Home » Archive by category "Tese" (Page 22)

MITIDIERI, Tibério da Costa. Construção de Futuro e Sustentabilidade. Tese, 2009.

Este estudo visa analisar o processo de construção de futuro sustentável a partir da percepção de especialistas sobre o tema. A metodologia integra conceitos de liderança responsável, gestão de valores, sustentabilidade e metáforas utópicas e distópicas. São apresentados questionários de viés qualitativo sob impressões da importância da sustentabilidade no processo de construção do futuro. A metodologia fornece resposta consistente para o planejamento estratégico de organizações permitindo visualizar a construção de cenários e visão de futuro possível, através da construção de utopias; consistindo em uma poderosa ferramenta para a construção de um futuro desejável. Dentre as conclusões obtidas fica evidenciada a importância criação de uma cultura, visão e missão para sustentabilidade dentro das organizações; a liderança responsável e os valores tem papel fundamental para reforçar que a ação deve seguir o discurso; a Utopia Mobilizadora pode ser usada como a “Visão” de futuro sustentável das organizações.

Link para download: Tiberio Mitidieri

REMOR, Lourdes de Costa. Auditoria de conhecimento em saúde. Tese, 2009.

Esta pesquisa apresenta uma proposta de utilização do relatório de auditoria no apoio à gestão. O propósito é que esteja construído para a tomada de decisão o que requer embasamento e critérios. Essas duas sustentações podem ser pensadas como agregação de valor. Os serviços, no setor de saúde, objeto da auditoria, estão estabelecidos imprecisamente no que concerne ao seu conceito e características. É dado destaque ao método da pesquisa, baseado, por um lado na hermenêutica de Habermas e Thompson e, por outro, em alguns princípios da psicanálise, que coincidam com a função de escuta e interpretação do auditor. Descreve a auditoria do Sistema Único de Saúde do Brasil, apresentando resultados generalizáveis para auditorias de serviços em geral. Contextualiza a auditoria na perspectiva da gestão de serviços de saúde e não da assistência. A partir das características, envolvidas pelo conceito de serviço e das peculiaridades da auditoria, conclui-se que a auditoria não pode ser padronizada, considerando que o seu principal objeto (serviço) também não o é.

Link para dowload: Lourdes de Costa Remor

BEPPLER, Fabiano Duarte. Um modelo para recuperação e busca de informação baseado em ontologia e no círculo hermenêutico. Tese, 2008.

Os sistemas de busca, mesmo com avanços quanto à organização da informação e taxas de precisão e recuperação, ainda são baseados apenas na comparação de termos de busca, que ignora o possível aprendizado que existe nas iterações subseqüentes à primeira busca. Com base nesta constatação, propõe-se um modelo de recuperação e busca de informação com base nas teorias referentes ao círculo hermenêutico, information seeking, recuperação de informação e ontologias. Uma ontologia de domínio é usada para a construção de indexadores da base de conhecimento e para viabilizar a metáfora do círculo hermenêutico, ou seja, permitir que usuários naveguem nos conceitos da ontologia e nas instâncias desses conceitos em uma forma de vai e vem. A demonstração de viabilidade do modelo é realizada por meio do framework Hermeneus, que dá suporte à construção de sistemas de busca que alternam diferentes tipos de estratégias para o refinamento das buscas, e pela comparação com outros modelos de recuperação e busca de informação. Hermeneus atua como um intermediário entre o usuário e a informação requerida, conectando as questões que o usuário tem em mente às respostas que são encontradas nas iterações de busca com contextualização em ontologia. Dessa forma, o modelo proporciona que a dinamicidade requerida por sistemas de busca seja alcançada, pois em um processo de busca o significado está sempre sendo criado e recriado.

link para download: Fabiano Duarte Bepler

MACEDO, Marcelo. TV Digital Interativa e Gestão do Conhecimento Organizacional. Tese, 2008.

