Home » Archive by category "Tese" (Page 5)

SCHMITT, Valdenise. Tendências dos jornais on-line na disseminação personalizada do conhecimento. Tese, 2012.

As organizações jornalísticas produzem, reproduzem e disseminam conhecimento. A notícia é o exemplo mais peculiar de conhecimento distribuído por tais organizações, que empacotam notícias e publicam sob o nome de jornal. Ao longo dos anos, os jornais trocaram consideravelmente suas tecnologias de produção e distribuição, mas seu veículo de disseminação, tinta sobre o papel, não sofreu mudanças significativas até o início de 1980, quando iniciativas de publicação eletrônica foram disponibilizadas para assinantes. Naquela época, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts começaram a explorar projetos que se tornaram coletivamente conhecidos como Daily Me, expressão popularizada por Nicholas Negroponte, que propagou a ideia de um jornal personalizado, segundo os gostos e interesses individuais dos leitores. Nos anos 1990, a web se tornou uma poderosa plataforma de publicação eletrônica e começou a ser utilizada pelas organizações jornalísticas, na comunidade acadêmica, o conceito de customização em massa foi desenvolvido, transformado em modelo de negócio e citado na literatura como característica das organizações do conhecimento. No sistema de produção customizada, informações sobre o consumidor são obtidas e gerenciadas pelas empresas para a oferta de produtos e serviços individualizados. Tais tarefas se tornaram eficientemente e economicamente viáveis com os avanços tecnológicos, particularmente, aqueles relacionados aos sistemas computacionais, dos quais os sistemas de recomendação se destacam como tecnologias de combinação que permitem tratar cada usuário como indivíduo único. O objetivo desta tese é investigar a personalização nos jornais on-line contemporâneos e as tendências e prospectivas do mercado. Para isso, circunscreve-se o objeto de estudo, a personalização de notícias na mídia on-line, ao quadro de mudanças administrativas e tecnológicas das últimas três décadas de inovação, quando surgiram novos métodos de gestão e tecnologias tornaram possível a criação de mídias do conhecimento com serviços semiautomáticos para a geração, a distribuição e o consumo de conhecimento. Para cumprir o objetivo proposto, a pesquisa bibliográfica é o procedimento por excelência. Está presente em todas as fases do trabalho, possibilitando o “estado da arte” interdisciplinar dos estudos sobre o objeto, esclarecendo conceitos e fornecendo elementos para a triangulação metodológica a fim de entender a natureza do fenômeno e produzir novos conhecimentos. Por meio da pesquisa de campo, investigou-se: as opções de adaptação de conteúdo nos jornais on-line, se dados e informações dos usuários são coletados e gerenciados para a oferta de serviços personalizados que aumentam o valor de uso das notícias e se a personalização de conteúdo é uma possível tendência dos jornais on-line. Os resultados demonstram que a customização de notícias está ainda muito no começo. As aplicações de recomendação controlada pelo sistema, com base no perfil individual do usuário, são pouco comuns. Todavia, a pesquisa aponta que a entrega de notícias segundo os gostos e interesses do usuário é uma tendência em evolução. A estratégia é relevante como meio de monetizar o conteúdo digital, uma vez que adiciona mais valor para o usuário, que tende a ficar disposto a pagar pelas notícias e informações de valor. A ideia não é entregar um pacote apenas com as notícias de interesse do usuário, uma parte será selecionada pelos editores dos jornais, outra, por algoritmos computacionais. Assim, a função social do jornalismo é preservada nas mídias do conhecimento personalizadas. No século 21, as organizações jornalísticas estão fazendo esforços para se tornarem organizações do conhecimento. Além de produzir, reproduzir e disseminar conhecimento, elas começam a criar valor organizacional para assegurar que seus produtos e serviços forneçam mais valor para seus consumidores.

Link para Download: Valdenise Schmitt

BUGARIM, Maria Clara Cavalcante. Desenvolvimento e Gestão de Programas de Capacitação Mediados por Tecnologia: proposição de um arcabouço teórico no âmbito da Governança Corporativa. Tese, 2012.

