa virtual em forma de protótipo, denominada DRAMA, em complemento à proposta metodológica no ensino presencial. Os resultados do uso complementar do objeto de aprendizagem desenvolvido foram avaliados através da aplicação de questionários, de exercícios para treinamento perceptual das imagens radiográficas das lesões estudadas e de provas de avaliação do conhecimento. Além disso, os resultados obtidos foram comparados aos resultados de desempenho de aprendizagem de um grupo de alunos da disciplina de Radiologia Odontológica, submetidos apenas ao ensino na modalidade presencial. Conclui-se tratar-se de um processo de ensino capaz de melhorar o desempenho do aluno no diagnóstico radiográfico das anormalidades ósseas dos maxilares, o que faz com que seja recomendado o desenvolvimento de uma ferramenta definitiva a partir do protótipo utilizado na pesquisa e seu uso como recurso colaborativo ao ensino presencial na formação do cirurgião-dentista.

Link para Download: Edemir Costa

RUSCHEL, Aírton José. Modelo de Conhecimento para Apoio ao Juiz na Fase Processual Trabalhista. Tese, 2012.

Esta tese tem como base a visão interdisciplinar das áreas da Engenharia  do Conhecimento e do Direito. A tomada de decisão quanto ao direito processual requer muito esforço de um juiz trabalhista para a análise do processo em pauta, a qual é uma atividade dispendiosa e intensiva em conhecimento. Esta tese trata da modelagem do conhecimento empregado pelo juiz na análise e tomada de decisão do direito processual na sessão da audiência de instrução e julgamento do processo trabalhista, para apoio à atividade do juiz e reuso do conhecimento explicitado e organizado. O estudo da literatura mostrou uma lacuna quanto à maneira que o juiz analisa e decide. A legislação brasileira (CF, CLT, CPC) mostra em linhas gerais os poderes e os deveres atribuídos ao juiz para conduzir o processo e julgar, mas não considera a utilização de recursos tecnológicos que apoiem a atividade da análise, a qual continua sendo feita através de busca manual nos autos processuais e legislação e com leitura das informações pelo juiz, tanto no processo em papel quanto no processo eletrônico. O método de abordagem da pesquisa é o dedutivo apoiado pelos procedimentos de pesquisa na literatura, entrevista com o grupo de especialistas juízes, discussão e formalização da sua maneira de analisar com o uso de perguntas, explicitação do conhecimento tácito do juiz, visão da organização sistêmica com o uso do modelo CESM, aplicação da camada contexto da metodologia CommonKADS, proposição do modelo de conhecimento, elaboração e aplicação de questionário de avaliação do modelo com juízes do trabalho. Os principais resultados mostraram que o modelo de conhecimento é útil aos juízes, permite decisões mais céleres, mais corretas, mais padronizadas, permite o reuso de análises, apoia o juiz na análise e é o juiz quem está no comando da decisão.

Link para Download: Aírton Jose Ruschel