Esta tese aborda a TV Digital Interativa como uma das tecnologias da Era do Conhecimento que podem auxiliar no processo de Gestão do Conhecimento organizacional. As aplicações e serviços de TVDI podem ser utilizados para fazer uma ponte estratégica entre essa nova tecnologia e o processo de Gestão de Conhecimento nas organizações. Nesse sentido, o objetivo principal desta pesquisa é propor um modelo para analisar a adequação do uso de recursos da TV Digital Interativa à Gestão do Conhecimento organizacional. Se as aplicações e serviços de TVDI forem usadas de maneira adequada, podem tornar-se um poderoso instrumento de criação, compartilhamento e disseminação de conhecimento nas organizações. O ineditismo, além da relação entre a Gestão do Conhecimento Organizacional e a TV Digital Interativa, também aparece na metodologia, pois não foi ainda desenvolvida uma relação entre o Modelo de Criação de Conhecimento de Nonaka e Takeuchi e as aplicações e serviços da TVDI. O modelo desenvolvido trata da relação entre as características e as cinco fases de criação de conhecimento do modelo de Nonaka e Takeuchi, e outra relação entre as aplicações e serviços de TVDI e as características do modelo de Nonaka e Takeuchi. A validação do modelo, com a definição dos conceitos de suporte, contexto e confiança, foi realizada a partir da relação entre a teoria sobre GCO e TVDI, a percepção do autor na aplicação do modelo, e entrevistas com especialistas em TVDI e GC sobre a análise realizada, o método desenvolvido e a necessidade de possíveis mudanças. O modelo foi considerado útil e pertinente por todos os especialistas e alguns pontos positivos foram destacados, tais como: utilidade para fixar o conteúdo; permite a utilização por qualquer tipo de organização; possibilita a paremetrização de cenário, permitindo a análise objetiva de novos negócios que podem surgir; e permite que sejam inseridas outras variáveis.

Link para download: Marcelo Macedo

OLIVEIRA, Angela M. Fleury. O papel da liderança na implementação do processo de responsabilidade social empresarial. Tese, 2008.

Para este trabalho foi feita uma pesquisa qualitativa, descritiva e longitudinal, envolvendo nove casos em três empresas brasileiras integrantes do Índice Dow Jones de Sustentabilidade. A pesquisa buscou compreender o papel da liderança na implementação do processo de Responsabilidade Social Empresarial, por meio de entrevistas e análise documental. A liderança, descrita como um processo de influência que ocorre no contexto de um grupo, ganha mais abrangência na implementação desse processo, em função das demandas, muitas vezes conflitantes, dos vários públicos interessados nos seus resultados. A complexidade das relações com diferentes atores aumenta os desafios da liderança para equilibrar resultados econômicos, sociais e ambientais, na perspectiva de longo prazo, e para colaborar com a sociedade na construção de uma nova ética planetária. Este estudo contribuiu para o entendimento do papel da liderança em contextos empresariais, nos quais têm sido implementados processos, conceitos e princípios da Responsabilidade Social Empresarial. A análise do papel da liderança foi realizada para compreender: a) os fundamentos da ação da liderança; b) as etapas de implementação do processo; c) os papéis exercidos e identificados no processo; d) as aprendizagens daí decorrentes e o referencial teórico que as suporta; e) a proposta de criação de valor sustentável à empresa. Os achados dizem respeito mais à importância dos fundamentos internos do que às padronizações legais na implementação do processo de Responsabilidade Social Empresarial. Verificou-se que esse processo demonstra aprendizagens de ciclo duplo e formas de perceber situações emergentes, de agir em consonância com elas, reduzindo preconceitos e formas históricas de emprestar sentido à realidade. Os papéis de liderança extrapolam aqueles tradicionais encontrados na literatura, e outros novos emergem ou se tornam ampliados com novos conteúdos. As teorias de liderança compartilhada, distribuída no grupo e complexa, permitiram melhor compreensão desse processo. A pesquisa pretendeu um entendimento inicial sobre como a liderança criou valor sustentável por meio de processos evolucionários e revolucionários paraos públicos interessados nos resultados da empresa.

Link para download: Angela Fleury

JULIANI, Jordan Paulesky. A SOCIALIZAÇÃO DE CONHECIMENTO ENTRE CONSUMIDORES NA BUSCA DE MELHORES ALTERNATIVAS DE COMPRA. UM MODELO TECNOLÓGICO. Tese, 2008.