Em função da evolução apresentada nos conhecimentos e procedimentos contábeis, surgem novos desafios relacionados à qualificação dos profissionais de contabilidade no Brasil. Um de seus principais desafios consiste em criar soluções em educação que possibilitem a disseminação do conhecimento em contabilidade, equacionando a grande extensão territorial do Brasil, o número expressivo de profissionais registrados em todos os seus estados, as diferenças nos níveis de formação e o insuficiente número de professores qualificados, em comparação com a quantidade ofertada de cursos de graduação em ciências contábeis, assim como a demanda por educação continuada por parte dos profissionais que já atuam no mercado. Esse estudo procurou assim, desenvolver um framework de gestão estratégica da capacitação na área contábil, suportado por meios tecnológicos, para atender às demandas dos diversos níveis de formação no âmbito da governança corporativa. A pesquisa, basicamente aconteceu em dois momentos. O primeiro foi a construção do framework. Aqui, o estudo foi de cunho teórico construtivista, tendo como base o modelo de criação de valor corporativo por meio das dimensões Desempenho, Conformidade e Responsabilidade, o ciclo da Qualidade (PDCA), as contribuições do Capital Intelectual (Humano, de Relacionamento e Estrutural), bem como os preceitos da moderna contabilidade, do Ensino a Distância, da gestão corporativa e organizacional. Em um segundo momento, extraindo-se da literatura um questionário contendo os componentes do framework, conseguiu-se validar o arcabouço elaborado, com 24 especialistas da área contábil, por meio da Técnica Delphi, utilizando-se de análise descritiva, com análise qualitativa das contribuições dos especialistas para o framework. As contribuições para o framework coletadas dos especialistas e alinhadas ao referencial teórico proposto foram: Existe um contexto favorável à utilização da EaD como ferramenta estratégica de integração das capacitações em nível nacional; Políticas e Diretrizes são necessários para a visão estratégica do projeto; O método de ensino deve ser presencial e virtual (blended learning); Para a integração dos diversos atores, será necessário respeitar a autonomia das instituições parceiras para a implantação do projeto de capacitação; A avaliação do projeto de capacitação deve ser realizada por meio de entidades externas para garantir a conformidade; Será necessário a implantação do documento de declaração do Capital intelectual tendo como base o European ICS Guideline; Será necessária a elaboração de um Documento de Diretrizes, com um capítulo de Gestão da Qualidade; Será necessário uma padronização do projeto de capacitação, respeitando algumas características regionais e estar atento a estratégias emergenciais, isto é, padronização com flexibilidade; A gestão do Risco deve ser um item a ser perseguido para a evolução do projeto de capacitação em pauta; A Ética é elemento chave no processo e no projeto; A Promoção e Disseminação das melhores práticas são elementos que irão mitigar as diferenças regionais de aprendizagem. Conclui-se com um framework gerencial para programas de capacitação na área contábil, mediado por tecnologia, no âmbito da governança corporativa.

Link para Download: Maria Clara Cavalcante Bugarim

MÜLLER, Silvana Graudenz. Patrimônio Cultural Gastronômico: Identificação, Sistematização e Disseminação dos Saberes e Fazeres Tradicionais. Tese, 2012.

A pesquisa trata da preservação do conhecimento tradicional gastronômico reconhecido como patrimônio cultural a ser protegido. Esse conhecimento cultural é, sobretudo, tácito e compreende os saberes e fazeres transmitidos de pais para filhos que se encontram ameaçados frente ao fenômeno da globalização. O estudo descreve as formas de conversão do conhecimento tácito em conhecimento explicito sistematizado com vistas a sua preservação. O objetivo é propor um método para a identificação e sistematização dos saberes e fazeres tradicionais, por meio de inventários gastronômicos. A pesquisa apresenta a recente inserção dos saberes e fazeres da gastronomia como patrimônio cultural imaterial, analisando as ações dos órgãos públicos nacionais e internacionais, no que diz respeito à preservação do conhecimento tradicional oriundo das práticas gastronômicas. Trata-se de um estudo descritivo, de natureza aplicada, para a qual foi adotada uma abordagem qualitativa. O método proposto é denominado de Inventário de Referências Gastronômicas Culturais (IRGC). Os materiais utilizados para dar suporte à construção do método proposto são: o Inventário Nacional de Referências Culturais, utilizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; a certificação de Especialidade Tradicional Garantida utilizado na União Européia e o modelo de conversão do conhecimento utilizado na Engenharia do Conhecimento. A validação do método ocorreu na comunidade tradicional de Santo Antônio de Lisboa em Florianópolis, onde todas as etapas do método do IRGC foram aplicadas. Dentre as produções indicadas pela comunidade como uma referência gastronômica cultural destaca-se uma produção tradicional conhecida como “cacuanga”. Observou-se, ao longo da pesquisa, que produções como a cacuanga estão em processo de extinção e que existe a necessidade da realização de inventários da gastronomia tradicional como alternativa para a preservação e desenvolvimento dos patrimônios culturais imateriais. A aplicação do método resultou em um inventário gastronômico de abordagem técnico-tecnológica e histórico-cultural que servirá para a preservação e disseminação dos saberes e fazeres tradicionais.

Link para Download: Silvana Graudenz Müller

BRAGA, Marta Cristina Goulart. Diretrizes para o design de mídias em realidade aumentada: situar a aprendizagem colaborativa online. Tese, 2012.

A Realidade Aumentada possibilita a visualização do mundo real sobreposto por entidades digitais. O seu uso vem ocorrendo em diversas áreas, por exemplo: no treinamento técnico e profissional; na aprendizagem; Arquitetura; Engenharia e Medicina. Esta tecnologia estabelece uma nova maneira do homem interagir com os computadores, tanto fisicamente quanto cognitivamente. Ela modifica a práxis de execução de tarefas, por apresentar características diferenciadas das interfaces gráficas convencionais (Graphical User Interface). Estas características determinam uma forma mais direta e natural de manipulação dos dispositivos de interação (Tangible User Interface). São dispositivos táteis (ou de contato físico), que necessitam de estudos, para que se compreendam suas implicações na Interação Humano Computador. Deste ponto de vista, este trabalho tem por objetivo desenvolver diretrizes para o design de interação da Realidade Aumentada, considerando as características da aprendizagem colaborativa online. Parte-se do pressuposto que à Cognição Situada pode contribuir com o desenvolvimento de diretrizes de design de interface em Realidade Aumentada. Desta forma, o objetivo deste trabalho é “desenvolver diretrizes para o design de interação da Realidade Aumentada, considerando a aprendizagem colaborativa online”. A pesquisa de literatura e a pesquisa de campo, com análise qualitativa, de um estudo de caso abordado pela etnografia, campo de estudo que se origina da Antropologia e é compatível com a Cognição Situada, foram os métodos para se atingir o objetivo. Como resultado se desenvolveu as diretrizes, compostas pelas recomendações de usabilidade já existentes e pelos resultados da pesquisa de campo. Espera-se, também, contribuir para melhorar os processos do Design Instrucional, pois as teorias de aprendizagem, a didática e os métodos de aprendizagem foram considerados durante todo o percurso da pesquisa.

Link para Download: Marta Cristina Goulart Braga

COSER, Adriano. Modelo para análise da influência do capital intelectual sobre a performance dos projetos de software. Tese, 2012.