A dinamicidade das relações entre fornecedores e consumidores e a percepção, por estes últimos, do poder de barganha e de influência que exercem sobre os primeiros, fazem surgir a demanda por uma ferramenta para melhor gerir o processo de compra, de forma a proporcionar aos consumidores o compartilhamento de informações de consumo que envolvam todas as etapas do referido processo, desde o reconhecimento da necessidade de consumir, passando pela busca de alternativas de compra, seguida da avaliação da melhor alternativa e, finalizando, com a compra propriamente dita, até o processo de avaliação da satisfação dos consumidores com a compra realizada. Os consumidores eletrônicos, diferentemente dos consumidores do mercado tradicional (físico), quando do reconhecimento da necessidade de consumo, buscam informações por meio de sistemas de e-procurement. Tais sistemas representam um poderoso mecanismo para a cotação de preços de produtos e serviços, em que os fornecedores cadastram seus produtos e disponibilizam aos consumidores os preços dos produtos por aqueles comercializados. O modelo de rede social proposto terá uma carga inicial de informações coletadas dos sistemas de e-procurement já existentes, após o que será abastecido: pelos consumidores, com as informações obtidas por eles durante o processo de compra – ainda que não a tenham efetivamente realizado –; pelos fornecedores que queiram cadastrar seus produtos e oportunidades de compra; e, ainda, pelos institutos de pesquisa de preços e de opiniões sobre produtos. Somadas as informações, estas serão processadas e depois disponibilizadas para consultas públicas de outros consumidores usuários ou, então, de fornecedores que tenham por objetivo realimentar seus processos de produção, marketing e de vendas utilizando-se das informações constantes do modelo.

Link para download: Jordan P. Juliani

SANTOS, Adélcio M. Didática ideal para o programa de pós-graduação em engenharia e gestão do conhecimento: especificidades e características andragógicas em análise. Tese, 2008.

O conhecimento constitui-se, hodiernamente, como um fator de sucesso para as organizações. Na sociedade do conhecimento e da informação, o conhecimento se transforma no fator-chave da economia pós-industrial e o principal determinante da mudança ocupacional. Os trabalhadores necessitam se adaptar as novas exigências em termos de educação e, por serem o capital humano da organização, também adquirem relevância uma vez que são responsáveis por todo o capital intelectual que a empresa possui, além de produzirem, compartilharem e transformarem o conhecimento em ação e resultados. Nesse contexto, a Gestão do Conhecimento se configura importante metodologia à disposição das organizações que contribui para criar, compartilhar e disseminar o conhecimento no intento de auxiliar a organização enfrentar da melhor forma possível às forças que o ambiente exerce sobre a organização. Em virtude da importância do conhecimento, a Gestão do Conhecimento tem adquirido espaço em meio à educação superior enquanto disciplina. A didática voltada para a Gestão do Conhecimento deve focar o ensino interdisciplinar e reflexivo. A didática auxilia o professor no planejamento, na orientação e no acompanhamento da aprendizagem do aluno, disponibilizando ao docente diferentes métodos e técnicas que o ajudam a criar situações de aprendizado. No ensino da Gestão do Conhecimento a relação entre aluno e professor não se deve configurar de forma unidirecional, mas sim permitir a participação do aluno, constituindo-se o professor como um facilitador do processo de aprendizado. Ademais, é essencial que o professor faça uso de atividades por meio das quais os alunos possam verificar o funcionamento dos ensinamentos na práxis.

Link para download: Adelcio M. dos Santos

REICHERT, Fernando. Modelo de criação de espaços de colaboração em parcerias público-privadas – PPP por meio de Comunidades de Prática – CoP. Tese, 2008.

O objetivo da presente tese é a concepção de um modelo de criação de espaços de colaboração em PPP por meio de Comunidades de Prática – CoP. O modelo consiste no cultivo de uma CoP entre os atores sociais da inter-organização da parceria, com base num planejamento sistêmico e participativo que utiliza a Metodologia de Sistema Soft – SSM. Os laços sociais das CoP formam padrões de interação entre os parceiros e uma cultura inter-organizacional para a colaboração, e a participação na SSM favorece a criação de valores comuns, o que permite a formação de contextos adequados para o compartilhamento de conhecimentos tanto na dimensão da cultura como na dimensão da abstração. Como o modelo se aplica a qualquer tipo de parceria, independentemente de ser disciplinada por leis de PPP, o mesmo teve a sua aplicabilidade e consistência testadas em uma parceria, formalizada por um convênio entre empresas graneleiras, públicas e privadas, que utilizam um mesmo corredor de exportação de grãos, no porto de São Francisco do Sul, no estado de Santa Catarina. Nesta pesquisa de campo foram utilizados os métodos da História Oral temática, para verificar a existência de evidências de construtos da colaboração, e do Discurso do Sujeito Coletivo – DSC, para identificar os pontos de convergência e divergência entre os conhecimentos dos parceiros. Os resultados obtidos, a partir de entrevistas semi-estruturadas com os atores sociais da gerência média e que tinham um nível similar de tempo de convivência e aprendizagem, mostrou que esse modelo da gestão de conhecimentos é aplicável e consistente para proporcionar melhores desempenhos sócio-econômicos em parcerias público-privadas, pelas sinergias produzidas dos adequados compartilhamentos de conhecimentos gerenciais.