Esta tese propõe um modelo para analisar a influência do capital intelectual sobre a performance dos projetos de software. A maior parte do software desenvolvido profissionalmente é concebida pela execução de projetos – empreendimentos temporários que visam produzir software e documentação de acordo com as especificações dos clientes. Desta forma, o sucesso de uma organização de software é altamente dependente da performance dos projetos que executa. Torna-se crucial, então, o reconhecimento dos fatores que influenciam a performance dos projetos, possibilitando aos gestores reforçar os elementos que impulsionam os resultados atingidos e mitigar os elementos negativos. Entre os fatores possíveis, esta tese foca nos insumos baseados em conhecimento que são aplicados na execução dos projetos, recorrendo ao arcabouço teórico do capital intelectual para descrever a estrutura e o conteúdo desses recursos. Um modelo teórico é desenvolvido para descrever os elementos do capital intelectual – capital humano, capital estrutural e capital relacional – e a performance dos projetos. O questionário gerado a partir do modelo teórico é aplicado no levantamento de dados sobre projetos realizados por empresas de software da Grande Florianópolis, um polo tecnológico com importância reconhecida nacional e internacionalmente. A análise dos dados coletados é realizada a partir de um modelo de equações estruturais de mínimos quadrados parciais (PLS-SEM), que permite a validação do modelo de mensuração e a verificação das hipóteses formuladas no modelo teórico. Os resultados do modelo estatístico revelam que os três elementos do capital intelectual exercem influências positivas e significativas sobre a performance dos projetos, sendo mais determinantes o capital humano e o capital estrutural.  Constata-se ainda que o nível de capital humano é positiva e significativamente correlacionado com os níveis de capital estrutural e de capital relacional aplicados aos projetos. Esses resultados confirmam a teoria de que o capital intelectual gera valor para as organizações quando seus três elementos interagem e se desenvolvem mutuamente.

Link para Download: Adriano Coser

SORATTO SILVA, Alexandre Nixon Raulino. Auditorias de sistemas de gestão: competências para agregação de valor. Tese, 2011.

Esta pesquisa explora as auditorias de sistemas de gestão em processos de certificação no Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade (SBAC), com ênfase na análise da competência e da agregação de valor para a organização auditada. O objetivo é identificar um quadro de referência formado por conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) de auditores e auditados, que sejam potenciais para a agregação de valor do processo de auditoria. Por meio de uma pesquisa qualitativa com abordagem de estudo de caso, este trabalho identificou e analisou obstáculos à agregação de valor de auditorias de sistemas de gestão. O uso de técnicas como a observação participante, a análise de documentos e a revisão de literatura, permitiram a associação dos obstáculos identificados, com situações de falha no uso de CHA por parte de auditores e auditados. A pertinência de cada situação de mau uso de CHA identificada foi constatada em entrevistas com especialistas. Como resultado, obteve-se um quadro de referência de oportunidades de uso de conhecimentos, habilidades e atitudes, em momentos críticos para a agregação de valor das auditorias de sistemas de gestão. Esse conjunto de oportunidades sugere uma nova abordagem para o processo de auditoria, que difere das abordagens tradicionais, pela ênfase na agregação de valor, e por atribuir maior relevância às atividades dos auditados e da pós-auditoria. Dentre os resultados de caráter prático, destaca-se a elaboração de uma lista de verificação do potencial de agregação de valor de auditorias de sistemas de gestão. Além de expandir o conhecimento acerca do uso da competência em processos de auditoria de sistemas de gestão no SBAC, este estudo apresenta insumos para tomada de decisão das partes interessadas no tipo de auditoria estudada e para novas pesquisas desta natureza, até mesmo em outros tipos de auditorias.

Link para Download: Alexandre Nixon Raulino Soratto da Silva

SCHMITZ, Ana Lúcia Ferraresi. Competências Empreendedoras: Os Desafios dos Gestores de Instituições de Ensino Superior como Agentes de Mudança. Tese, 2012.