Link para download: Fernando Reichert

OTERO, Walter Ruben Iriondo. Educação a distância: desenvolvimento de habilidades cognitivas de alto nível em e-learning. Tese, 2008.

Esta pesquisa analisa como acontece o desenvolvimento das habilidades cognitivas de alto nível nos cursos de ensino superior ministrados a distância, na modalidade elearning. Para a execução da pesquisa de campo foram escolhidas seis universidades do Reino Unido: The University of Manchester, Open University, Manchester Metropolitan University, University of Liverpool, University of London, e Cranfield University. Na pesquisa, identificou-se a percepção dos professores e pesquisadores sobre o tema; investigaram-se os fatores determinantes e restritivos para o desenvolvimento das habilidades cognitivas de alto nível no modo e-learning; identificaram-se as atividades acadêmicas que facilitam o desenvolvimento das referidas habilidades, os procedimentos para avaliar o desenvolvimento dessas habilidades cognitivas e estabeleceram-se os vínculos que facilitam o seu desenvolvimento. Buscaram-se a interpretação e comprovação conceitual, a partir da análise da prática concreta das conclusões provenientes das opiniões dos informantes-chave envolvidos com o tema, das observações de campo e demais materiais coletados. A pesquisa é de cunho exploratório, com tratamento de dados predominantemente qualitativos, e apresenta os resultados de forma descritiva. A população do estudo é formada por professores e pesquisadores de instituições de ensino superior, em razão de os mesmos estarem em contato direto com as questões mais significativas do desenvolvimento de cursos ministrados a distância na modalidade e-learning. Os dados foram obtidos por meio de pesquisa documental e por entrevistas semi-estruturadas. Consolida-se, portanto, a ênfase teórica da importância da presença das referidas habilidades nos cursos universitários. O estudo evidencia que o e-learning apresenta diversos benefícios para facilitar o desenvolvimento das habilidades cognitivas de alto nível, sendo a capacidade de desenvolver atividades assíncronas a qualidade apontada com mais freqüência pelos entrevistados. Evidencia também fatores restritivos, como a dificuldade no estudo autônomo por parte dos estudantes na modalidade e-learning. São apontadas diversas atividades para facilitar o desenvolvimento de habilidades cognitivas de alto nível. A análise dos resultados permitiu a apresentação de diretrizes para nortear o desenho de cursos de ensino superior ministrados na modalidade e-learning, que objetivem o desenvolvimento de habilidades cognitivas de alto nível. Os resultados destacam que o desenvolvimento de habilidades cognitivas de alto nível estão presentes em todos os cursos ministrados pelos entrevistados, contudo, nem sempre fazem parte dos objetivos específicos dos referidos cursos.

Link para download: Walter Ruben Iriondo Otero

BATISTA, Claudia Regina. Modelo e diretrizes para o processo de design de interface web adaptativa. Tese, 2008.

RESUMO
Esta tese propõe um modelo e diretrizes para o Processo de Design de Interface Web Adaptativa (PDIWA), visando orientar e auxiliar o designer de interface web na tomada de decisões durante o processo de design. O modelo descreve esquematicamente cinco etapas de um processo iterativo: análise, conceito, desenvolvimento, protótipo e teste. Para dar suporte ao modelo, foram desenvolvidas oito diretrizes que versam sobre os requisitos e a configuração das técnicas de adaptação. Uma amostra composta por designers aplicou o modelo e diretrizes para o PDIWA durante o desenvolvimento da interface para o web site adaptativo “Diferente todo mundo é” (projeto de pesquisa apoiado pelo CNPq – Edital no 61/2005). Observou-se que o modelo e as diretrizes para o PDIWA propostos nessa tese cumprem o seu papel, pois designers que desconheciam a área de Sistemas Adaptativos foram capazes de desenvolver a interface para uma web adaptativa.

Link para download: Claudia Regina Batista