O objetivo desta pesquisa foi identificar as competências empreendedoras requeridas pelos empreendedores das Instituições de Ensino Superior, que contribuíram para o êxito e continuidade destas organizações. Justifica-se a importância deste estudo por ser a competência empreendedora, mola propulsora para a continuidade  e desenvolvimento das IES  e consequentemente, resposta para os anseios da sociedade. Na era do conhecimento o fator humano é tido como principal combustível para a inovação organizacional, já que a inovação é um processo intensivo em conhecimento. O empreendedorismo possibilita a sobrevivência da instituição por meio da inovação dos processos, uma vez que desenvolve competências e habilidades criativas e inovadoras não só individuais como organizacionais. Foi realizada em três Instituições de Ensino Superior, no Brasil e uma em Portugal. Foi dividida em duas partes, na primeira, uma revisão sistemática integrativa na base de dados do Portal Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior na base de dados Scopus. Posteriormente realizou-se uma enquete com os gestores das IES investigadas, utilizando-se princípios do método Delphi com o objetivo de selecionar os intraempreendedores da instituição responsáveis pelo seu êxito. Na segunda parte, realizaram-se entrevistas focadas em incidente crítico e semi-estruturadas, com a amostra composta a partir da enquete, que constituiu-se de 134 entrevistados. Analisaram-se os resultados da pesquisa sob a ótica qualitativa, na análise de conteúdo das entrevistas e discussão do assunto com base na bibliografia pesquisada. Os resultados da pesquisa identificaram a independência e a autoconfiança como as competências empreendedora mais apontadas pelos entrevistados, embora todas as competências comportamentais analisadas, em maior ou menor frequência, sejam importantes para o exercício dos cargos ocupados e para o êxito na implantação dos projetos descritos. Esta pesquisa sugere atitudes e competências empreendedoras que auxiliam na obtenção de resultados satisfatórios nas atividades inerentes aos cargos ocupados pelos gestores das instituições, uma vez que quando há um alinhamento entre  necessidades e expectativas dos indivíduos e das organizações é possível desenvolver as competências necessárias para tal finalidade.

Link para Download: Ana Lúcia Ferraresi Scmitz

MELGAR SASIETA, Héctor Andrés. Um modelo para a visualização do conhecimento baseado em imagens semânticas. Tese, 2011.

Os avanços no processamento e gerenciamento eletrônico de documentos têm gerado um acúmulo grande de conhecimento que tem excedido o que os usuários comuns podem perceber. Uma quantidade considerável de conhecimento encontra-se explicitado em diversos documentos armazenados em repositórios digitais. Em muitos casos, a possibilidade de acessar de forma eficiente e reutilizar este conhecimento é limitada. Como resultado disto, a maioria do conhecimento não é suficientemente explorado nem compartilhado, e conseqüentemente é esquecido em um tempo relativamente curto. As tecnologias emergentes de visualização e o sistema perceptual humano podem ser explorados para melhorar o acesso a grandes espaços de informação facilitando a detecção de padrões. Por outro lado, o uso de elementos visuais que contenham representações do mundo real que a priori são conhecidos pelo grupo-alvo e que fazem parte da sua visão de mundo, permite que o conhecimento apresentado por meio destas representações possa facilmente ser relacionados com o conhecimento prévio dos indivíduos, facilitando assim a aprendizagem. Apesar das representações visuais terem sido usadas como suporte para a disseminação do conhecimento, não têm sido propostos modelos que integrem os métodos e técnicas da engenharia do conhecimento com o uso das imagens como meio para recuperar e visualizar conhecimento. Neste trabalho apresenta-se um modelo que visa facilitar a visualização do conhecimento armazenado em repositórios digitais usando imagens semânticas. O usuário, através das imagens semânticas, pode recuperar e visualizar o conhecimento relacionado às entidades representadas nas regiões das imagens. As imagens semânticas são representações visuais do mundo real as quais são conhecidas previamente pelo grupo alvo e possuem mecanismos que permitem identificar os conceitos do domínio representados em cada região. O modelo proposto apóia-se no framework para visualização do conhecimento proposto por Burkhard e descreve as interações dos usuários com as imagens. Um protótipo foi desenvolvido para demonstrar a viabilidade do modelo usando imagens no domínio da anatomia, a Foundational Model of Anatomy e a Unified Medical Language System como conhecimento do domínio e o banco de dados da Scientific Electronic Library Online como repositório de documento.

Link para Download: Hector Andres Melgar Sasieta

BRAGA, Marcus de Melo. UMA PROPOSTA DE MODELO DE PLATAFORMA DE COLABORAÇÃO PARA COMUNIDADES DE PRÁTICA NO AMBIENTE DE TV DIGITAL. Tese, 2012.

Comunidades de Prática fazem uso intensivo de tecnologias de informação e de comunicação (TIC) para suprir necessidades de interação entre seus membros, que podem estar distribuídos em diversas regiões. Atualmente, o principal instrumento para esse suporte é a internet e as ferramentas de software nela disponibilizadas. Entretanto, com o advento da TV Digital, novos recursos estarão à disposição das comunidades, para serem usados de forma interativa. O presente estudo parte da análise das necessidades básicas de suporte de tecnologia para as Comunidades de Prática, identificando as ferramentas essenciais de software que podem atendê-las, para propor um modelo de plataforma de colaboração para Comunidades de Prática destinado ao ambiente de Televisão Digital Interativa que possa suprir as principais necessidades de interação de uma Comunidade de Prática. Para a realização desse objetivo, foram identificados as ferramentas essenciais a uma Comunidade de Prática por meio de uma pesquisa de campo aplicada a uma comunidade de prática de desenvolvedores de software para propor, em seguida, um modelo de plataforma de colaboração concebido para o ambiente de TV Digital Interativa. Os resultados discutidos neste trabalho podem ser aplicados na concepção e no desenvolvimento de aplicações para Comunidades de Prática no Sistema Brasileiro de Televisão Digital, explorando os recursos interativos dessa nova tecnologia.

Link para Download: Marcus de Melo Braga

BEIRÃO FILHO, José Alfredo. Criação e Compartilhamento do Conhecimento da Área de Moda em Um Sistema Virtual Integrado – SIMODA. Tese, 2011.

Memória da imigração, da cidade, da educação, da indústria da mulher, da família. Desde o início do século XX, a memória vem adquirindo novas dimensões e passou a ser configurada como um lugar, armazém ou depósito de acervos culturais, a quem cabe de posse das informações obtidas por meio dos objetos que armazena, reelaborar esse conhecimento e devolver à sociedade em forma de conhecimento novo. Esse fato também incide nos domínios da moda, considerando que a partir da década de 1970 novas teorias, métodos de abordagem e conhecimentos técnicos surgiram na área de preservação e promoção do conhecimento. Hoje a moda é para pesquisadores, o espelho da história, que nos revela aspectos singulares e representa fontes de informações importantes para o estudo da cultura e de uma sociedade. Caminhando nesse sentido, o Curso de Bacharelado em Moda da UDESC, visando a incentivar novas pesquisas e a produção científica nesse domínio, deu início a implantação de um espaço de memória a partir do Projeto de Pesquisa MODATECA: Espaço para Preservação de Moda e Vestuário. Essa perspectiva ensejou algumas questões para este estudo, a fim de responder questionamentos que se constituem o objeto de estudo deste pesquisador: por que preservar acervos têxteis? Como organizar esses acervos? Como disponibilizar e compartilhar esse acervo a pesquisadores e comunidade? Com a finalidade de atender aos objetivos desta tese, foi proposto o desenvolvimento de um Sistema Virtual Integrado de Informações (SIMODA), tomando como base os preceitos da WEB 2.0, com a finalidade de enxergar o mundo virtual como um espaço com possibilidades de ação cultural on-line ampliadas, com uma comunicação multidirecional entre a moda e o usuário como participação, diálogo, colaboração, trocas e compartilhamento. Dessa maneira, toma-se a WEB como um ambiente adequado de convergência tecno-cultural para a promoção, investigação e mediação do conhecimento.

Link para Download: José Alfredo Beirão Filho